Visto do Rio |
Visto do Rio
A cruz é a resposta!
<<
1/
>>
Imagem

O tempo não para e estamos a menos de 90 dias da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Sinto que toda a preparação desta jornada está a encaminhar-se para um grande momento de encontro com Cristo.

 

Será pertinente muitos jovens ambicionarem esta jornada para aí colocarem diante do Senhor uma reposta quanto à sua vocação na Igreja e na Vida? Este convite foi feito pelo Papa Bento XVI na JMJ Madrid 2011 e até hoje está presente na minha vida. Não será certamente apenas na JMJ que o Senhor dará as respostas para a vida de milhares de jovens, mas este é certamente um “tempo ideal”. Toda a alegria e entrega que eu tenho testemunhado em torno da JMJ não tem uma explicação racional. Fica difícil, aos olhos do mundo, explicar o porquê de milhares de jovens depositarem todas as suas poupanças, energias e esforço, para se encontrarem com o Papa no Rio de Janeiro. Se é certo que a Europa mergulha numa crise económica, é também certo que vamos testemunhando mais milagres em torno dos jovens desse continente que se preparam para vir. Mesmo com muitas dificuldades, os jovens sabem o que querem e os que põem Cristo como prioridade das suas vidas surpreendem-se ainda mais.

Dizem por aqui que os estrangeiros que chegam para trabalhar nesta JMJ são aventureiros, por deixarem tudo para trás. São até daqueles aventureiros que compram apenas uma viagem de ida. Eu creio que, como cristãos, somos mais do que aventureiros e a nossa viagem de ida já está “comprada” desde o dia do nosso batismo. Abraçar a vontade de Deus vai para além de um simples bilhete só de ida. Na verdade, dizer “sim” ao Senhor vai para além de uma simples explicação. A ousadia não nos torna especiais no meio dos outros, mas sim privilegiados para Deus. Desde que cheguei ao Rio, tenho a certeza de que o Senhor vai escolhendo os mais débeis para os colocar ao serviço. Dá-lhes então todas as graças necessárias (e não necessariamente as que mais desejam) para fazer obras que nem os próprios imaginariam. E mesmo assim, continuo a ficar admirado por ver aquilo que Deus faz comigo e com outros que dizem “sim”.

Todas as atividades que antecedem a chegada da JMJ têm sido marcadas por uma profunda ansiedade e alegria. Tive a graça de visitar o Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Aparecida, em Aparecida, São Paulo, por ocasião da passagem dos símbolos da JMJ (a Cruz e o ícone de Nossa Senhora). Recordei-me do ano 2011 em que os mesmos símbolos passaram por Lisboa e também de todas as JMJ´s onde milhares de jovens confiaram, diante destes símbolos, os seus problemas, a sua vida, os seus futuros. Olhar para esta Cruz e para o exemplo de Maria tem sido a ousadia de muitos para deixar a sua “zona de conforto” e embarcar numa missão onde “só” sabem que o Senhor os espera.

Na passagem destes símbolos para o estado do Rio de Janeiro, onde permanecerão até à JMJ, fiquei ainda mais surpreendido ao ver uma grande multidão de jovens que aguardava calorosamente a sua chegada. Provavelmente nem todos saberão por onde a Cruz passou ou qual a sua história, mas certamente ninguém ficou indiferente à sua passagem.

A Cruz que agora permanecerá no Rio de Janeiro é um sinal forte para todos os que direta ou indiretamente trabalham para a JMJ. Olhar para ela é ter presente de que só por ali podemos tornar o nosso cansaço no descanso daqueles que procuram aproximar-se d’Ele. E isso é muito bom!

Dou graças a Deus por poder testemunhar de perto todos estes acontecimentos. No mês de Maria, que se aproxima, rezo e peço a oração de todos para que seja Ela a intercessora junto de Deus para que milhões de jovens possam encontrar na Cruz de Cristo as respostas sobre a sua vocação na Igreja e na Vida!

 

Filipe Teixeira (JMJ Rio2013)

filipe.tex@gmail.com

 

Contagem p/ JMJ

Hoje, 28 de Abril, faltam 86 dias para a JMJ

texto por Filipe Teixeira, no Rio de Janeiro
Na Tua Palavra
Ídolos vazios
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
O subtítulo de “Nós, os padres”, é algo despudorado: “11 padres confessam-se”!...
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
«O reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. Dorme e levanta-se, noite e dia, enquanto...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES