Lisboa |
Dia Nacional da Cáritas
“A atividade da Cáritas é expressão viva da caridade da Igreja”
<<
1/
>>
Imagem

Membro da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, D. Joaquim Mendes presidiu à celebração do Dia Nacional da Cáritas sublinhando que “a ação da Cáritas brota do amor pelo homem, que se nutre da fé e do encontro com Cristo”.

 

Nesta Eucaristia na igreja da Portela, em Lisboa, que teve transmissão televisiva pela RTP, o Bispo Auxiliar de Lisboa focou a missão da Cáritas. “A atividade que a Cáritas desenvolve não se limita ‘a uma mera recolha ou distribuição de fundos’, ou a ‘uma organização assistencial’, mas carateriza-se pela atenção à pessoa humana em necessidade, com a qual Cristo se identifica. A atividade da Cáritas é expressão viva da caridade da Igreja, da partilha dos cristãos e das comunidades cristãs, que brota da fé em Cristo ressuscitado e do acolhimento do Evangelho”, salientou D. Joaquim Mendes, lembrando depois a credibilidade da instituição: “A atividade da Cáritas, que se desenvolve a nível paroquial, diocesano e internacional tem merecido o apreço e a confiança dos fiéis e de muitas outras pessoas em todo o mundo pelo testemunho generoso e coerente da fé, assim como pela incidência concreta como acode às solicitações dos necessitados”.

Neste III Domingo da Quaresma, o membro da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade recordou o tema da Semana Cáritas, ‘Fé comprometida, cidadania ativa’: “Para responder às crescentes solicitações de ajuda, a Cáritas precisa da nossa colaboração generosa, da nossa partilha, expressão da nossa fé comprometida e do sentido de uma cidadania ativa. Nela e através dela nos tornamos próximos de todos aqueles que nesta hora difícil da história passam dificuldades, e são muitos!”.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Neste tempo, em que o individualismo parece imperar, apesar da destruição que gera na Sociedade,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Que todos os homens querem ser felizes não parece ser objecto de discussão entre pessoas sãs. Todos queremos, de facto, ser felizes.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES