Domingo |
À procura da Palavra
Gratidão e oferta
<<
1/
>>
Imagem
DOMINGO XVIII COMUM Ano C

“Assim acontece a quem acumula para si,

em vez de se tornar rico aos olhos de Deus”.

Lc 12, 21

 

Ao contemplar a imensa beleza da criação,

e a singularidade da minha imagem refletida no rio…

O vento que faz bailar as folhas,

e os pés que deixam a marca dos passos na areia…

O chilrear dos pássaros multicolores,

e a doçura das palavras ditas e escutada…

O céu azul ou com noites estreladas,

e o pensamento que ganha asas até ao infinito…

Sinto, ó Deus, que toda a gratidão é pouca

para Te dizermos: “Obrigado pela vida!”

 

Ao olhar a agitação frenética do mundo,

e a sociedade do consumo que nos consome…

A felicidade fugaz das coisas,

e a produção de novas necessidades…

A acumulação gananciosa e egoísta,

e o esquecimento de próximos e distantes…

A ânsia de ter, de poder, de parecer,

e a solidão do amor aprisionado…

Lembro, ó Deus, que Tu dás o verdadeiro bem

e rezo: “Ensina-nos a darmos tudo!”.

 

Ao acolher a vida que é dom e compromisso,

e as coisas como bens para fazer bem…

Os sonhos que desinstalam,

e a ternura que envolve os gestos…

Os outros nas diferenças e originalidades,

e a festa de estarmos juntos…

A esperança comprometida com o futuro,

e a sabedoria iluminada do passado…

Renovo, ó Deus, esta humilde prece,

e peço: “Sejamos ricos aos teus olhos!”

P. Vítor Gonçalves
A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
No momento em que traço estas notas, o mundo anda em rebuliço: vastíssimos incêndios a ceifar vidas...
ver [+]

António Bagão Félix
Escreveu Miguel Torga na sua carta ao romancista e poeta brasileiro Ribeiro Couto (“Traço de...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES