Cáritas de Lisboa |
Cáritas Paroquial de Castanheira do Ribatejo
Fé e resiliência: voluntários precisam-se!
<<
1/
>>
Imagem

A Cáritas Paroquial de Castanheira do Ribatejo foi fundada pela atual Presidente, Elisa Esteves, há mais de 40 anos, com a finalidade de colmatar as muitas necessidades de alguns habitantes da nossa vila, nomeadamente, a falta de alimentos, de vestuário, a dificuldade na aquisição de medicamentos e as férias das crianças, que acabavam por acontecer, na praia de Peniche, com a colaboração da Cáritas de Vila Franca de Xira e do donativo de pessoas generosas.

 

Atualmente somos um grupo de 7 voluntários. A nossa principal atividade continua a ser a distribuição de alimentos, de roupas e o apoio na compra de medicamentos, mas também continuamos muito disponíveis para escutar as mágoas e problemas dos nossos beneficiários – o que acontece com alguma frequência, com a procura incessante de soluções, através dos encaminhamentos que fazemos. É nestas situações que mais sentimos a falta de alguém especializado em psicologia e serviço social.

As nossas instalações são na cripta da Igreja de São Bartolomeu, e partilhamos o espaço com o grupo da catequese. Trabalhamos em parceria com duas assistentes sociais da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, que nos ajudam a identificar as verdadeiras necessidades dos que nos batem à porta.

Em 2022, estamos a apoiar 46 famílias, num total de 128 pessoas. A média mensal, em 2021, foi de 122 pessoas. Sentimos que, face à atual conjuntura, as dificuldades irão certamente aumentar, e o nosso apoio será cada vez mais difícil no atendimento e na procura de respostas para todas as necessidades da nossa população.

Com o transporte gentilmente disponibilizado pela APATI (Associação Promotora de Apoio à Terceira Idade), um dos nossos voluntários vai buscar regularmente alimentos ao Banco Alimentar, sendo estes a base para a elaboração dos cabazes mensais que distribuímos pelas famílias carenciadas. Nem sempre a quantidade que nos é doada é suficiente para distribuirmos equitativamente, sobretudo leite, azeite, óleo e enlatados. Este ano, no âmbito do programa Fénix, temos tido a oferta de alguns alimentos do Continente. O acesso a este donativo tem sido possível, porque uma das nossas voluntárias se disponibiliza todas as sextas feiras, com o seu carro, para ir ao Continente de Alverca buscar os alimentos. O mesmo acontece cada seis meses, quando, com uma outra voluntária, nos deslocamos até aos “Bens Doados”, em Lisboa, para levantar sobretudo detergentes e produtos de higiene, o que permite complementar os cabazes mensais.

Todas as terças-feiras, entre as 15 e as 16h30, doamos roupas a quem nos procura, independentemente da ajuda alimentar. Para a aquisição de medicamentos temos tido, até à data, o apoio da Cáritas Diocesana de Lisboa, e de alguns poucos donativos da nossa comunidade paroquial.

Sempre que têm disponibilidade, os jovens da nossa paróquia ajudam em algumas tarefas, como na venda de velas no Natal, nos peditórios da Cáritas e do Banco Alimentar, e também têm tido a iniciativa de complementar os nossos cabazes na época de Natal e Páscoa. Este ano, no dia 1 de junho, doaram brinquedos às nossas crianças mais carenciadas.

Para estarmos ainda mais integradas na comunidade, fazemos parte do Conselho Geral do Agrupamento de Escola D. António de Ataíde e disponibilizamos os nossos préstimos para ajudar os alunos, as famílias com dificuldades, sinalizados pela diretora e docentes das diferentes escolas que fazem parte deste Agrupamento.

Temos tido a colaboração da Junta de Freguesia, na pessoa do Senhor Presidente, que nos ajuda sempre que possível. Durante os dois anos de pandemia, foi fundamental o transporte disponibilizado pela Junta para fazermos a entrega dos cabazes às famílias que se encontravam isoladas em casa, com COVID.

Com outras associações e coletividades, todos os anos, em setembro, à exceção dos dois últimos, devido à pandemia, participamos na comemoração da elevação da nossa terra a Vila, com um stand onde expomos as nossas atividades.

Temos tido o apoio anual da fábrica NEOQuímica, com a doação de alimentos no Natal. Em 2020, tivemos também o apoio da EDP com cabazes de alimentos, e em 2021 da Fidelidade. Em 2020, a fábrica ATRAL também nos deu um donativo para as nossas necessidades no apoio às famílias. A Cáritas Diocesana de Lisboa tem sido fundamental na ajuda, não só financeiramente, como na oferta de alguns produtos de higiene e de Tickets Restaurant, que usamos na aquisição de alimentos para complementarmos os cabazes mensais.

As principais dificuldades com que nos deparamos são o envelhecimento dos nossos voluntários e a não-renovação dos mesmos. Também o local de atendimento e de desenvolvimento do nosso trabalho não é de todo confortável, e é sempre cada vez maior a escassez de alimentos para fazermos face às necessidades das famílias que nos procuram.

Com fé e resiliência esperamos continuar a apoiar as muitas famílias que nos pedem ajuda, e desejamos que mais voluntários queiram abraçar esta missão de solidariedade.

texto e fotografias por Cáritas Paroquial de Castanheira do Ribatejo
A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
Acolhendo a Paz como dom de Deus, somos chamados a contruí-la, como tarefa permanente, em todos os...
ver [+]

José Luís Nunes Martins
Será que há um Deus capaz de dar fé a uns, mas a outros não? Será que somos nós que devemos inventar...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES