Editorial |
P. Nuno Rosário Fernandes
Igreja em caminho
<<
1/
>>
Imagem

O Papa Francisco celebrou, na passada terça-feira, cinco anos da sua eleição. Foi a 13 de março de 2013 que o Conclave elegia, na Capela Sistina, em Roma, um homem que veio de longe, “do fim do mundo”, como o próprio afirmou, para mudar a Igreja. Assumindo o nome do santo próximo dos pobres, Jorge Bergoglio tem procurado tornar a Igreja mais preocupada com os que estão longe, afastados, nas periferias, mas aberta, acolhedora e próxima dos mais pobres. D. Manuel Clemente afirmava esta semana, na sua conta do Twitter (www.twitter.com/patriarcalisboa), que o Papa Francisco é, “para tantos, um grande estímulo evangélico!”. As suas palavras, o seu testemunho, a sua forma de agir, de estar e de ser, tem sido interpeladora para algumas mudanças, ou procura de mudanças, não apenas do que pode ser um modo de estar da Igreja, mas dos próprios cristãos, onde se incluem também os ministros ordenados, religiosos e religiosas.

Neste jornal, demos conta da eleição de Francisco em cima da hora, e recordo que era uma quarta-feira, dia habitual de fecho da nossa edição. Tínhamos aquele ‘feeling’ de que estava para sair fumo branco da chaminé da Capela Sistina e, com edição pronta naquele final de tarde, mantivemos a esperança de que ia ser possível fazer um número especial, no momento, com a notícia da eleição do novo Sucessor de Pedro. Ao fim da tarde, era anunciado o nome do Pontífice e, com a redação fechada, mas com trabalho partilhado via online em três lugares, conseguíamos pôr cá fora, no dia seguinte, um número especial que grande alegria nos trouxe. São memórias que ficam e que gostamos de partilhar.

Desde então, e como já antes fazíamos, temos vindo a acompanhar o pontificado do Papa Francisco, com a colaboração da jornalista Aura Miguel, na rubrica ‘A uma Janela de Roma’, em diálogo com a nossa redação. Desejamos poder continuar a fazê-lo, por muito mais tempo, e sobretudo assistir a uma Igreja, na qual me insiro, que é desafiada a sair para fora, do seu comodismo e das suas paredes, para ser mais Cristo junto dos homens. Por isso mesmo, sinto-me desafiado, todos os dias, e todos nos devemos sentir assim, porque todos somos e formamos esta Igreja peregrina, em constante caminho.

Conforme damos conta neste jornal, terminou no passado Domingo, 11 de março, a Visita Pastoral à Vigararia de Torres Vedras. Foram cerca de dois meses de encontros, reuniões, visitas, celebrações nesta vigararia do Oeste, em que o Jornal VOZ DA VERDADE, mais uma vez, como é sua missão, esteve presente e procurou acompanhar. Queremos, com o nosso trabalho, dar a conhecer não apenas o conteúdo dessas visitas mas, sobretudo, aproveitar a ocasião para conhecer e mostrar as respetivas comunidades cristãs. Alegramo-nos com o trabalho que vamos fazendo, com os escassos meios humanos de que dispomos, mas não podemos deixar de agradecer a preciosa, e sempre disponível, colaboração no acompanhamento desta visita pastoral do jornal regional ‘Badaladas’ e do respetivo diretor, Fernando Miguel. A missão a que somos chamados pode ser sempre mais frutífera e eficaz se formos capazes de colaborar uns com os outros, e neste caso esta colaboração aconteceu, tal como em outras situações pontuais vai acontecendo também com outros meios de comunicação na área da Diocese de Lisboa. Um trabalho realizado em cooperação com aqueles que estão mais perto do acontecimento permite concretizar o objetivo de ser “espelho da diocese” e mostrar a Igreja de Lisboa que somos, ‘em papel’.

 

Editorial, pelo P. Nuno Rosário Fernandes, diretor

p.nunorfernandes@patriarcado-lisboa.pt

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Pe. Alexandre Palma
Quais serão as realizações da Igreja em Portugal, fruto do seu empenho e compromisso, minimamente nacionais?...
ver [+]

Pedro Vaz Patto
O príncipe Harry e a esposa, Meghan Markle, declararam que não pretendem ter mais do que dois filhos,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES