80 anos do jornal Voz da Verdade |
Celebração dos 80 anos do jornal do Patriarcado
Continuar a ser a voz da Verdade
<<
1/
>>
Imagem

“Através de um olhar cristão do mundo que nos rodeia, o jornal da Diocese de Lisboa quer continuar esta missão ousada que lhe dá nome: ser a voz da Verdade”. A garantia foi dada pelo padre Nuno Rosário Fernandes, jornalista do semanário do Patriarcado, durante a Eucaristia, no passado dia 10 de Janeiro, que assinalou os 80 anos do jornal diocesano.

 

Na igreja de Nossa Senhora do Amparo, em Benfica, Lisboa, o padre Nuno Fernandes, em representação do director do jornal, D. Nuno Brás, lembrou a missão deste órgão de comunicação da Igreja. “Neste dia 10 de Janeiro, no ano 1932, nascia o semanário do Patriarcado de Lisboa, Voz da Verdade. Foi um jornal que, ao longo destes 80 anos, assumiu diversas formas, imagens e modos de comunicar. Mas, na sua essência está o querer ser a voz da Verdade que é Jesus Cristo”.

Na sua homilia, este sacerdote, que é também jornalista do semanário dominical, apontou o caminho de futuro do jornal: “Hoje, o jornal Voz da Verdade, procurando responder aos desafios que a própria evolução tecnológica coloca, quer ser a voz na Diocese de Lisboa, que promove a comunhão, que dá a conhecer experiências de fé, o testemunho de quem vive na procura da Verdade, de quem faz da sua vida um caminho de entrega diária ao serviço do Evangelho, na prática da caridade, no silêncio da oração, na simples, mas desafiante, presença no meio da sociedade”.

Esta celebração, que decorreu na paróquia de Benfica por ser uma das paróquias da diocese que mais jornais distribui semanalmente, quis recordar todos aqueles que, de alguma forma, ao longo destas oito décadas, colaboraram e ajudaram o jornal. “Dando graças a Deus por todos os que fazem parte da história deste jornal, queremos hoje confiar a Nossa Senhora, nesta igreja dedicada à Senhora do Amparo, esta missão levada a cabo por muitos. Que a exemplo de Maria, que nos comunicou o seu Filho, saibamos comunicar sempre o Evangelho, de forma criativa e actual, para o anunciar e levar cada vez mais longe”.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Erram os que pensam que o mistério da paixão e morte de Cristo é algo passado e que, portanto, não lhes diz respeito.
ver [+]

P. Nuno Amador
Quando as mulheres foram ao sepulcro de madrugada, o primeiro sinal que encontraram foi o túmulo vazio.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES