Lisboa |
Missa na Igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma
“No nosso país, as pessoas precisam de presença”
<<
1/
>>
Imagem

Na primeira Missa presidida enquanto cardeal, D. Manuel Clemente exortou à presença dos cristãos junto de quem já não encontra sentido para as suas vidas e apontou a “proximidade do Papa Francisco” como exemplo da imagem de Cristo - Bom Pastor que “continua presente na vida da Igreja”.

 

O novo Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, celebrou Missa na Igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma, no segundo dia após a criação como cardeal pelo Papa Francisco. Perante aproximadamente duas centenas de fiéis que, na grande maioria, se deslocaram propositadamente a Roma para acompanharem as celebrações, D. Manuel Clemente deu como exemplo a imagem do Papa, salientando que “temos no rosto de Francisco, na sua figura, nas suas palavras, um sinal muito belo, muito convincente de como Cristo-Pastor continua presente na vida da Igreja e, através da sua Igreja, para o mundo”, apontou.

Na igreja para a qual foi designado como titular (ver caixa), pelo Papa Francisco, após a criação cardinalícia, D. Manuel Clemente exortou os cristãos, “a partir da família e nas suas atividades”, a estarem “presentes, junto de quem mais sofre”. “No nosso país, as pessoas precisam, sobretudo, de presença. Há problemas que não sabemos muito bem como os resolver mas procuremos estar presentes, estarmos ali, junto das pessoas, junto das suas vidas, nas suas dificuldades e aspirações. Procuremos estar junto dos mais novos, que não sabem como a vida há-de ser e que muitas vezes não encontram perspetivas nenhumas nesse sentido, ou daqueles mais idosos, cuja família já lá não está e perdem o relacionamento próximo. Procuremos resolver os problemas com proximidade, como quem sente os outros como seus, com um nome, e um por um”, afirmou D. Manuel Clemente na homilia da celebração que foi concelebrada pelos Bispos Auxiliares de Lisboa e por outros bispos e padres portugueses.

 

___________________


Cardeal-Patriarca é o titular da Igreja de Santo António dos Portugueses

Com a criação cardinalícia, pelo Papa Francisco, D. Manuel Clemente viu ser-lhe confiada, à semelhança do seu predecessor, D. José Policarpo, a titularidade da igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma. Para o atual reitor da Igreja de Santo António dos Portugueses, monsenhor Agostinho Borges, este título “enche todos os portugueses de alegria”. “Estando o título ‘livre’ é uma honra enorme ter sido ocupado, de novo, por um Cardeal português”, destacou, ao Jornal VOZ DA VERDADE. Devido à estreita ligação ao Papa, este sacerdote refere que o Cardeal-Patriarca de Lisboa poderá “trazer um olhar missionário” à Igreja de Roma.

A data da tomada de posse de D. Manuel Clemente como titular da Igreja de Santo António dos Portugueses, na capital italiana, será divulgada brevemente.

texto e fotos por Filipe Teixeira
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Neste tempo, em que o individualismo parece imperar, apesar da destruição que gera na Sociedade,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Que todos os homens querem ser felizes não parece ser objecto de discussão entre pessoas sãs. Todos queremos, de facto, ser felizes.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES