Bible Challenge |
Bible Challenge - nº9
Gonçalo Pratas, músico
<<
1/
>>
Imagem
Video

Em primeiro lugar, queria agradecer o convite e agradecer ao João Só ter-me indicado para esta sessão.

Vou ler a Palavra do dia de hoje (Lc 21, 1-4) e vou falar um pouco sobre o que é que penso sobre isto. «Levantando os olhos, Jesus viu os ricos deitarem no cofre do tesouro as suas ofertas. Viu também uma viúva pobre deitar lá duas moedinhas e disse: ‘Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou mais do que todos os outros, pois eles deitaram no tesouro do que lhes sobejava, enquanto ela, da sua indigência, deitou tudo o que tinha para viver’».

Isto é um tema que, para mim, não é fácil, o tema da caridade. Já era um tema polémico e político no tempo de Jesus – e que continua a ser nos dias de hoje – e penso que tem a ver com a questão da materialização da caridade, ou seja, a materialização através dos objetos, através do dinheiro. Penso que o mais difícil de tudo é fazer o bem, dar amor sem a mediação material. Muitas das vezes penso, e depois de ter refletido sobre isto talvez isto até transforme a minha maneira de olhar para a palavra ‘caridade’, e se calhar que eu me melhore, de alguma maneira, a dar do meu tempo e dedicar tempo e atenção ao outro. Passa por ser um exercício de empatia e passa por ser um exercício de atenção de qualidade e presença, porque, em termos práticos, Deus é amor, é presença. Se isto me ajudou, de alguma forma, a desbloquear este problema que tinha com a caridade, penso que aqui consegui encontrar estas chaves para me melhorar e com isso, também, melhorar os outros. Muito obrigado!

Lanço aqui o desafio à Inês Poeiras, para ela dar continuidade a esta corrente que se está a gerar. Obrigado.


Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Neste tempo, em que o individualismo parece imperar, apesar da destruição que gera na Sociedade,...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Que todos os homens querem ser felizes não parece ser objecto de discussão entre pessoas sãs. Todos queremos, de facto, ser felizes.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES