Missão |
Vítor Lameiras
Uma vida consagrada à Hospitalidade
<<
1/
>>
Imagem
O Irmão Vítor Manuel Lameiras Monteiro, nasceu em S. Sebastião da Pedreira a 30 de Maio de 1972. Foi batizado na Igreja de Santo Eugénio, do Bairro da Encarnação (Lisboa) a 13 de Agosto de 1972. Fez a catequese, a primeira comunhão e foi catequista na Paróquia de Évora de Alcobaça, comunidade de Carris (Alcobaça).

 

Fez os seus estudos primários em Carris, o Ciclo Preparatório em Alcobaça e os secundários no Externato Cooperativo da Benedita (Alcobaça) e na Escola Secundária Gama Barros (Cacém). Licenciou-se em Serviço Social e Espanhol Nível II, na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa.

 

Realizar o sonho missionário

Teve o seu primeiro contato com os Irmãos de S. João de Deus aos 17 anos num campo de férias em Barcelos. Foi Leigo Missionário Hospitaleiro entre Janeiro de 1995 e Julho de 1997, pela Juventude Hospitaleira, Em Moçambique onde deu início ao projeto “África Hospitaleira”, desenvolvendo atividades de animação e cuidados com os doentes do Hospital Psiquiátrico de Nampula, atividades com os jovens da Paróquia de S. João de Deus, integrando a Equipa Diocesana de Pastoral Juvenil. Trabalhou também com crianças de rua, sendo um dos iniciadores do Centro de Apoio à Criança Moçambicana (CHACRIMO). Sobre esta experiência em Moçambique, diz-nos que “foi o realizar do sonho missionário que me perturbava desde a adolescência juventude e que se foi materializando com a leitura das revistas Audácia e Além Mar e com a pertença ao Movimento Juventude Hospitaleira… foi também um chamamento de Deus (só percebido mais tarde, já no terreno) a uma maior entrega em hospitalidade… foi o meu encontro com o mundo e perda da pátria como um território físico…” Foi também em Moçambique que realizou a experiência do Postulantado na Ordem Hospitaleira. De Setembro de 1997 a Setembro de 1999 esteve em Espanha a frequentar o Noviciado Interprovincial. Fez os seus Votos Simples, como Irmão de S. João de Deus, a 12 de Setembro de 1999. De Setembro de 1999 a Fevereiro de 2004, integrou a comunidade da Cúria Provincial. A sua Profissão Solene na Ordem Hospitaleira de S. João de Deus foi a 28 de Agosto de 2006.

 

“Timor Leste: realização pessoal do meu ser Irmão, e profissional como Assistente Social”

Entre o dia 2 de Março de 2004 até Abril de 2014 integrou a Missão em Timor Leste da Ordem Hospitaleira onde fez trabalho Comunitário e Pastoral na Estação Missionária e agora Paróquia de Laclubar fazendo visitas pastorais aos doentes e encaminhamentos para cuidados de saúde. Foi professor da disciplina de Educação Cívica na Escola Secundária D. Basílio do Nascimento, realizou visitas e celebrações da palavra nas diversas capelas e comunidades da Paróquia, colaborou com o Centro de Saúde local, sobretudo na área da saúde mental, com identificação e acompanhamento de utentes. Foi responsável pela promoção da instalação e funcionamento de um Centro Pastoral e Comunitário, integrando a equipa iniciadora das áreas de Biblioteca e Bar Social. Foi também Coordenador da Missão dos Irmãos de S. João de Deus em Timor-Leste, com intervenção nas áreas de Educação para a Saúde (Projecto Edusaúde, 2005-2007) Combate à Tuberculose (Criação da Residência S. Ricardo Pampuri para internamento de doentes na fase intensiva do seu tratamento) e Saúde Mental (Abertura de Centro Especializado para internamento de agudos e acompanhamento comunitário de doentes mentais). Acompanhamento e Supervisão de Projetos de desenvolvimento local do Sub-distrito de Laclubar, Manatuto, Timor-Leste, na área da Educação e da Saúde (2004/2014). Sobre o tempo que viveu em Laclubar diz-nos na primeira pessoa: “Em Laclubar fui ensinado a ser verdadeiramente pobre e feliz, a construir e sonhar a realidade hospitaleira de forma totalmente comunitária, com o povo, com os meus irmãos de comunidade e com colaboradores e Leigos Hospitaleiros, que em conjunto me ajudaram a libertar muitos preconceitos, individualismo e culturocentrismo… ali renasci pelo Espirito e serei eternamente agradecido por isso… Posso ver estes 10 anos como a realização pessoal do meu ser Irmão, e profissional como Assistente Social, onde: “... Pobreza não é igual a miséria: a miséria inclui privação das necessidades essenciais: é ter fome, ter sede, ter frio, por falta de comida, de vestuário e de alojamento. Os pobres que conheci (...) têm uma alimentação frugal, mas substancial, vestuário simples mas suficiente e uma cabana onde se refugiar com a família. Vivem felizes porque encontram a sua fonte de plenitude no grupo a que pertencem. Sentem-se em segurança, porque são membros de um corpo vivo que não se pode desagregar...”(Soeur Emmanuelle, in Riqueza da pobreza)

 

Chamado a ser Superior Provincial da Província Portuguesa da Ordem

Foi eleito Superior Provincial da Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus a 01 de Maio de 2014. Termina a nossa conversa partilhando: “Com a minha eleição para superior provincial, a minha missão como irmão é neste momento muito ligada à gestão de recursos humanos e financeiros, quer seja dos poucos irmãos que formamos a Província ou dos muitos colaboradores que connosco partilham missão nas Obras e Centros Hospitaleiros… também a missão de transmitir e partilhar com os colaboradores o Carisma herdado de S. João de Deus… Esta é uma missão cheia de desafios para um religioso, equilibrar a gestão de recursos (sempre precários em tempo de crise) com a vivência do carisma herdado de S. João de Deus, de uma hospitalidade holística que acolhe todo aquele que de nós se aproxima, rico ou pobre, mas que faz opção preferencial pelos pobres, lutando pelos seus direitos: à igualdado de tratamento, de acesso, de cuidados, etc.. e apelando aos que têm, pouco ou muito, que partilhem com aqueles que as vicissitudes da Vida desfavoreceu…”

texto por Catarina António, FEC – Fundação Fé e Cooperação
A OPINIÃO DE
Pe. Alexandre Palma
Seria mau sinal se já tivéssemos arrumado o tema do Sínodo. Não estamos livres de que isso aconteça.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
Vão-se multiplicando os exemplos e sinais de que o diálogo inter-religioso é hoje um poderoso meio de construção da paz.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES