Roma |
A uma janela de Roma
“A Eucaristia constitui a fonte da própria vida da Igreja”
<<
1/
>>
Imagem
O Papa Francisco lembrou a importância de participar na Missa. Na semana em que falou da vida consagrada, o Papa encontrou-se com a Congregação para a Doutrina da Fé e com o Caminho Neocatecumenal. A relíquia de João Paulo II foi encontrada.

 

1. O Papa Francisco falou da importância de participar na Eucaristia ao Domingo. “A Eucaristia coloca-se no coração da iniciação cristã, juntamente com o Batismo e a Confirmação e constitui a fonte da própria vida da Igreja. Deste Sacramento do amor parte cada autêntico caminho de fé, de comunhão e de testemunho”, frisou o Papa, durante a audiência-geral desta quarta-feira, dia 5, na Praça de São Pedro.

Nesta catequese, Francisco lembrou que “a palavra ‘Eucaristia’ significa agradecimento porque, nela, está presente e perdura o gesto mais sublime de ação de graças que alguma vez se elevou da humanidade ao Pai pela sua misericórdia e o seu amor”.

No final da audiência, o Santo Padre saudou também os peregrinos de língua portuguesa: “Saúdo cordialmente os peregrinos de língua portuguesa, desejando-vos que cresçais sempre mais no amor e na adoração da Eucaristia, para que este Sacramento possa continuar a plasmar as vossas comunidades na caridade e na comunhão, segundo o coração do Pai. De bom grado vos abençoo a vós e aos vossos entes queridos!”.

 

2. O Papa realçou a importância da vida consagrada. “Cada pessoa consagrada é um dom para o Povo de Deus em caminhada. Precisamos muito desta presença, que reforça e renova o empenho da proclamação do Evangelho, da educação cristã, da caridade pelos mais necessitados, da oração contemplativa; o empenho da formação humana e espiritual dos jovens, da família; o empenho pela justiça e pela paz na família humana”, referiu Francisco, no Angelus do passado Domingo.

Entretanto, foi apresentado no Vaticano o Ano da Vida Consagrada 2015, convocado pelo Papa. “O Ano está pensado no contexto dos 50 anos do Concílio Vaticano II e, em particular, dos 50 anos da publicação do decreto conciliar sobre a renovação da vida consagrada”, afirmou o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, cardeal João Braz de Avis, em conferência de imprensa. Além da valorização da vida consagrada, como primeiro objetivo deste ano, o cardeal brasileiro sublinhou que se trata também de “abraçar o futuro com esperança” e “viver o presente com paixão”. “Será um momento importante para dar testemunho da beleza de seguir Cristo nas múltiplas formas em que se mostra a nossa vida. Os consagrados querem despertar o mundo com o seu testemunho profético, reconhecendo o testemunho dos fundadores e a sua presença nas periferias existentes na pobreza e no pensamento, como pediu o Papa Francisco”, conclui.

O Ano da Vida Consagrada, que foi anunciado pelo Papa Francisco, em novembro de 2013, no final do encontro com os 120 superiores gerais dos institutos religiosos masculinos, tem início em outubro e prolonga-se até novembro de 2015.

 

3. O Papa Francisco considera que a Igreja Católica deve ter uma particular atenção à proteção dos menores e elogiou o trabalho da Congregação para a Doutrina da Fé neste campo. “Quero agradecer-vos pelo vosso compromisso no tratamento das problemáticas delicadas a respeito dos chamados delitos mais graves, em particular os casos de abusos sexuais de menores por parte de clérigos”, salientou o Papa, durante uma audiência concedida aos participantes na assembleia plenária deste dicastério.

Segundo referiu, os responsáveis desta congregação, à qual são reservados estes casos, devem pensar “no bem das crianças e jovens, que nas comunidades cristãs têm de ser sempre protegidos e sustentados no seu crescimento humano e espiritual”. Neste contexto, Francisco revelou que está em estudo a “possibilidade de ligar” a esta congregação a comissão específica para a proteção dos menores, instituída no atual pontificado. “Gostaria que ela fosse um exemplo para todos os que pretendem promover o bem das crianças”, acrescentou.

O Papa abordou ainda a missão “muito delicada” que é confiada à Congregação para a Doutrina da Fé na defesa da “integralidade da fé”, pedindo que seja desempenhada “em colaboração” com os bispos e as comissões das várias conferências episcopais. Para Francisco, a Igreja tem de ser “o lugar da comunhão” em que todos procurem cultivar o diálogo, conservando um “profundo sentido de alegria, a alegria da fé”.

 

4. O Papa recebeu em audiência, no passado sábado, membros do Caminho Neocatecumenal, a quem lembrou que a unidade na Igreja é mais importante que as regras particulares dos movimentos. “A comunhão é essencial: por vezes pode ser necessário renunciar a respeitar todos os detalhes que o vosso itinerário exige, para garantir a unidade com os irmãos que formam a única comunidade eclesial, da qual se devem sentir parte”. No seu discurso, em Roma, o Papa pediu respeito e paciência por quem procura outros caminhos: “Nestes casos, o exercício da paciência e da misericórdia por parte da comunidade é sinal de maturidade na fé. A liberdade de cada um não deve ser forçada e deve-se respeitar mesmo a decisão de quem procura, fora do Caminho, outras formas de vida cristã que o ajudem a crescer na resposta à chamada do Senhor”.

O encontro ficou ainda marcado pela bênção das famílias que vão partir em missão por vários países do mundo.

 

5. A polícia italiana recuperou a relíquia de João Paulo II que tinha sido roubada na passada semana. Um dia depois de terem encontrado o ouro roubado e a caixa de vidro que continha a relíquia, as autoridades recuperaram o pedaço de pano manchado com o sangue do falecido Papa polaco. Dois homens foram detidos. “Eu acho que João Paulo II os perdoou. Acho que temos de fazer o mesmo", disse o Bispo Auxiliar de L’Aquila, D. Giovanni D' Ercole.

Aura Miguel, à conversa com Diogo Paiva Brandão
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
A canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires, da Ordem dos Pregadores (1514-1590), constitui um motivo...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Nestes últimos tempos, duas notícias chocaram particularmente os portugueses: o nascimento do Rodrigo,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES