Domingo
À procura da Palavra
“Diz-me como olhas…!”
Durou apenas uma breve travessia do lago, o descanso que Jesus quis dar aos discípulos. Como brilhavam os olhos deles pela alegria da missão, e como os deve ter olhado Jesus com ternura e encanto! Por isso, aquele pequeno trajecto, a troca de olhares e de palavras, teve o sabor de uma enorme viagem.
ver [+]
À procura da Palavra
“Quanto menos, tanto mais!”
O calor destes dias de verão parece um convite a procurar mais frescura fora dos ambientes e ritmos habituais. A beira de um rio ou do mar, uma sombra com aragem, um olhar repousado sobre a paisagem, a companhia de outros sem pressas…tudo parece...
ver [+]
À procura da Palavra
Profetas do presente
Associamos facilmente o nome de "profeta" a adivinho ou uma espécie de visionário que faz prognósticos sobre o futuro. E é curioso como muitos, depois das coisas sucederem, gostarem de dizer que já as tinham previsto. São herdeiros da famosa tirada futebolística...
ver [+]
À procura da Palavra
“Levanta-te!”
Não temos palavras para a morte. Só o silêncio a reveste. E o desprendimento, a dor, a saudade, o sonho desfeito cedo demais. É sempre cedo de mais, porque temos sede de eternidade. E há pequenas e grandes mortes; algumas que se prolongam em vida, como...
ver [+]
À procura da Palavra
Não ao medo!
Das muitas imagens de Jesus menino a dormir que conheço, a maior parte delas integradas nalgum presépio, há uma que sempre me faz sorrir quando a lembro. Não sei bem onde a vi, mas recordo-a com nitidez: Jesus está deitado de lado, com uma caveira como...
ver [+]
À procura da Palavra
Pequenos mas não “coitadinhos”!
Ponho-me, às vezes, a imaginar as parábolas que Jesus contaria hoje, a partir da nossa vida urbana, computorizada, e tão frenética em informações. Que simbolismos encontraria no que somos e fazemos para nos falar do Reino? Pois as histórias simples que...
ver [+]
À procura da Palavra
“Sem o domingo não podemos viver!”
Esta foi a resposta de Emérito, diante do pró-consul de Cartago, no ano 304, quando interpelado por estarem a celebrar a Eucaristia apesar das proibições do imperador Diocleciano. Ele e outros 48 cristãos de Abitene, na actual Tunísia, foram torturados e mortos, por quererem celebrar a sua fé.
ver [+]
Anterior    24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39      Próximo
A OPINIÃO DE
Pedro Vaz Patto
De entre as muitas mensagens que recebi sobre a pandemia do Covid-19, uma reteve especialmente a minha...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Onde está a Igreja nesta guerra mundial, que é a pandemia do coronavírus? Está, como sempre esteve, na...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES