Artigos
P. Duarte da Cunha
Liberdade: capacidade de gerar laços
Passado um mês podemos rever, como já muita gente tem feito, os acontecimentos que levaram à morte de 20 pessoas em Paris no dia 7 de Janeiro. Sobre “Charlie” já muito foi dito e a unânime manifestação de horror mostrou que o terrorismo não tem muito adeptos.
ver [+]
Isilda Pegado
O SÍNODO para a FAMÍLIA
1 – “Agora é legal, por isso não sou contra o aborto, apesar de ser católico”, começava assim a pergunta que o Manuel de 47 anos colocava no seio de uma conversa coloquial no salão da Paróquia “X – Y”. E, logo de seguida...
ver [+]
Pedro Vaz Patto
Do diálogo e do insulto
Foi com viva comoção que muitos assistiram à grande manifestação que se seguiu aos atentados de Paris, um grito de repúdio do terrorismo. A frase mais ouvida, Je suis Charlie, para muitos exprimia, antes de tudo, a solidariedade para com as vítimas, mesmo...
ver [+]
Pe. Alexandre Palma
Escutar a cidade
O maior risco dum pregador é habituar-se à sua própria linguagem e pensar que todos os outros a usam e compreendem espontaneamente. Se se quer adaptar à linguagem dos outros, para poder chegar até eles com a Palavra, deve-se escutar muito, é preciso...
ver [+]
António Bagão Félix
S. João Bosco: o exemplo, o legado e a efeméride
Janeiro é o mês consagrado a S. João Bosco. Este ano de 2015 é o ano das celebrações bicentenárias do seu nascimento (1815-2015). Uma efeméride que deveremos ter presente na memória, na devoção, no coração. Duzentos anos depois, o pensamento, a obra...
ver [+]
Nuno Cardoso Dias
A ofensa
“Onde houver ofensa, que eu leve o perdão” Oração da paz, atribuída a São Francisco de Assis   Tenho um enorme respeito e admiração pelo Papa. Tem sido de uma energia, de uma abertura e de uma coragem exemplares. Já tive oportunidade de...
ver [+]
Guilherme d’Oliveira Martins
Já não escravos, mas irmãos!
A mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz de 2015 reveste uma especial importância pelo tema proposto e pelo modo como é abordado. Ao intitular a mensagem «Já não escravos mas irmãos», lembra-nos a Carta de S. Paulo a Filémon, a propósito de Onésimo, que era escravo e se tornou cristão.
ver [+]
Anterior    1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152      Próximo