Lisboa |
Visita Pastoral à paróquia de Santa Maria de Belém (Jerónimos)
Do ‘turístico’ ao verdadeiro acolhimento
<<
1/
>>
Imagem

Na igreja dos Jerónimos, a epopeia descobridora e missionária de outrora deu lugar à missão de acolher quem a visita ou ali busca recolhimento. Muito procurada por turistas, a paróquia de Santa Maria de Belém recebeu, na última semana, a Visita Pastoral de D. José Traquina, que veio “reforçar a consciência de comunhão com a diocese”.

  

Ponto de partida para os descobridores, o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, é hoje um dos monumentos mais visitados do país e uma das sete maravilhas de Portugal. No seu interior, na igreja de Santa Maria de Belém, na Vigararia Lisboa III, a missão passa agora pelo acolhimento. Desde há alguns anos, existe um serviço que pretende ir ao encontro de quem visita o monumento. “A paróquia criou um serviço de acolhimento que funciona durante as manhãs do Domingo e dias santos. São nove pessoas voluntárias que acolhem, encaminham, esclarecem e dão um testemunho de Igreja aos que entram no templo”, explica ao Jornal VOZ DA VERDADE o pároco, cónego José Manuel dos Santos Ferreira, definindo que, “no acolhimento, pretende-se que as pessoas, ao entrarem, não se sintam subitamente confrontadas com uma realidade que desconhecem e possam permanecer em oração ou, até mesmo, participar na celebração da Missa... o que é feito por muitos”. Segundo revela este sacerdote, tem existido “um acréscimo dos participantes nas Missas nos Jerónimos, em relação aos anos anteriores, quando não havia este serviço”. “É um serviço exigente mas precioso. A equipa tem uma dedicação enorme!”, garante o cónego José Manuel Ferreira, pároco de Belém desde 1994.

 

Expressão da caridade

A Visita Pastoral de D. José Traquina, Bispo Auxiliar de Lisboa, à paróquia de Santa Maria de Belém decorreu entre os dias 12 e 17 de janeiro e veio trazer “o reforço da consciência de comunhão com a diocese”, conta o cónego José Manuel Ferreira. De entre as inúmeras instituições e grupos visitados por D. José Traquina, tais como a Junta de Freguesia de Belém, lares de idosos, grupos de crianças da catequese, grupos de jovens e escuteiros, destaca-se, pela importância no combate à pobreza, a visita à iniciativa ‘Mesa de Nossa Senhora’. “É um serviço da paróquia que funciona na Capela do Restelo e oferece um almoço diário a pessoas necessitadas, algumas sem-abrigo. Foi fundada há 20 anos, depende essencialmente de voluntários, que asseguram cerca de 40 refeições diárias, de segunda-feira a sábado”, descreve o pároco, de 62 anos, traçando a realidade social da paróquia: “A população da freguesia é, em geral, de classe média, embora haja algumas zonas de pobreza, em particular na zona ribeirinha. Há situações de idosos isolados e situações de pobreza ‘silenciosa’. Mas, em média, não é uma população particularmente carenciada”.

 

Estruturas

A igreja de Santa Maria de Belém, nos Jerónimos, que habitualmente recebe a celebração das Ordenações e outras celebrações diocesanas, tal como a Missa de despedida da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima, no próximo dia 7 de fevereiro, não é o único local de culto da paróquia. A igreja do Convento do Bom Sucesso, a igreja de Nossa Senhora das Dores e a capela no Bairro do Restelo são espaços na paróquia onde, pelo menos uma vez por semana, se reúnem as comunidades para celebrar a Missa. No Bairro do Restelo, a capela – onde também funciona o projeto ‘Mesa de Nossa Senhora’ – foi criada nos anos 50 do século passado e, “mesmo com as mudanças de população, continua a ser uma referência e um local onde é possível um tempo de oração e a celebração da Missa ao sábado à tarde”, explica o cónego José Manuel Ferreira, que conta com a colaboração do vigário paroquial, padre Horácio Sacramento Neto, com 83 anos e natural de São Tomé e Príncipe, e do diácono Alberto Soares, de 71 anos.

Na igreja de Santa Maria de Belém, a participação dos fiéis nas quatro Missas dominicais é “difícil de precisar com exatidão, mas são largas centenas de pessoas”, garante o pároco, frisando que, apesar ter uma paróquia muito visitada por turistas, “tem todas as realidades e estruturas, como qualquer outra paróquia”. “A catequese tem cerca de 200 crianças, temos o grupo juvenil, o grupo de jovens crismados e ainda dois agrupamentos de escuteiros: o Agrupamento de Escuteiros Marítimos e o Agrupamento 80 de Santa Maria de Belém”, descreve, salientando que estes dois agrupamentos recebem “crianças e jovens de diversas paróquias, em particular da linha de Cascais”. O grupo do Renovamento Carismático Católico reúne também na paróquia de Santa Maria de Belém, onde “voltou a ter, desde há alguns meses, o seu local de encontro, com algumas dezenas de pessoas”.

 

Matrimónio

Das propostas formativas, o cónego José Manuel dos Santos Ferreira destaca o ‘Curso de Noivos’, que apresenta uma proposta preparatória que “tem atraído” mais de 100 pares de noivos por ano. “É uma preparação específica que se realiza durante um dia inteiro de sábado e um Domingo, à tarde. Temos cerca de 24 casais ativos na preparação dos noivos e ainda a decorrer um curso de formação de novos casais. Este é um trabalho que tem ‘chamado’ pares de noivos de inúmeras paróquias e dioceses, nomeadamente do Algarve. Realiza-se sete vezes por ano e é algo que os noivos apreciam muito. Queremos que levem daqui uma visão cristã e humana do Matrimónio, das virtudes familiares e de todas as realidades humanas”, deseja o pároco, lamentando ainda não ter conseguido criar, com o mesmo impacto, uma estrutura de acompanhamento posterior ao Matrimónio: “Já tivemos uma outra tentativa, nem sempre bem conseguida, mas mantemos essa esperança de organizar encontros para casais que possam vir a iniciar uma nova revisão dos passos que já deram”.

  

_______________


Pequenos Cantores dos Jerónimos cantaram para o Papa

O Coro dos Pequenos Cantores dos Jerónimos, da paróquia de Santa Maria de Belém, cantou na Missa presidida pelo Papa Francisco, no passado dia 1 de janeiro, na Basílica de São Pedro, em Roma. A iniciativa ocorreu por ocasião do 40º Congresso Internacional dos ‘Pueri Cantores’, onde participaram cerca de sete mil crianças de todo o mundo, entre elas dezenas de portuguesas. O Coro dos Pequenos Cantores dos Jerónimos foi criado na sequência da visita do Papa Bento XVI, em 2010, ao Mosteiro dos Jerónimos, e congrega crianças dos 8 aos 12 anos.

Informações: www.facebook.com/pequenoscantoresdosjeronimos

 

_______________

 

Encontro Vicarial com os Jovens: “Com Ele vamos onde for preciso”

O Cardeal-Patriarca de Lisboa convidou os jovens a tornarem Jesus Cristo uma realidade nas suas vidas. “Nem quero imaginar o que seria da nossa cidade se esta realidade de “Cristo Pastor”, através dos cristãos, não continuasse presente e a trabalhar, olhando uns pelos outros. Qualquer um de vocês, se meter a mão na consciência ou lembrança, pode detetar muitas situações na sua vida em que, através de cada um, Cristo esteve onde queria estar”, realçou D. Manuel Clemente, durante o encontro vicarial que reuniu, na igreja paroquial de Benfica, cerca de 400 jovens das 21 paróquias da Vigararia Lisboa III. “Através da vossa palavra, da vossa presença, Ele chegou onde não chegaria se vocês não fossem, esteve onde não estaria se vocês não estivessem, falou onde não falaria se vocês não falassem”, acrescentou, durante este encontro na noite do passado dia 15 de janeiro, organizado no âmbito da Visita Pastoral.

Questionado por uma jovem sobre quais as motivações que impelem os jovens a serem missionários, o Cardeal-Patriarca lembrou que “a missão acaba por ser sempre um desafio”. “Se nos pusermos aqui, nesta igreja, a testemunhar uns para os outros o porquê de sermos cristãos, estamos bem, estamos em casa. Não sei é se às vezes, na nossa própria casa, com familiares ou com vizinhos, é assim tão fácil. Jesus dá-nos uma garantia porque nos diz: ‘Quando tiverem de responder por Mim, nem se ponham a pensar nas palavras que vão dizer porque o Espírito há-de falar por vocês’”, garantiu o Cardeal-Patriarca. “Não tenham medo porque isto avança por Ele e com Ele vamos onde for preciso”, incentivou D. Manuel Clemente.

texto por Filipe Teixeira; fotos por João Cláudio Fernandes

  

_______________


Visita Pastoral à paróquia de Alcântara: “Unir forças para chegar mais longe”

O Bispo Auxiliar de Lisboa D. Joaquim Mendes convidou os cristãos da paróquia de São Pedro de Alcântara a serem testemunhas, “com gestos”, da misericórdia de Deus. No passado Domingo, na Missa de encerramento da Visita Pastoral a esta paróquia, que decorreu entre 12 e 17 de janeiro, D. Joaquim Mendes agradeceu o acolhimento e apelou: “Precisamos de fortalecer a comunhão e unir forças para chegar mais longe e fazer melhor; para testemunhar não só com palavras, mas com gestos a misericórdia de Deus, nomeadamente junto dos mais necessitados, dos afastados, dos indiferentes, que vivem como se Deus não existisse. Trata-se de realizar ‘o sonho missionário de chegar a todos’, que nos acompanha na caminhada sinodal”.

texto por Filipe Teixeira; fotos por Filipe Teixeira e João Matos
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Ainda está por escrever a história da perseguição à Igreja católica, durante o período da dominação soviética, nos países do leste da Europa.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
A atribuição a José Mattoso do Prémio Árvore da Vida - Padre Manuel Antunes constitui um justo reconhecimento...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES