Lisboa |
Celebrações Jubilares do Ano da Misericórdia
Paróquia do Bairro Padre Cruz leva doentes e pessoas com mobilidade reduzida em Peregrinação a Fátima
<<
1/
>>
Imagem

No âmbito das Celebrações Jubilares do Ano da Misericórdia, a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima do Bairro Padre Cruz, em Lisboa, através do seu grupo de Visitadores de Pessoas Doentes e Idosas, organizou uma Peregrinação a Fátima com pessoas que, dadas as dificuldades de locomoção e a pouca mobilidade, não o poderiam fazer integradas noutro tipo de ‘peregrinações normais’. O Jornal VOZ DA VERDADE publica um testemunho desta iniciativa de misericórdia.

 

O que inicialmente parecia ser um projecto difícil e de grande complexidade, viria a tornar-se  afinal num gracioso gesto de misericórdia, que a todos envolveu e animou na sua dimensão de fé.

Nascido em 2013, o grupo de Visitadores de Pessoas Doentes e Idosas da Paróquia do Bairro Padre Cruz – que funciona em parceria com a Associação de Moradores deste bairro –, acompanha diariamente um número considerável de pessoas que, mercê da sua condição física, idade avançada ou fragilidade social, se vêem tantas vezes isoladas e com poucos contactos com a comunidade. Fazer-lhes companhia, ouvi-las, animá-las espiritualmente, tornar-se presença real e efectiva tem sido o principal objectivo deste grupo.

Muitas destas pessoas padecem também de graves dificuldades de locomoção ou de uma mobilidade muito reduzida, dificultando-lhes a possibilidade de sair de casa. O sonho de um dia peregrinar a Fátima estava já longe dos seus horizontes, ainda que, nos seus corações, esse desejo fosse uma realidade presente.

A consciência de que muito dificilmente o poderiam fazer integradas noutras peregrinações paroquiais causavam alguma angústia. E isso confessavam-no várias vezes aos Visitadores.

Auscultados estes anseios, o grupo de visitadores quis dar-lhes cumprimento, e quis fazê-lo de um modo particularmente sentido, neste Ano Jubilar da Misericórdia.

Não se olharam a dificuldades, procuraram-se superar barreiras, acreditou-se na força do Espirito Santo… E foi assim que, de cadeiras de rodas em mão, com o recurso a uma viatura semi-adaptada, facultada pela Junta de Freguesia de Carnide, garantidas as condições de alojamento em Fátima, equipados com a boa vontade do coração de cada voluntário e com o desejo de fazer o bem, bem feito, nos dias 18 e 19 de Junho (Sábado e Domingo) estas pessoas puderam peregrinar a Fátima. Numa verdadeira peregrinação de Misericórdia.

Mais do que de palavras a Misericórdia tomava forma em gestos concretos.

E foi uma peregrinação completa. Com tempo para oração em grupo, com tempo para oração pessoal e partilhada, com tempo para a recitação do Terço na Capelinha, com tempo para participação na Procissão das Velas, com tempo para participação na Eucaristia Dominical…

E para dar Graças a Deus, por toda a vida cheia de sentido… até ao fim e ao limite das forças. E o sentimento de isolamento deu lugar ao sentido de comunidade. E a Misericórdia de Deus veio ao encontro, de modo concreto, sob a forma de um abraço que se fez peregrino.

texto por Fernando d’Oliveira; fotos por paróquia do Bairro Padre Cruz
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Termina agora o ano judicial e milhares de casos de crianças, pais e mães envolvidos em longas contendas,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Os nossos olhos e tudo o que lhes está associado no cérebro tornam possível essa coisa maravilhosa que é ver.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES