Lisboa |
Relatório de atividade 2016
Cáritas Diocesana de Lisboa aumentou apoios prestados
<<
1/
>>
Imagem

O Gabinete de Ação Social (GAS) da Cáritas Diocesana de Lisboa realizou, durante o ano de 2016, 2121 atendimentos, o que corresponde a 40 famílias atendidas por mês, num total de 264 famílias apoiadas. O dado consta do ‘Relatório de atividade 2016’ da instituição.

 

“Destas famílias, 225 recorreram ao GAS pela primeira vez. Nos atendimentos a media por família foi de 2 pessoas, algumas a viverem sós e outras como parte de famílias numerosas. 79 famílias receberam apoio material de emergência, do qual beneficiaram 157 pessoas”, refere o documento, salientando que “são sobretudo questões relacionadas com a saúde, o pagamento de dívidas, o desemprego, a total ausência de rendimentos, a documentação caducada (tratando-se de imigrantes), bem como novas situações de pobreza, as que levam as pessoas a recorrer ao atendimento social da Cáritas”. De acordo com o relatório, os apoios diretos foram de 10.336,71¤.

Durante o ano transato, a Cáritas Diocesana de Lisboa (CDL) disponibilizou 97.980,07¤ “à ação social das paróquias da diocese”, no âmbito do projeto ‘Igreja Solidária’.  O Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes (CLAII Cascais) realizou, em 2016, 1100 atendimentos, ou seja, 90 atendimentos/mês, mais 11% do que em 2015. A Creche Cáritas recebeu 38 crianças, a cargo de 10 colaboradores e novos voluntários, organizando “14 grandes eventos”, enquanto o Lar da Bafureira acolheu 51 residentes, com idade média de 87,5 anos, para 28 colaboradores. Na roupa recolhida, ao abrigo do ‘Projeto Amigo’, foram recolhidas 2500 toneladas, a Loja Solidária ‘É Dado’ doou perto de 4 mil peças de roupa e o projeto + Próximo organizou 9 ações de formação, para 192 pessoas.

“A CDL agradece a confiança e todo o apoio que tem recebido, ao longo dos anos, do Patriarcado de Lisboa, dos seus benfeitores, pessoas singulares, voluntários, Segurança Social, Municípios, Instituições particulares, públicas e empresas”, refere a direção da instituição.

texto por Diogo Paiva Brandão
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
A canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires, da Ordem dos Pregadores (1514-1590), constitui um motivo...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Nestes últimos tempos, duas notícias chocaram particularmente os portugueses: o nascimento do Rodrigo,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES