Cultura |
Capella de S. Vicente
Reativar a prática musical de excelência ao serviço da liturgia
<<
1/
>>
Imagem

No passado dia 24 de julho, teve lugar a cerimónia de encerramento do ano letivo da Capella de S. Vicente. Neste evento, que teve lugar na Igreja de São Vicente de Fora e foi precedido por uma visita com música ao Museu do Patriarcado, foram atribuídos diplomas de excelência a todos os coralistas universitários e medalhas de mérito a quatro coralistas que concluíram o seu percurso académico. Para além de D. Manuel Clemente, Cardeal-Patriarca de Lisboa, e de vários elementos do clero lisboeta, estiveram presentes representantes de várias entidades que, de diversas formas, deram apoio a este projeto, como a Direcção-Geral do Património Cultural, Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, as câmaras municipais de Lisboa, de Mafra e de Miranda do Douro, a Agência Nacional Erasmus +, o Instituto Politécnico de Lisboa, a Fundação da Juventude, a Diocese de Bragança-Miranda, o Serviço Nacional de Música Sacra, a Irmandade da Misericórdia e de S. Roque, o Serviço de Música Sacra da Igreja de S. Roque, a Casa da Música Mirandesa, a Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra, a Junta de Freguesia da Misericórdia, a Voz do Operário, o Festival Estoril Lisboa e a ManzWine.

 

Com a formação base de oito coralistas universitários de diferentes áreas, que frequentaram estudos avançados de Música, a Capella de S. Vicente foi fundada em 2021 por João Vaz e Pedro Rodrigues e tem como missão contribuir para a reativação da prática musical de excelência ao serviço da liturgia. Ao longo do ano letivo que agora terminou, em parceria com o Patriarcado de Lisboa e com a Reitoria da São Vicente de Fora, o seu serviço musical desdobrou-se em três vertentes; missa dominical em São Vicente de Fora (aos quartos Domingos de cada mês), visitas com música no Museu do Patriarcado (com periodicidade trimestral) e concertos. O repertório escolhido para as celebrações atende escrupulosamente à liturgia do dia e incide especialmente na música litúrgica contemporânea (apresentando muitas vezes composições inéditas), havendo também espaço para o Canto Gregoriano e a polifonia portuguesa.

 

Este repertório variado proporciona à Capella de S. Vicente uma experiência ampla tanto no âmbito da adequação à liturgia de hoje, como no campo da interpretação historicamente informada. Esta experiência é transmitida aos coralistas – ao longo dos ensaios semanais – através dos diretores artísticos João Vaz e Pedro Rodrigues e do contacto regular com a Capella Patriarchal.

 

Em algumas ocasiões especiais, como o Concerto de Ano Novo do Patriarcado de Lisboa ou o concerto de encerramento do Festival Internacional de Órgão de Mafra, a Capella de S. Vicente apresentou-se numa formação alargada, integrando cantores profissionais oriundos da Capella Patriarchal (agrupamento fundado em 2006, pelo organista e musicólogo João Vaz, com o objetivo de redescobrir os tesouros da música sacra portuguesa) e pequenos cantores, cuja formação está a cargo de Pedro Rodrigues.

 

_____________


Site: www.capellas.pt (em atualização)

Facebook: www.facebook.com/CapelladeS.Vicente

Email: geral@capellas.pt

A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
No momento em que traço estas notas, o mundo anda em rebuliço: vastíssimos incêndios a ceifar vidas...
ver [+]

António Bagão Félix
Escreveu Miguel Torga na sua carta ao romancista e poeta brasileiro Ribeiro Couto (“Traço de...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES