Editorial |
P. Nuno Rosário Fernandes
Sentimento
<<
1/
>>
Imagem

A propósito do lançamento de um livro da pianista Leonor Leitão-Cadete, tive a oportunidade de desfrutar, recentemente, de um mini-concerto de piano desta conceituada artista que, aos seus 88 anos, percorre com ligeireza as teclas brancas e pretas daquele instrumento musical como quem salta de alegria, por vales e montes. Daquela coordenação de movimentos ressoam notas e harmonias que, facilmente, nos colocam em relação transcendente com o nosso Criador. À sugestão de uma só palavra, ‘sentimento’, aquele piano, correspondendo às ordens de improviso de quem o executava, conseguiu fazer-nos sentir. Sentir que, assim como a melodia nos levou a dimensões suaves da vida ou de maior tensão, a nossa vida, que é dom de Deus e que precisamos de saber fazer render, não é linear e está sujeita às dificuldades, às crises, às tempestades que passam e sempre terminam na bonança. Uma vida que é para os outros, e tantas vezes nos fazem desinstalar das nossas comodidades, das nossas seguranças. Uma vida que se desenrola num crescendo, como a música que nos eleva, umas vezes tocada com uma só mão, outras no acompanhamento de acordes que complementam o que somos e que nos fazem perceber que não estamos sós.

Assim vamos vivendo em cada dia, sob autoria não do improviso de Deus, mas no projecto por Ele traçado, que nos quer felizes para os outros. Assim vamos vivendo em Igreja, no meio do que podem ser, também, tribulações, turbulências, tempestades que nos querem fazer acordar para olharmos mais para Ele, n’Ele confiarmos e por Ele nos decidirmos.

Tantas vezes podemos ser confrontados com o misto de sentimentos, mas, na liberdade que nos é dada, é a vontade de Deus que nos deve impelir a aceitar e a decidir por Ele.

Aproveito, ainda, a ocasião para felicitar a Diocese de Santarém que, neste Domingo, acolhe o seu novo Bispo, D. José Traquina, e ao próprio, por quem tenho grande estima e amizade, desejar um fecundo e feliz ministério pastoral.

 

P. Nuno Rosário Fernandes, diretor

p.nunorfernandes@patriarcado-lisboa.pt

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Termina agora o ano judicial e milhares de casos de crianças, pais e mães envolvidos em longas contendas,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Os nossos olhos e tudo o que lhes está associado no cérebro tornam possível essa coisa maravilhosa que é ver.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES