Lisboa |
Cardeal-Patriarca em entrevista
Guerra na Ucrânia é “inaceitável”
<<
1/
>>
Imagem

O Cardeal-Patriarca de Lisboa considera “completamente inaceitável” a invasão e a guerra da Rússia à Ucrânia. “A guerra defensiva pode-se perceber em algumas circunstâncias, com certeza, defender o que é seu, tanto quanto se possa defender e com o mínimo de estragos possível do outro lado, mas uma guerra ofensiva, uma invasão e destruição de um país, isto é completamente inaceitável”, manifestou D. Manuel Clemente, numa entrevista conjunta à Renascença e à Agência Ecclesia, divulgada no Domingo de Ramos, 10 de abril. O Cardeal-Patriarca disse acreditar que “a diplomacia da Santa Sé está a fazer todo o possível, não só para travar este conflito, mas também para se tornar presente e ajudar”, e sobre a possível visita do Papa a Kiev diz que “resta saber se é oportuna”. “Não basta aqui ter a boa intenção...”, lembrou, classificando de “muito positiva” a onda de solidariedade que se gerou em Portugal para responder à crise da guerra.

Nesta entrevista, D. Manuel Clemente considerou ainda que, mesmo que a eutanásia venha a ser legalizada, a sociedade “não pode desistir de caminhar no sentido da vida”, e destacou que no aborto ou na eutanásia não há “batalhas perdidas”. Contudo, um referendo “tem tanto de episódico como de falível”. Sobre os abusos na Igreja, o Cardeal-Patriarca acredita que se está no caminho certo para esclarecer os casos e reforçar a prevenção. Por fim, D. Manuel Clemente não escondeu o entusiamo em relação à Jornada Mundial da Juventude que Lisboa vai acolher em 2023. “O entusiasmo transborda. Julgo que aquilo que já está em campo, ou seja, o tecido que se montou com os Comités Paroquiais, Vicariais e Diocesanos, até ao Comité Local, tudo isto tem instalado no terreno de todo o país uma organização e movimentação juvenil que vai ficar e criar uma rede de Pastoral Juvenil renovada em Portugal, não tenho dúvidas. Quem ganha este balanço não quer ficar parado…”, observou.


A entrevista completa ao Cardeal-Patriarca de Lisboa pode ser lida e escutada em www.bit.ly/entrevistapatriarca-rrae.

foto por RR/Miguel Rato
A OPINIÃO DE
José Luís Nunes Martins
Aquilo que somos depende do que fazemos com o que recebemos. A nossa primeira responsabilidade será...
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Dialogar, escutar, discernir: três atitudes a marcar o processo sinodal iniciado em outubro de 2021 com as fases diocesana e nacional.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES