Na Tua Palavra |
D. Nuno Brás
O sorriso do Salvador
<<
1/
>>
Imagem

Fui há dias convidado a assistir ao musical "O quadro", da autoria do P. Nuno Tovar de Lemos, com encenação de Matilde Trocado.

A peça, que, de certo modo, recolhe toda a experiência do musical Woytijla, procura mostrar que a morte e a ressurreição de Jesus não ficaram paradas no tempo, como acontecimento de há 2 mil anos, mas que têm a ver connosco - com os crentes e com os que ainda não foram capazes de dar o passo da fé (e mesmo com aqueles que julgam não ser capazes de o dar) e, deste modo, que hoje continua a fazer sentido acreditar e deixar que a fé dê sentido à vida humana.

Tocou-me, particularmente, o facto de o Jesus do "Quadro" estar na Cruz sorridente, não como quem vive de modo indiferente um momento de sofrimento, mas como quem acolhe os que a Ele se acercam, e os convida, também eles, a passarem da morte e da tristeza que marcam todo o ser humano, para a vida que Deus está pronto a oferecer àqueles que dele se aproximam.

O espectador não vê o quadro. Mas eu não pude deixar de, sabendo que o autor da peça é um Padre da Companhia de Jesus, encontrar naquele Jesus o Crucificado do Castelo de Xavier.

Já todos, um dia, percebemos a diferença que um sorriso pode fazer. Particularmente quando vivemos momentos mais difíceis na nossa vida, onde tudo à nossa volta parece ruir, um sorriso é sempre algo que nos dá ânimo, coragem, que nos diz que nem tudo é mau e que existe sempre a possibilidade de um outro final.

Mas quando este sorriso é o de Jesus, então ele, para além de, humanamente, nos oferecer conforto e coragem, é salvador: para lá da morte e do sofrimento, Deus tem para nós uma vida com sentido, a vida eterna, em que Ele se faz nosso companheiro de jornada, porque essa Vida, longe de ser simplesmente nossa, é a própria vida divina em nós.

Sem estarmos a sorrir forçadamente, com aquele sorriso amarelo que mais desmobiliza que dá alento, talvez não fosse de todo descabido que nós, cristãos, neste momento da própria vida nacional, aprendêssemos a sorrir - com aquele sorriso acolhedor e salvador do Crucificado de Xavier.

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Foi há alguns dias que, na espaçosa capela de um colégio, presenciei uma cena que me deu que pensar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Celebram-se este ano cem anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner, um sinal muito português e universal de talento, sensibilidade e sabedoria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES