Lisboa |
CNJP
“A paz supõe uma conversão do coração”
<<
1/
>>
Imagem

A Comissão Nacional Justiça e Paz considera que a paz “supõe uma conversão do coração e do espírito” e “inclui três dimensões indissociáveis”. “A paz com o outro (o familiar, o amigo, o estrangeiro, o pobre, a pessoa que sofre), a paz com a criação (um dom de Deus por que somos responsáveis enquanto habitantes do mundo e construtores do futuro) e a paz consigo mesmo (o que supõe a recusa da intransigência, da cólera e da impaciência)”, refere uma nota da CNJP, sobre a mensagem do Papa para o 52º Dia Mundial da Paz, a 1 de janeiro de 2019, que tem como tema ‘A Boa Política Está ao Serviço da Paz’.

 

Nota: www.ecclesia.pt/cnjp

A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
No passado dia 18, ocorreu o centenário do nascimento de São João Paulo II. O último Papa a ser canonizado...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
À memória de João Gomes, discípulo do Cardeal Cardijn e dirigente da JOC. Vivemos um estranho paradoxo.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES