Lisboa |
Conferência em Mafra
‘Francisco e Jacinta, Testemunhas Vivas da Fé’
<<
1/
>>
Imagem

A Basílica de Mafra acolheu toda a vigararia, no passado sábado, dia 10 de Novembro, para uma conferência com a irmã Ângela Coelho, Postuladora para a Causa de Canonização dos Pastorinhos de Fátima.

 

Depois de um pequeno momento de oração, no qual se entoou o Hino dos Pastorinhos e foi lido um excerto da homilia do Papa João Paulo II no dia da beatificação destes dois pequenos videntes, a palavra foi dada à irmã Ângela que começou por apresentar a história de vida do Francisco e da Jacinta. Foram dados a conhecer episódios menos divulgados do quotidiano dos Pastorinhos, assim como acontecimentos que ocorreram após a morte de ambos. A título de exemplo, foi descrito pela religiosa o facto de, na transladação dos restos mortais do Francisco para a Basílica de Fátima, um dos elementos de identificação ter sido um rosário de 148 contas, com as restantes fraccionadas, que se encontrava no caixão. A propósito do post-mortem da Jacinta, foi apresentada a fotografia que mostrava o rosto incorrupto desta criança, 15 anos após a sua morte. A Postuladora referiu que apesar de todos os sofrimentos e dificuldades que estas duas crianças viveram, aceitaram o desafio proposto pelo Céu “Quereis oferecer-vos a Deus?” com convicção, alegria e total entrega à vontade de Deus.

 

Espiritualidade

Sobre o percurso espiritual destas duas pequenas crianças, foi desmistificada a ideia de que ‘sempre foram santos’. Na verdade, tanto a Jacinta como o Francisco, antes das aparições, tinham alguns defeitos, e um temperamento marcado por algum capricho e egocentrismo. No entanto, como explicou a irmã Ângela, nas suas curtas vidas conseguiram pôr em prática a mensagem proposta por Nossa Senhora, testemunhando com a própria vida os dois principais Mandamentos da Lei de Deus «Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos». Prova disso foi o desejo enorme da Jacinta de rezar e oferecer-se pela conversão dos pecadores e a entrega do Francisco para consolar a Jesus escondido presente no Santíssimo Sacramento do Altar.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
António Bagão Félix
Na semana passada li uma entrevista com um candidato a deputado (cabeça-de-lista) pelo circulo eleitoral do Porto.
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Com “missão nas férias” não quero propor programas de férias missionárias, nem dizer que a missão está de férias.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES