Lisboa |
Conferência ‘O lugar do pensamento social cristão na construção da cidade’
Patriarca adverte para a necessidade de os cristãos serem agentes ativos na construção da cidade
<<
1/
>>
Imagem

No passado dia 26 de março, a Universidade Católica teve a oportunidade, por mão da Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia, de receber um painel de ilustres convidados no âmbito da Conferência ‘O lugar do pensamento social cristão na construção da cidade’.

 

O leque de oradores incluía a ex-Ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, o Professor da Faculdade de Ciências Humanas, Américo Pereira, e o Magno Chanceler da Universidade Católica, o Patriarca de Lisboa D. Manuel Clemente. Este encontro teve como objetivo refletir sobre a realidade citadina que se vive em Portugal à luz do Pensamento Social Cristão nas percetivas económicas, filosóficas, sociais e religiosas.

Na abertura, Tiago Pereira, da Associação de Estudantes, afirmou a necessidade de conhecermos a cidade pois, como o próprio afirmou, "a Igreja faz parte da cidade e interessa- se por tudo o que é fundamental para a construção de uma cidade de rosto humano". Só conhecendo a cidade os cristãos pode, "anunciar a esperança e objetivar a utopia rumo a cidade de Deus".

D. Manuel Clemente, na sua intervenção, advertiu para a necessidade de os cristãos serem agentes ativos na construção da cidade a partir, precisamente, do estudo e da aplicação dos princípios da Doutrina Social da Igreja. Para o Patriarca de Lisboa, o magistério social da Igreja não nasceu " da cabeça de qualquer Papa mas, pelo contrário, nasceu da reflexão eclesial sobre os problemas sociais, económicos e políticos".

Para Manuela Ferreira Leite, economista e antiga Ministra das Finanças, a questão económica põe-se porque é preciso tomar opções dada "a escassez de recursos disponíveis". Sendo uma ciência de natureza social, a economia está ao serviço da cidade na medida em que esta ao serviço da pessoa humana. Salientou ainda a pertinência dos alertas que o Papa Francisco tem deixado ao mundo sobre a economia.

Américo Pereira, Docente da Universidade Católica na área da Filosofia, alertou, na sua intervenção, para os valores humanos, sociais e cristãos inerentes a construção da cidade e que, segundo o mesmo, "estão hoje em perigo". Para ele, a Igreja não pode abandonar "o discurso a respeito do Bem-Comum". Como ser político, o cristão não pode deixar a cidade ao governo dos tiranos nem deve abandonar os princípios fundadores da Polis.

Esta conferência foi uma iniciativa proposta pela Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia da UCP, presidida por Diogo Bronze, que juntou docentes e alunos da Universidade Católica dos mais variados cursos, bem como cidadãos interessados por uma temática que, na opinião dos organizadores e dos oradores, é importante de ser discutida e debatida na sociedade dos nossos dias, pelo papel fulcral que assume o pensamento social cristão na construção da cidade.

texto por António Guedes; fotos por Jorge Couto
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
António Bagão Félix
Na semana passada li uma entrevista com um candidato a deputado (cabeça-de-lista) pelo circulo eleitoral do Porto.
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Com “missão nas férias” não quero propor programas de férias missionárias, nem dizer que a missão está de férias.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES