Missão |
João Varandas Fernandes, Director do novo Hospital de Cascais
Missão de uma vida dedicada à Saúde
<<
1/
>>
Imagem

Beirão de raiz, médico por vocação, passou boa parte da sua vida na Grande Lisboa. Cristão e humanista convicto, faz da Saúde um espaço de Missão. Director e Administrador do novo Hospital de Cascais, participou na obra ‘Três Olhares sobre o Futuro da Saúde em Portugal’.

 

Uma vida com valores

Nasceu na Maternidade Alfredo da Costa, mas as raízes são beirãs. Passou parte da sua juventude no Sabugal. Licenciou-se em Medicina em Lisboa, com especialização em Cirurgia Ortopédica (18,5 valores). Adquiriu mais tarde a Competência Farmacêutica pela Ordem dos Médicos.

O empenho por um mundo com mais e melhor saúde assenta numa convicção cristã profunda. A sua vida aposta em lemas: Missão em servir quem mais necessita, Solidariedade e Franqueza. Foi aplicando esta dimensão prática da sua vida em iniciativas solidárias. Já nos anos 70 se via envolvido nos trabalhos de construção da primeira Igreja de Olival Basto, no Concelho de Loures. Receberia, em 1999, da Câmara Municipal de Loures, a medalha de mérito e dedicação pelo trabalho realizado no apoio assistencial às pessoas residentes em bairros degradados.

Em ligação estreita com a sua área profissional, o Dr. João Varandas Fernandes dinamizou a reorganização do Voluntariado no novo Hospital de Cascais, por considerar que ele é absolutamente indispensável nos Hospitais.

 

Um curriculum invejável

Tem um curriculum académico e profissional invejável. Como Médico, iniciou a sua carreira pública no Hospital de Abrantes, tendo trabalhado ainda no Hospital das Caldas da Rainha, antes de iniciar a sua especialidade no Hospital de S. José em Lisboa no ano de 1986, considerado o grande Centro de Trauma Nacional.

Aprovado com mérito absoluto nos concursos da carreira médica, trabalhou, de 1992 a 1993, no Hospital de S. Juan de Déu-Barcelona e no Hospital Universitário de Nova York. Em 1994 foi Professor convidado da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa, vindo a ser nomeado Director. Nestas funções colaborou com o Ministério da Saúde e da Educação na passagem deste ensino para ensino superior Politécnico e na elaboração de novo programa de construção da Escola no Espaço da Expo em Lisboa.

 

De S. José e Cascais

Entre 2005 e 2008, foi Director de Departamento de Urgência/ Emergência e Trauma do Centro Hospitalar de Lisboa Central – Hospital de S. José, onde estabeleceu a reestruturação dos espaços físicos e implementou nova concepção de urgência/ emergência, que hoje serve uma população de mais de um milhão de pessoas.

Em finais de 2008, inicia o projecto de organização e instalação do novo Hospital de Cascais. O Dr. João começou por ser o Director Clínico, desempenhando, a partir de 2009, em simultâneo, funções de Administrador.

 

Vida científica intensa

Foi Autor e co-autor de mais de 50 Trabalhos Científicos publicados em Portugal e no Estrangeiro. Foi Membro da Comissão Nacional para o Desenvolvimento da Cirurgia do Ambulatório desde 2007 até 2009.

É Membro efectivo de várias Associações Cientificas Nacionais e Internacionais.

Realizou vários Cursos na área de Gestão e Governação Clínica, nomeadamente no IV Programa de Alta Direcção de Instituições de Saúde na AESE.

 

A Saúde em Portugal

‘Três Olhares sobre o Futuro da Saúde em Portugal’ é uma obra de referência, publicada em Maio, com mais dois companheiros. Este livro demonstra a grande preocupação pela saúde de Todos, independente da sua condição Social. Defende uma melhor organização dos Serviços de Saúde, assente na responsabilização, na solidariedade e na transparência. Reconhece os Hospitais como organizações de grande diversidade e complexidade, que têm de funcionar com um ambiente onde o nível das emoções é muito elevado e onde as diferenças no conhecimento assumem particular significado, elevado grau de endividamento e sob o efeito de fortes restrições orçamentais que vão continuar a existir. Aponta a necessidade de criar novos modelos de organização, que estimulem um Estado forte na saúde sem inviabilizar a competição e a concorrência, sejam elas públicas ou privadas.

Acredita que vale a pena reorganizar o Serviço Nacional de Saúde, preservando a matriz de confiança e qualidade. A maioria das famílias, não pode prescindir de um Serviço Público de Saúde de qualidade.



PERFIL

 

1954 – Nascimento em Lisboa

1992 -93 – Médico em Barcelona e Nova Iorque

1994 – Director da Escola Superior de Tecnologias da Saúde – Lisboa

1999 – Medalha de Mérito e Dedicação da Autarquia de Loures

2005 – Director do Dep. Urgência e Trauma do Hospital de S. José

2009 – Director Clínico e Administrador do Novo Hospital de Cascais

2011 – Livro ‘Três Olhares sobre o Futuro da Saúde em Portugal’

Tony Neves
A OPINIÃO DE
Pe. Alexandre Palma
Não aprecio o género. Não só por isso, mas também por isso, nem sequer sou conhecedor da matéria. Mas,...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
A comunicação social vem acompanhando com todo o interesse, quase como se de uma novela se tratasse,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES