Missão |
FEC lança 9ª edição da campanha
Presentes Solidários 2014
<<
1/
>>
Imagem

No passado dia 6 de Novembro, a FEC – Fundação Fé e Cooperação lançou a 9ª edição da campanha Presentes Solidários. Esta campanha foi criada em 2006 e tem-se vindo a repetir todos os anos, tendo já contribuído com mais de 24.000 presentes solidários, enviados para Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, que respondem a necessidades nas áreas da educação, saúde e infraestruturas.

 

O catálogo de presentes deste ano é composto por uma ecografia, uma maleta de medicamentos, um cabaz de alimentos, telhas, galinhas e leite em pó, entre outros. Estes presentes atuam ao nível das necessidades mais prioritárias para as comunidades de cada um dos países e procuram ser uma resposta muito concreta às dificuldades sentidas por estas comunidades. No site da campanha – www.presentessolidarios.pt – podemos ver as fotos e ler os testemunhos da entrega dos presentes nas edições anteriores da campanha que nos dão conta da alegria e do impacto que estes presentes provocam junto daqueles que os recebem.

 

Mudar o mundo

Na edição deste ano temos como lema uma citação do Papa Francisco: “Para mudar o mundo, é preciso fazer bem a quem não tem possibilidade de retribuir!” Os Presentes Solidários são uma forma de concretizar este desafio e realizarmos gestos concretos de uma solidariedade e generosidade além fronteiras.

A campanha Presentes Solidários traduz o slogan “Dar a duplicar!”: qualquer pessoa pode escolher entre os onze presentes diferentes que constam do catálogo deste ano. Fará depois a encomenda em nome de um amigo, colega ou familiar que receberá um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido. Deste modo, estará a dar a duplicar: contribui com o seu dinheiro para que uma família ou comunidade desfavorecida receba algo que lhe é necessário e está ainda a surpreender o seu amigo, colega ou familiar com um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido em seu nome. Desta forma, procuramos que a campanha chegue ao conhecimento de um número cada vez maior de pessoas para que muitos mais possam participar num Natal verdadeiramente diferente e solidário.

 

Padrinhos Solidários

À semelhança das edições anteriores, este ano a campanha é apadrinhada por algumas figuras públicas como Marcelo Rebelo de Sousa, D. António Couto, Guilherme d’Oliveira Martins, José Diogo Quintela, Pedro Rocha e Melo, António Monteiro, Pedro Pauleta, Maria João Avillez, Laurinda Alves, Inês Pupo e Gonçalo Pratas, Miguel Arrobas ou o Pe. Tony Neves. Todos eles dão rosto e voz às milhares de pessoas que ao longo destes últimos anos têm participado generosamente na campanha. Nas palavras de Laurinda Alves, jornalista, “nos tempos que correm, faz sentido sermos solidários e oferecermos uns aos outros presentes que transformem, ajudem ou salvem”. Também Inês Pupo e Gonçalo Pratas, escritores e compositores de música para a infância, definem desta forma os Presentes Solidários: “Num momento das nossas vidas em que se acentua a desigualdade, acreditamos que os Presentes Solidários são isso mesmo: presentes, para quem os recebe, mas acima de tudo para quem os dá. São uma maneira concreta de estarmos presentes na vida uns dos outros, à nossa maneira, à nossa medida. Presentes porque marcam presença, acontecem aqui e agora, não são lembranças do passado nem desejos para o futuro. E é no presente que podemos ‘marcar presença’, estar alerta, viver haja o que houver.”

 

Um Natal diferente

Em cada Natal renova-se a esperança de um mundo novo, mais justo e mais solidário. Através destes presentes, renova-se na vida de tantas famílias e comunidades lusófonas a mesma alegria e ternura vivida no presépio de Belém! Vale a pena conhecer e partilhar os Presentes Solidários deste ano disponíveis no site da campanha: www.presentessolidarios.pt!

texto por Emanuel Oliveira Soeiro, FEC – Fundação Fé e Cooperação
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Termina agora o ano judicial e milhares de casos de crianças, pais e mães envolvidos em longas contendas,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Os nossos olhos e tudo o que lhes está associado no cérebro tornam possível essa coisa maravilhosa que é ver.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES