Lisboa |
Páscoa na Universidade
“Experiência religiosa de contacto com Deus não se pode fazer nos laboratórios”
<<
1/
>>
Imagem

O Cardeal-Patriarca considera que “uma pessoa pode ser um grande cientista e um grande crente”. No debate ‘Fé e Ciência: o diálogo é possível?’, realizado em Lisboa, D. José Policarpo sublinhou que as duas dimensões “são horizontes da existência humana completamente complementares, mas muito diferentes”.

 

No Instituto Superior Técnico, num debate com Bruno Nobre integrado na ‘Páscoa na Universidade 2012’, o Patriarca de Lisboa sustentou: “Há verificações que não se podem fazer nos laboratórios. O impacto de uma experiência religiosa de contacto com Deus não se pode fazer nos laboratórios e não se pode negar”.

Nesta iniciativa do CeUC – Pastoral Universitária de Lisboa, D. José Policarpo diferenciou depois: “É uma página grandiosa da história da humanidade das diversas religiões a grandeza das experiências místicas o contacto do ser humano com o transcendente, mas isso não dá para laboratório”.

Se o cientista “tiver uma abertura humana à beleza e à felicidade total que não se esgota na verdade de um laboratório ou de uma equação matemática, ele pode equacionar as duas coisas”, garantiu.

Após o debate, os jovens universitários foram para a igreja de São João de Deus, onde foi celebrada a Eucaristia.

 

Feriados

Ainda durante o debate ‘Fé e Ciência: o diálogo é possível?’, o Cardeal-Patriarca de Lisboa sublinhou que a importância dos feriados religiosos decorre da sua importância histórica e tradição no país. “Religioso ou não religioso, o problema é saber se estas celebrações correspondem a um dado da nossa História, da nossa comunidade cultural, da nossa tradição. E se perdermos isto, não há verdade que salve”, referiu D. José Policarpo.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Neste tempo, em que o individualismo parece imperar, apesar da destruição que gera na Sociedade,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Que todos os homens querem ser felizes não parece ser objecto de discussão entre pessoas sãs. Todos queremos, de facto, ser felizes.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES