Artigos
Nuno Cardoso Dias
Porque somos muitos queremos ser tratados como muitos
A nova campanha da APFN (1) põe as famílias numerosas em discurso directo: cada família diz de si - o nome a idade, a profissão, que tem ou a que aspira, no caso dos filhos. A família Justino são seis, a família Mira são sete, a família Castro são sete...
ver [+]
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Os filhos da mentira
O milagre da multiplicação dos pais e das mães   Jesus Cristo fez o milagre da multiplicação dos peixes e dos pães, mas a ideologia de género faz mais: multiplica, desgraçadamente, os pais e as mães. Com efeito, se uma criança pode ter duas «mães»,...
ver [+]
Guilherme d’Oliveira Martins
«O sentido da existência, hoje»
«Deus e o Sentido da Existência» de Anselmo Borges (Gradiva, 2011) é constituído por um conjunto de textos, escritos pelo autor em várias circunstâncias, arrumados de um modo coerente e pedagógico, segundo os seguintes capítulos: crentes e ateus - o...
ver [+]
Isilda Pegado
Barriga de aluguer
1 – Barriga de aluguer é a expressão corrente que identifica com precisão o que por vezes também se designa por “maternidade de substituição” (como faz a lei portuguesa) mas que em nosso entender não diz com clareza do que se trata.
ver [+]
P. Duarte da Cunha
Não esquecer os cristãos na Terra Santa
A Terra Santa para os cristãos é o lugar por excelência de peregrinação. Se é verdade que toda a criação tem a marca do Criador e que toda a realidade nos fala de Deus, no entanto a fé cristã é mais do que isso porque no centro está a Pessoa de Jesus.
ver [+]
Pedro Vaz Patto
A dignidade da política
Vai-se propagando cada vez mais a visão da política como uma actividade menos digna, onde parece que para vingar e ter sucesso tenha de se ceder a compromissos no plano da ética. Perigosamente, corre-se o risco de afastar da actividade política as...
ver [+]
Pe. Alexandre Palma
Jardim de Inverno
Não será de todo irrelevante que a primeira coisa que Deus nos pergunte seja: «Onde estás?» (Gn 3, 9). Na verdade, peregrinos no tempo, nós existimos sempre num determinado espaço. Por mais que vivamos num mundo crescentemente global, somos e vivemos sempre num certo local.
ver [+]
Anterior    1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143   144   145   146   147   148   149   150   151   152      Próximo