Lisboa |
40º aniversário das EJNS
700 jovens Equipistas em Fátima aos pés de Nossa Senhora
<<
1/
>>
Imagem
Na celebração dos 40 anos das Equipas de Jovens de Nossa Senhora (ENJF), em Fátima, o Bispo Auxiliar de Lisboa D. Joaquim Mendes pediu “testemunho vigoroso de vida cristã”, convidando a juventude a “ir contra a corrente”.

 

“Peço ao Senhor que sejais um bom fermento que não se perde na massa, mas que a leveda com um testemunho vigoroso de vida cristã, sustentado pela solicitude materna de Nossa Senhora. Procurai ir contra a corrente no testemunho do Evangelho, na defesa dos valores da vida, da dignidade humana, da justiça, da verdade, da paz, do amor quotidiano prático e desinteressado e da misericórdia”, desafiou D. Joaquim Mendes, no passado dia 10 de abril, perante cerca de 700 jovens Equipistas. “Não tenhais medo de fazer escolhas corajosas, de ir contra a corrente, de “construir cada dia, mesmo nas coisas mais pequenas, um mundo de paz””, referiu ainda o Bispo Auxiliar de Lisboa, citando o Papa Francisco na Mensagem para o Jubileu da Misericórdia dos Adolescentes.

 

Anúncio

Nesta celebração em Fátima, que foi “enriquecida com o compromisso de novas Equipas”, como salientou o prelado, os jovens foram convidados a dizer ‘sim’ como Maria – “se o Senhor irromper da vossa vida, chamando-vos para colaborar com Ele na realização da obra da salvação do seu povo, não tenhais medo de dizer «sim» como Nossa Senhora e de vos colocardes inteiramente disponíveis para fazer a sua vontade” – e desafiados ao anúncio. “Procurai encarnar a solicitude de Cristo Bom Pastor e ser «discípulos missionários», de «sair» do mundo confortável, para ir às periferias, nomeadamente às periferias existenciais, onde se encontram tantos jovens que precisam de uma mão amiga que se lhe estenda e uma voz cheia de ternura e de compaixão que lhe diga: «levanta-te», Deus amata-te, Deus, em Jesus deu a vida por ti, tens uma Mãe que te quer muito e sofre por tua causa. Sede sinais e portadores do amor, da compaixão, da misericórdia de Deus e de Jesus e da ternura de Nossa Senhora para com os jovens que vivem como se Deus não existisse, porque não O conhecem ou O ignoram. Sede sempre e em toda a parte testemunhas da misericórdia de Cristo ressuscitado”, convidou D. Joaquim Mendes.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Erram os que pensam que o mistério da paixão e morte de Cristo é algo passado e que, portanto, não lhes diz respeito.
ver [+]

P. Nuno Amador
Quando as mulheres foram ao sepulcro de madrugada, o primeiro sinal que encontraram foi o túmulo vazio.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES