Lisboa |
Conselho Geral da Cáritas Portuguesa
Pedidos de ajuda crescem 50%
<<
1/
>>
Imagem

O número de atendimentos realizados pela Cáritas “subiu consideravelmente (cerca de 50%) entre 2010 e 2011”, avançou a instituição em comunicado, no final do Conselho Geral da Cáritas Portuguesa.

 

“Em relação aos novos casos que contactaram os serviços das Cáritas, a subida situa-se nos 91% (cerca de 16500 pessoas)”, acrescenta a nota, publicada após a reunião que decorreu no Seminário Diocesano de Leiria, de 16 a 18 de Março, com os representantes de dezassete das vinte Cáritas Diocesanas. “Neste tempo complexo e com problemas de grande magnitude são essenciais projectos inovadores que ajudem a cimentar o bem comum e a minorar a carestia de um grande número de portugueses”, sublinha a Cáritas.

Durante a reunião, os participantes aprofundaram o papel que a Cáritas Portuguesa e as Cáritas Diocesanas deverão desenvolver em caminho profético no intuito de diminuir as consequências da crise que assola Portugal e o resto do mundo. “Só com horizontes largos e rasgos centrados na mensagem do Messias, estas entidades eclesiais saberão responder ao crescimento assustador do desemprego e às novas formas de pobreza que advém deste, e que se sentem em todas as comunidades”, alerta a instituição, no comunicado final.

As Cáritas “conhecem a realidade local” e são “luz visível e transmissora da Doutrina Social da Igreja”, acrescenta a nota, pedindo atenção ao outro: “Apesar do trajecto não ser fácil, os agentes sócio-caritativos devem ser operários no novo desenho das comunidades, olhar de forma atenta as diversas realidades e empenhar-se cada vez mais no serviço da caridade”.

Foi ainda anunciado, para os dias 18 e 19 de Abril, em Lisboa, um encontro entre responsáveis das Cáritas e de capelanias de países europeus, bem como de responsáveis desta área da pastoral em Portugal: “Com o aumento da emigração nos últimos tempos devido à falência de empresas e a consequente ausência de trabalho, é fundamental criar condições de apoio aos emigrantes nos países de acolhimento”.

Finalmente, em relação à campanha ‘10 milhões de Estrelas – Um gesto pela Paz’, o coordenador da iniciativa elogiou “o envolvimento na mobilização e sensibilização do evento” e referiu que “foram vendidas mais de 500 mil velas nesta operação”.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Erram os que pensam que o mistério da paixão e morte de Cristo é algo passado e que, portanto, não lhes diz respeito.
ver [+]

P. Nuno Amador
Quando as mulheres foram ao sepulcro de madrugada, o primeiro sinal que encontraram foi o túmulo vazio.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES