Igreja em movimento |
Caminho Neocatecumenal
Jovem de Lisboa ‘larga tudo’ para ir anunciar Cristo
<<
1/
>>
Imagem
‘Segue-Me’. Foi esta expressão de Jesus que inquietou João Pernas, da paróquia de Caxias. Aos 29 anos, este jovem do Caminho Neocatecumenal ‘largou tudo’ para ir anunciar o Evangelho para outro país.

 

João deu o seu ‘Sim’ ao Caminho Neocatecumenal e vai partir esta semana para a itinerância. Quis a sorte que o seu destino fosse Sevilha, em Espanha. “A itinerância é um chamamento. Dentro do Caminho Neocatecumenal, a itinerância é um dos carismas e compreende alguém que ‘larga tudo’ e que dedica a sua vida a anunciar, para o sítio onde for enviado, de qualquer parte do mundo”, explica João Pernas, ao Jornal VOZ DA VERDADE.

João de Castro Pernas é o terceiro de doze irmãos. Pertence à paróquia de Caxias, acompanha os pais no Caminho Neocatecumenal há muitos anos mas desde há mais de quinze que integra a sua comunidade dentro deste movimento da Igreja. “A minha família, tal como ela é, não existiria se não fosse Deus! Os meus pais tinham também largado tudo para partir em missão e conheceram-se assim! O que seria da nossa família sem Deus…”, observa este jovem, que tem ainda a particularidade de ter um irmão sacerdote: “O irmão ‘acima’ de mim é o padre David Pernas, que foi ordenado há dois anos, em Junho de 2010, e que está agora na paróquia de Olivais Sul, em Lisboa”.

 

Planos e planos

João diz que tinha a sua vida construída. “Tinha os meus planos todos! Tinha um namoro de muito tempo, que depois acabou e me levou a perguntar: ‘Afinal, o que Deus quer de mim?’. Deus foi-me respondendo com a história”, conta este jovem, lembrando um dia em especial: “Lembro-me que houve um dia, mais concretamente a 5 de Janeiro de 2010, que no meio de toda esta tribulação de fim de namoro eu estava de rastos e a minha mãe, vendo-me assim, diz-me: ‘João, vai abrir uma leitura do Evangelho que te calhar’. Saiu a leitura em que Jesus chama Mateus, que estava na cobrança de impostos. Para mim, que também trabalho (ou trabalhava) na área da banca, esse chamamento de Mateus – ‘Segue-Me’ – tocou-me muito!”.

A palavra ‘Segue-Me’ não largou mais a cabeça deste jovem: “‘Mas como?’, questionava-me eu muitas vezes! Ao mesmo tempo estava revoltado, porque eu tinha os meus planos e queria muito casar. Mas o ‘Segue-Me’ foi algo que nunca me deixou”, refere João Pernas, assegurando: “Custou-me dizer ‘Sim’, mas hoje vejo claramente que a minha vida é ir para a itinerância com o Caminho Neocatecumenal”.

No mesmo Banco de investimentos desde o início da sua carreira profissional, após a decisão de partir João teve de se explicar aos seus superiores. “Expliquei-lhes que ia partir em missão. Tinha dois chefes e houve um que percebeu logo; o outro, na tarde seguinte, diz-me: ‘Oh João, explica-me lá outra vez o que é que tu vais fazer que eu não percebi nada’. Mas a verdade é que decisões destas não se conseguem explicar”, garante.

 

Anunciar

A selecção do país de destino daqueles que se oferecem para a itinerância dentro do Caminho Neocatecumenal é, por norma, feita aleatoriamente. “Num encontro com muitos jovens de todo o mundo, aqueles que estão dispostos a ‘largar tudo’ e a partir para a itinerância tiram um papel com o destino da missão. A mim calhou-me Sevilha”, conta João Pernas, sublinhando que lhe vai “custar chegar a casa e não ter a família” a recebê-lo.

João partiu esta semana para Madrid, rumo a Sevilha, onde chegará este Domingo, dia 30 de Setembro. “Ainda não sei bem como será a partir de agora. Sei apenas que lá em Sevilha estarei com um casal responsável pela minha nova equipa e também com um sacerdote. Irei acompanhar comunidades, visitar Bispos. Ao mesmo tempo, como vai abrir um Seminário ‘Redemptoris Mater’ em Sevilha e eu sou formado em Gestão, vai haver muitas contas e muitas papeladas para tratar”.

De malas e bagagens feitas, o jovem João Pernas despediu-se da sua comunidade paroquial na Missa de envio do passado dia 23 de Setembro, na igreja da Cartuxa, em Caxias. “Tudo nesta vida passa, só o amor de Deus permanece para sempre! Vale a pena ir atrás deste amor, mesmo que isso obrigue a ‘largar tudo’ aquilo a que estamos mais agarrados. Os medos e as dúvidas assaltam-me, mas tenho que ir e levar ao mundo a Boa Notícia, onde quer que seja”, garante.

texto e fotos por Diogo Paiva Brandão
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Foi há alguns dias que, na espaçosa capela de um colégio, presenciei uma cena que me deu que pensar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Celebram-se este ano cem anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner, um sinal muito português e universal de talento, sensibilidade e sabedoria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES