Editorial |
P. Nuno Rosário Fernandes
Satisfeito mas não ‘troppo’
<<
1/
>>
Imagem

O título deste editorial pode parecer estranho mas, recorrendo à terminologia musical (allegro ma non troppo), foi o que me ocorreu para manifestar um sentimento a propósito da I Jornada Diocesana da Comunicação, que juntou no passado sábado, em Queijas, quase uma centena de pessoas vindas de paróquias, movimentos eclesiais e institutos religiosos da diocese.

Foi uma primeira experiência que tinha por objetivo, acima de tudo, começar a estabelecer rede entre os agentes da comunicação na diocese, com vista a sensibilizar para a necessidade de uma pastoral da comunicação e, ao mesmo tempo, proporcionar elementos de formação. Já na passada semana aqui escrevi que é necessário dar lugar à comunicação na ação pastoral e que o léxico paroquial precisa de ser reforçado com essa mesma palavra – pastoral da comunicação.

Hoje, venho recordar que precisamos de estabelecer redes para que a comunicação possa chegar mais longe. A comunicação que se faz localmente pode ter voz mais alargada e, por isso, há pontes que é preciso estabelecer.

O Departamento da Comunicação do Patriarcado de Lisboa e o Jornal VOZ DA VERDADE, sobretudo, têm procurado desenvolver esse papel de fazer eco da vida da Igreja, na diocese e mais além. É “a Igreja de Lisboa em papel”, que semana a semana vai procurando chegar a todos. É preciso que haja quem lhe dê voz e, notícia não é apenas a palavra da hierarquia eclesiástica mas também os lugares onde a hierarquia está presente. Na nossa linha editorial, a presença do Pastor num determinado lugar leva-nos a aprofundar esse lugar. As diversas efemérides, os movimentos, toda a ação pastoral são para nós notícia e, embora com todas as limitações de espaço e de meios humanos deste jornal, vamos procurando marcar esse ritmo.

Reconhecendo que nem sempre conseguimos corresponder ao que seria pretendido, pela dificuldade de chegar a todo o lado, recordo as redes que precisamos de tecer. Há um longo caminho sinodal a fazer e que passa também pela colaboração dos agentes locais na divulgação, seja dos acontecimentos, seja deste jornal.

Por isso, sinto-me satisfeito por esta primeira jornada, mas há muito a caminhar.

  

P. Nuno Rosário Fernandes, diretor
p.nunorfernandes@patriarcado-lisboa.pt

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
António Bagão Félix
Na semana passada li uma entrevista com um candidato a deputado (cabeça-de-lista) pelo circulo eleitoral do Porto.
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Com “missão nas férias” não quero propor programas de férias missionárias, nem dizer que a missão está de férias.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES