Roma |
A uma janela de Roma
Papa no país do Vudu para falar de reconciliação, justiça e paz
<<
1/
>>
Imagem

Bento XVI estará este fim-de-semana, pela segunda vez, em África, onde quer “fortalecer a fé e a esperança dos cristãos”. Na semana em que se encontrou com o presidente do Conselho Europeu e falou sobre células estaminais, foi noticiado que o Papa vai acender a maior árvore de Natal do mundo. Finalmente, Bento XVI visitará a América Latina, em 2012?

 

1. O Papa visita por estes dias, de 18 a 20 de Novembro, o Benim. São três os objectivos desta visita pastoral. O primeiro assume uma dimensão continental, por causa do sínodo. Bento XVI deverá assinar a Exortação no santuário mariano de Ouidah, neste sábado, dia 19, e entregá-lo depois, simbolicamente, aos bispos de todo o continente no dia seguinte, Domingo, durante a missa no estádio de Cotonou, a capital do Benim. E porquê o Benim? Eis o segundo objectivo desta visita pastoral: é que este país assinala os 150 anos da sua evangelização. Com efeito, os navegadores portugueses foram os primeiros europeus a chegar a estas terras, no século XVI, mas em vão tentaram transmitir a mensagem do Evangelho. Inicialmente, o rei do Benim tinha pedido missionários, mas os portugueses depressa perceberam que o rei não se queria baptizar, nem renegar às práticas autóctones, queria sim reforçar o seu poder com a ajuda de europeus. Nos séculos seguintes, foi sempre muito difícil a penetração cristã no território. Até 1796, Benim dependeu da diocese do Funchal. Nessa época, o local serviu de ponto de comércio e embarque de escravos para as Américas. Só em 1861 é que um grupo de missionários franceses chegou ao Benim com a firme decisão de ficar. O terceiro objectivo prende-se com um “filho da terra”, o cardeal Bernardim Gantin, que serviu a Cúria Romana durante 30 anos, decano do colégio cardinalício antes do cardeal Joseph Ratzinger, falecido em 2008 e que o Papa vai agora homenagear na cidade de Ouidah, onde está sepultado. Esta visita coincide ainda com os 40 anos das relações diplomáticas entre o Benim e a Santa Sé.

Impõe-se ainda uma última nota sobre a principal religião do país: o vudu. Mais de 50% dos habitantes adere a estas práticas tradicionais. Chamam mesmo ao Benim, ‘a capital do vudu’ e foi daqui que esta prática chegou ao Brasil, Caraíbas e sul dos EUA. Bento XVI tem previsto um encontro com os principais líderes religiosos do país no próximo sábado. A população católica do Benim ronda os 34% e o contexto é positivo. Mas, além disso, toda aquela zona da África subsaariana tem vindo a registar um assinalável crescimento do número de fiéis: em 1900 havia 7 milhões de católicos; hoje, nessa mesma região há 470 milhões. Motivo acrescido para esta segunda visita de Bento XVI ao continente africano.

 

2. Bento XVI também já antecipou a viagem a África. “Desloco-me ao Benim para fortalecer a fé e a esperança dos cristãos de África e das Ilhas adjacentes. Confio à vossa oração esta viagem e a todos os habitantes desse querido continente africano, em particular aqueles que enfrentam a insegurança e a violência. A Nossa Senhora de África acompanhe e apoie os esforços de todos aqueles que trabalham para a reconciliação, a justiça e a paz”, afirmou o Papa.

 

3. O Papa recebeu em audiência o presidente do Conselho Europeu, Van Rompuy, para debater a situação internacional e a contribuição que a Igreja Católica pode oferecer à União Europeia no actual “período de crise”. Foi ainda discutida a “promoção de direitos humanos e, em particular, da liberdade religiosa”.

 

4. “O homem deve ser sempre o beneficiário da ciência e nunca um instrumento ao serviço desta”, alertou o Papa aos participantes dum congresso sobre células estaminais, que decorreu em Roma. Bento XVI voltou a invocar a inviolabilidade da vida humana desde a concepção até à morte natural ao elogiar a investigação com células estaminais adultas, por oposição às embrionárias, cuja colheita implica a destruição de embriões viáveis.

 

5. O Papa vai acender, à distância, no próximo dia 7 de Dezembro, a maior árvore de Natal do mundo – segundo o Guiness Book –, localizada na cidade italiana de Gubbio. A partir do apartamento pontifício, Bento XVI será conectado por teleconferência, pelo Centro Televisivo Vaticano, com a população de Gubbio e acenderá as luzes da árvore através de um aplicativo especial instalado num tablet.

 

6. Apesar de ainda não haver confirmação oficial, tem sido noticiado que o Papa está a preparar uma viagem à América Latina, em 2012, mais concretamente a Cuba e ao México. “É uma notícia emocionante”, disse o subsecretário do Conselho Pontifício para os Leigos, Guzmán Carriquiry. “É uma história que nos enche de alegria, porque todas as igrejas da América Latina estão desejosas de ver o Papa”, acrescentou, sublinhando que “não se pode pedir mais do que Bento XVI está a fazer na sua dedicação impressionante à Igreja e às viagens apostólicas”.

Aura Miguel, à conversa com Diogo Paiva Brandão
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Neste tempo, em que o individualismo parece imperar, apesar da destruição que gera na Sociedade,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Que todos os homens querem ser felizes não parece ser objecto de discussão entre pessoas sãs. Todos queremos, de facto, ser felizes.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES