Mundo |
Fundação AIS lança campanha a favor dos sacerdotes no Médio Oriente
Já leu a carta do Padre Jabra?
<<
1/
>>
Imagem

Ainda não? O Padre Jabra Mrad, fundador da comunidade de São Simão Estilita, na Síria, escreveu-lhe uma carta. Remeteu-a para a Fundação AIS, é verdade, mas está dirigida a si. Ele precisa de ajuda para acabar de construir um convento na Síria. E este é um convento muito especial.

 

Iraque, Egipto, Síria, Israel, Palestina, Líbano. Todos os dias há cristãos que abandonam o Médio Oriente por serem alvo de discriminação religiosa e social, por serem vítimas de violência sectária, ignorante e fundamentalista. Todos os dias, sempre que isso acontece, é como se o Cristianismo morresse um pouco no Médio Oriente. Mais do que nunca, agora é preciso apoiar as comunidades religiosas que permanecem nestes países, ajudando os sacerdotes, os monges e as religiosas que não desistem de dar testemunho de Cristo, apesar do medo e da violência que têm levado ao êxodo tantos milhares de pessoas.

 

Vamos adoptar um sacerdote

Todos os que ficam dão um testemunho impressionante de fé. Estas comunidades precisam da nossa ajuda, merecem o nosso carinho e devem inspirar as nossas orações. A Fundação AIS lançou uma campanha que visa precisamente a adopção de um sacerdote do Médio Oriente através da oração. É raro o dia em que nos escritórios da Fundação AIS não se receba um telefonema de alguém aflito a pedir ajuda, “por amor de Deus”,. É raro o dia em que o carteiro não traz lágrimas nas cartas que nos são escritas, como é raro o dia em que os jornais e as televisões não nos dão notícias de ataques bombistas, de uma espiral de demência que não pára de crescer contra os cristãos, muito especialmente nos países do Médio Oriente.

 

A carta do Padre Jabra

O Padre Jabra Mrad, fundador da comunidade de São Simão Estilita, na Síria, foi um dos que nos escreveu. “Mais uma vez batemos à vossa porta, a única porta que está aberta para nós, uma vez que não há outra organização que nos ajude. Precisamos de um convento, não para nós mas para Nosso Senhor Jesus Cristo, para Quem nós queremos edificar uma casa no local mais sagrado da Síria, para honrar o Seu nome e para estarmos presentes para os nossos inúmeros irmãos pobres neste país”.

 

Pedido de ajuda

Na Síria, de onde nos chegam tantas notícias de confrontos entre apoiantes e opositores do presidente Bashar al Assad, a questão religiosa voltou a ganhar contornos preocupantes para a comunidade cristã, minoritária no país. Mas o que esta comunidade nos pede na carta não é para sair dali. É ajuda, isso sim, mas para edificar um convento onde se possa celebrar missa. A Fundação conhece bem o Padre Jabra. Desde há cinco anos que a comunidade de São Simeão tem vindo a ser ajudada pelos benfeitores das Fundação AIS. O projecto do convento tem sido atropelado pela violência que não cessa de atormentar os cristãos. Conseguiu-se o terreno mas, como estava em solo muçulmano, a ignorância e o fanatismo inviabilizaram tudo.

 

Abrir uma janela

O lugar tornou-se insustentável e os irmãos tiveram de fugir para as montanhas. Aí, a cerca de 50 km. de Alepo, descobriram outro terreno e recomeçaram tudo outra vez. Agora, querem retomar as obras do convento e pedem-nos uma vez mais ajuda. Precisam de apoio para a instalação eléctrica, para as portas e janelas, grades… Ao todo, são necessários cerca de vinte mil euros para que o convento se erga contra a intolerância religiosa e as missas sejam celebradas como testemunho de paz. Mas com apenas 50 ¤ já se coloca uma janela… Se depender de nós, será que este convento, nas montanhas de Alepo, vai ficar sem janelas?

 

_______________


Uma oração especial

As Irmãs do Carmelo de Fátima estão a rezar, todos os dias, pelos benfeitores que participam nesta campanha. Além disso, os benfeitores da Fundação AIS podem ainda enviar uma intenção particular de oração que será encaminhada para as monjas carmelitas de Fátima.

Fundação Ajuda à Igreja que Sofre
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Outubro ficará na história da Igreja em Portugal por dois principais motivos: a entrada, para o colégio cardinalício, de D.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Se houve nas últimas décadas uma cristã militante social da maior relevância, exemplo do compromisso...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES