Lisboa |
Relatório final do Guião de Leitura 5 do Sínodo Diocesano 2016
Fazer da oração o lugar do discernimento para a evangelização
<<
1/
>>
Imagem

O relatório das respostas ao Guião de Leitura 5 do Sínodo Diocesano 2016 centra a necessidade de a Igreja crescer “na vida de oração”. O documento, publicado online esta semana, apela à “criação de grupos de oração” e convida a fazer “da oração o lugar do discernimento dos caminhos a seguir para a evangelização”.

 

O relatório agora publicado pela Comissão Preparatória do Sínodo Diocesano destaca a importância da oração. “Crescermos na vida de oração, particularmente na profundidade, na fidelidade, na qualidade e na dimensão de intercessão, a fim de que seja daqui que nasça a nossa alegria de evangelizar. Neste sentido, desenvolver o hábito de dedicar tempo para a oração pessoal, procurando fazer a experiência da misericórdia de Deus nos caminhos e dramas do mundo. No mesmo sentido, recorrer mais à confissão e particularmente à direção espiritual”, aponta o documento, convidando à aposta “na criação de grupos de oração nas paróquias e comunidades, bem como na sua formação”.

O quinto e último trimestre da caminhada sinodal teve como tema ‘Evangelizadores com Espírito’. “Fazermos da oração o lugar do discernimento dos caminhos a seguir para a evangelização, não vivendo como se Deus não existisse (caindo num planeamento apenas intelectual) e procurando que seja o Espírito a evangelizar em nosso nome, ensinando-nos a reconhecer as feridas dos outros”.

O documento apela ao crescimento “no acolhimento e na capacidade de ir ao encontro dos que são diferentes, procurando fazer um verdadeiro caminho cristão com aquele que temos para acolher, implicando-nos na vida dele”, a tomar “consciência de que a fé não é apenas um ponto de chegada mas um progressivo desvelar de uma relação com Deus, onde os momentos de dificuldade são reais” e a “desenvolver uma relação de maior abertura entre os sacerdotes e os leigos”. É ainda sugerida a necessidade de “repensar o modelo catequético, tornando-o um lugar de encontro com Jesus”, e de “olhar para os momentos de preparação para os sacramentos como uma oportunidade pastoral de acolher e formar aqueles que apenas nestas situações procuram a Igreja”.

O relatório final do quinto trimestre apresenta igualmente a descrição de alguns Ensaios que surgiram na caminhada sinodal do Patriarcado de Lisboa, sendo de destacar o “Projeto Desafio à Esperança, desenvolvido para auxílio para as pessoas que se tentaram suicidar” e a “organização de noites de oração numa casa particular na cidade de Lisboa”.

texto por Diogo Paiva Brandão
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Sinto-lhe o cheiro! Do tempo em que Setembro era o mês de preparar a entrada na Escola. O cheiro...
ver [+]

Tony Neves
Hoje, 1 de setembro, é o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, instituído pelo Papa Francisco...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES