Lisboa |
Pastoral Social e Mobilidade Humana
Bispos pedem “conversão do coração” para quem descuida a Criação
<<
1/
>>
Imagem

A Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana emitiu uma nota, no passado dia 31 de agosto – véspera do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, onde declara “evidentes” as consequências das alterações climáticas em Portugal.

Os Bispos portugueses lembraram os trágicos acontecimentos que ocorreram, nos últimos meses, em Portugal para convidar “todas as comunidades cristãs a dar graças a Deus pela Criação e a pedir ao Criador a conversão do coração daqueles que se consideram donos e senhores do mundo em que vivemos”.

“Os impactos negativos sobre as populações atingidas pelos incêndios têm sido enormes: a morte de tantas pessoas, a perda de habitações permanentes, o desaparecimento de postos de trabalho (em zonas onde já não abundam), a morte de animais e a destruição de pastos... Todos temos presentes o impacto psicológico e o desalento que estas situações inevitavelmente comportam”, lembra a Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.

Na mesma nota, publicada por ocasião da celebração do Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, celebrado no dia 1 de setembro, o organismo da Conferência Episcopal Portuguesa pede para que "nunca sejam esquecidos os milhões de pessoas que sofrem de fome, de doenças e miséria, devido à má distribuição dos bens da Criação". O documento recorda ainda a nota pastoral “Cuidar da casa comum, prevenir e evitar os incêndios”, da Conferência Episcopal Portuguesa, publicada no passado mês de abril.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
À memória de João Gomes, discípulo do Cardeal Cardijn e dirigente da JOC. Vivemos um estranho paradoxo.
ver [+]

Padre Fernando Sampaio
No mundo antigo muitos doentes eram considerados pecadores e por isso marginalizados[1]. Jesus mudou...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES