Especiais |
Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil
Juntos no agir da pastoral juvenil
<<
1/
>>
Imagem

Realizou-se no passado dia 3 de Novembro, no Seminário dos Olivais, o Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil. Cumprindo um dos objectivos do plano pastoral para este ano, o Serviço da Juventude juntou os responsáveis juvenis dos movimentos e vigararias da Diocese de Lisboa.

 

Reunidos com a intenção de reflectir, em grupo, os desafios da pastoral juvenil da nossa Diocese, os cerca de 50 elementos presentes colocaram em comum as principais preocupações dos jovens e enriqueceram a actividade com a partilha de ideias. O P. Carlos Gonçalves, director do Serviço da Juventude, afirmou que “é missão do Serviço diocesano congregar todos os agentes para que, possamos trabalhar juntos promovendo a comunhão no agir da pastoral juvenil”. De entre muitas propostas, saiu a intenção unânime de dinamizar e incentivar a participação dos jovens, provenientes de movimentos ou vigararias, na Jornada Diocesana da Juventude (JDJ), que este ano pastoral acontecerá no dia 21 de Abril de 2013. Avançou-se a data do dia 1 de Junho para a realização do próximo Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil.

 

___________________

 

Taizé – Encontro Europeu

Roma prepara-se para receber a Peregrinação de Confiança

 

Depois de Lisboa, Zagreb, Genebra, Manila, Porto, Santiago do Chile, Roterdão, Berlim a Peregrinação de Confiança fará etapa em Roma de 28 de Dezembro a 2 de Janeiro.

 

Inserido no programa do Ano da Fé, este Encontro Europeu vai proporcionar a jovens de toda a Europa a possibilidade de fazer uma peregrinação às fontes da fé e da caridade, de rezar nas grandes Basílicas romanas e junto aos túmulos dos Apóstolos e de conhecer a Igreja de Roma. O Papa Bento XVI vai acolher os participantes no Encontro para uma oração comunitária na Basílica de São Pedro no dia 29 de Dezembro, marcando assim o início desta Peregrinação de Confiança.

Relativamente aos últimos Encontros Europeus, o deste ano terá muitas novidades, só possíveis em Roma: acolhimento na Universidade La Sapienza, orações comunitárias nas Basílicas (cada dia numa diferente), almoço no «Circo Massimo» (onde muitos mártires cristãos deram a vida pela fé), visitas às catacumbas ou aos Museus do Vaticano, encontro com a comunidade judaica na Sinagoga e gueto hebraico de Roma, etc. No programa do Encontro serão propostos percursos para pequenas peregrinações no centro histórico de Roma, que poderão ser feitos todos os dias depois de almoço.

Será certamente um Encontro único!

 

______

 

Eu estou em Roma desde meados de Setembro. O acolhimento tem sido extraordinário! Há muitos párocos que se recordam dos Encontros Europeus que tivemos em Roma nos anos 80 e nos contam como essa experiência, na altura em que eram seminaristas, marcou o seu percurso vocacional. Também muitas famílias falam das experiências vividas nos Encontros dos anos 80 e no Jubileu do Ano 2000 e não hesitam em oferecer hospitalidade aos jovens peregrinos que virão a Roma no fim do ano.

A diversidade de carismas que temos encontrado, nomeadamente em movimentos e comunidades religiosas, ajuda-nos a compreender algo mais da Universalidade da Igreja. Tem sido extremamente enriquecedor viver este tempo aqui em Roma!

 

Irmão David

 

______

 

Podes encontrar em www.taize.fr/pt, entre muitas coisas, o programa do encontro e algumas sugestões para ajudar na preparação.

 

___________________

 

XIV Fórum Ecuménico Jovem

Ecumenismo unido na esperança

 

Mais de 200 jovens, vindos de todo o país, responderam ao convite das Igrejas Católica, Lusitana, Metodista e Presbiteriana e participaram no XIV FEJ, realizado no Colégio Salesiano do Porto, a 10 de Novembro.

 

texto por Pe. Tony Neves; fotos por João Cláudio Fernandes

 

O evento abriu com uma celebração ecuménica, a que se seguiram workshops sobre ‘retratos da realidade juvenil no mundo social, universitário e laboral’. Após almoço de confraternização, a tarde foi marcada por grupos de reflexão sobre ‘os caminhos da esperança’, havendo um espaço especial para os mais jovens. Na celebração de envio, foi lida e assinada a ‘Carta da Esperança’, que está disponível aqui e em www.ecumenismojovem.org.

E porque o ecumenismo continua, a próxima etapa da vivência ecuménica será a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, de 18 a 25 de Janeiro de 2013.

 

______

 

Carta da Esperança

Os jovens cristãos reunidos no XIV Fórum Ecuménico (FEJ 2012), apoiados pelos seus hierarcas presentes, aceitam viver este tempo tão particular da sociedade portuguesa como um momento de esperança.

Interpelados pela exortação bíblica “Valoriza a juventude que há em ti!” (1 Tim 4,12), os jovens presentes descobrem-se chamados a valorizar os seus dons, num mesmo compromisso e animados pela mesma esperança. Por isso… 

Somos chamados à comunhão, e queremos viver na esperança de um dia superarmos as divisões que ainda existem entre nós.

Somos chamados à missão, pois temos a esperança de anunciar juntos, de forma credível, pela palavra e pela ação, a mensagem do Evangelho.

Somos chamados a construir mais justiça, pois mantemos acesa a chama da esperança de vivermos num mundo onde todas as pessoas serão respeitadas na sua dignidade.

Somos chamados ao compromisso por uma Europa mais humana e social, onde vençam os direitos humanos, a paz, a liberdade, a tolerância, a participação e a solidariedade entre todos.

Somos chamados ao perdão, com a esperança de resolvermos pacificamente todos os conflitos.

Somos chamados a uma cidadania responsável, com a esperança de combatermos o desemprego, a discriminação racial, a xenofobia, a exclusão.

Somo chamados a uma consciência ecológica, com a esperança de que o nosso mundo será sustentável e a mãe natureza a casa comum de todos.

Somos chamados a servir, vendo em cada pessoa uma irmã ou um irmão, com a esperança bíblica de que é dando que se recebe.

Somos chamados a espalhar a alegria de sermos filhas e filhos amados de Deus, para encontrarmos um sentido para a vida mesmo nos dias mais cinzentos.

Somos chamados a despertar e a procurar Deus com a esperança de que um dia encontraremos o Seu olhar de ternura.

Somos chamados a ser sal e luz com a esperança de que Cristo dá sabor às nossas vidas e ilumina os nossos caminhos.

Somos chamados a dar de graça porque de graça tudo recebemos das mãos de Deus.

Somos chamados à simplicidade de vida, para que o essencial resplandeça nas nossas opções e no nosso jeito de ser.

Somos chamados a gritar bem alto a nossa esperança porque, mesmo em tempo de crise profunda, quem a Deus tem nada lhe falta, pois só Ele basta.

 

___________________

 

O Ano da Fé

 

Os encontros de jovens para viver este ano da fé  já começaram. Ficam aqui alguns dos testemunhos colocados na nossa página no facebook (facebook.com/juventudelisboa). Aguardamos também pelo teu!

 

Na Paróquia do Parque das Nações, o “Jota à 4ª” veio dar um empurrão neste início do ano da fé, tivemos o testemunho de alguém que nos transmite a fé com alegria e que partiu de exemplos diários e simples, como vivências em casa e no trabalho, para nos demonstrar que a nossa relação com Deus tem de ser uma relação de confiança. Confiança incondicional que é a base e o sustento da nossa fé. Fé que tem de ser vivida e alimentada diariamente. Quem tem fé vive-a com alegria, a alegria de acreditar!

Daniela Calças

 

No “Jota à 4ª” do passado dia 7 de Novembro enfatizou-se uma vez mais que o amor de Deus não se vive a sós. É através da confiança no Seu amor incondicional por nós que podemos e conseguimos ser, dar e exprimentar este amor ao próximo e é desta relação com os outros que é alimentada a nossa fé.

Rita Moreira

 

‎"A nossa relação com Deus é como a de um pai com um filho: para nós Deus é o nosso pilar. Tal como o pai é para um filho" "A confiança incondicional deve ser a base da nossa relação com Deus" Carolina Rua   Para ter Fé não basta acreditar, é preciso confiar inteiramente em Deus, e só desta forma podemos alcançar a alegria, mas esta alegria só é verdadeira quando partilhada com os outros. Rita Ornelas

textos por Serviço da Juventude
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Foi há alguns dias que, na espaçosa capela de um colégio, presenciei uma cena que me deu que pensar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Celebram-se este ano cem anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner, um sinal muito português e universal de talento, sensibilidade e sabedoria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES