JMJ Lisboa 2023 |
Lançamento
“Diferença e originalidade” motiva jovens de Setúbal a participarem na JMJ
<<
1/
>>
Imagem

As coletividades, associações, clubes desportivos e muitos jovens associaram-se ao ‘Festival da Juventude’, organizado pelas paróquias de São Sebastião e Coração de Maria, na Baixa da cidade de Setúbal. A iniciativa, que decorreu no fim-de-semana de 18 e 19 de junho, pretendeu fazer o “lançamento oficial da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023” nestas comunidades paroquiais, “de forma diferente e original”, explica o jovem Vasco Gonçalves, que faz parte do COD de Setúbal.

Para este responsável, esta atividade que elegeu a juventude como “protagonista” veio corresponder ao que é pedido pelo Papa Francisco, quando apela aos jovens para serem “poetas e criativos”. “Tem de ser este o caminho: levantarmo-nos, sair para fora das nossas igrejas, ao encontro destes jovens que estão fora desta realidade da Igreja, levar-lhes a alegria que temos por receber o maior encontro de jovens do mundo em Portugal, na presença do Papa, e convidá-los a participar”, refere Vasco Gonçalves.

Com 15 anos, Sara Serra revela-se “muito entusiasmada” com a participação neste ‘Festival da Juventude’ e com o aproximar da JMJ Lisboa 2023. Para esta aluna do 9.º ano, a JMJ “será um encontro para um clima de paz e fraternidade para toda a gente, e em especial para estes dias que vivemos, com guerra e pandemia”.

André Azadinho, de 16 anos e estudante do 10.º ano, conta que foi a mãe que lhe falou, pela primeira vez, numa JMJ. A proximidade com o encontro mundial de jovens em Lisboa, no próximo ano, fá-lo ganhar o desejo de poder acolher um jovem em sua casa e também de ser voluntário “para ajudar na organização”. “As JMJ’s servem também para atrair jovens de fora. Há de vir alguém que não acredita e pode passar a acreditar: vê um mundo diferente e assim se trazem sementes novas”, salienta.

A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
No momento em que traço estas notas, o mundo anda em rebuliço: vastíssimos incêndios a ceifar vidas...
ver [+]

António Bagão Félix
Escreveu Miguel Torga na sua carta ao romancista e poeta brasileiro Ribeiro Couto (“Traço de...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES