Visto do Rio |
Visto do Rio
Milagres
<<
1/
>>
Imagem
Passados oito meses de trabalho na organização da JMJ Rio2013, esta é a ultima crónica que vos escrevo antes de a JMJ terminar. Não vos faço ainda um resumo porque a semana da Jornada ainda estará para acontecer, mas quero partilhar convosco a alegria, no meio das tribulações, que tenho por ter servido a Igreja.


É verdade que quantas maiores são as graças, maiores as tentativas do demónio em destruir aquilo que foi feito para o bem. Estas últimas semanas foram de muita tribulação e batalhas, mas ganhámos sempre, não pelas minhas forças mas pelas forças do comandante desta barca. É a Ele e só a Ele a quem devemos esta Jornada Mundial da Juventude. A Sua pedagogia e paciência foram impressionantes. Do excesso Ele me esvaziou para que pudesse estar preparado para receber e contemplar as suas graças.

Em tudo Ele me mostrou como é possível segui-l’O, mesmo “no meio de lobos”. Se Ele é por nós, não haverá ninguém contra contra nós? Não vos falo de uma teoria aventureira mas de uma experiência verdadeira. O Senhor é mesmo muito bom!

A JMJ Rio2013 não pode ser vista, simplesmente como uma organização ou empresa. Na verdade, é muito mais do que isso porque aqui se trata da vida das pessoas. Se conhecêssemos as histórias de todos os jovens peregrinos que virão ao Rio de Janeiro, ficaríamos “paralisados” com tamanhas alegrias. De entre muitas das histórias, deixem-me partilhar uma que, para muitos de nós se tornou no rosto da Jornada.

Visitei o Perú no mês passado e estava longe de imaginar que na cidade de Lima encontraria uma história de como se constrói a Jornada e de como ela tem o poder para mudar a vida de muita gente.

Tínhamos uma visita marcada a um colégio que trabalha com jovens descapacitados fisicamente. Vi como o amor do Senhor não tem limites e comprovei que Ele se utiliza dos mais fracos e débeis para manifestar todo o seu amor. Conheci um local que foi feito à medida em que os milagres iam acontecendo, isto é, à medida em que o dinheiro foi aparecendo. Hoje, não por causa do dinheiro, mas por continuarem a acreditar na providência e no amor de Deus, será possível para treze jovens, descapacitados fisicamente, viajarem até ao Rio de Janeiro para aí apresentarem um musical no Festival da Juventude (durante a JMJ) que se chama “Yo Puedo”. O nome, numa primeira observação, pode parecer o resultado de uma tentativa piedosa em fazer acreditar que tudo é possível, mas o que eu vos digo é que esta tentativa é, sem dúvida, uma certeza.

Durante a preparação do musical, foi possível, para muitos, melhorarem o seu estado, bem para lá do que as razões médicas podem explicar. Não há nenhuma razão médica para uma jovem que nunca conseguiu mexer o braço, conseguir levantá-lo depois de começar os ensaios. Não há nenhuma razão para explicar que uma menina sem braços que nunca consegui comer sozinha, comece a fazê-lo com ajuda de uma prótese e quisesse de seguida ajudar os outros a comer, tal como fizeram antes com ela. Não há nenhuma razão para ver um jovem com muitas limitações a aprender falar (com excelente sotaque) Português sem nunca lhe terem pedido nada ou sequer terem dinheiro para pagar aulas para ele. É difícil compreender as palavras de um jovem ao dizer que “não existem limitações para nada. A única limitação que se pode ter é na alma”

Concluo, por isso, que este Deus não é racional no que toca ao Amor. Para Ele, “a medida do amor é amar sem medida", tal como nos dizia Santo Agostinho.

São estes jovens o rosto de uma Jornada Mundial da Juventude, são eles o exemplo do que o encontro com Cristo pode fazer. Para este Deus não há limites. É isto que o encontro com Cristo traz – a mudança de vida! Quantas outras histórias, isto é, milagres estão a acontecer por todo o mundo?

É por ver estes milagres, que o Senhor já está a fazer com muitos jovens, que fico muito grato a Deus por tudo!

Aos meus amigos, aos meus afilhados, mas em especial à minha família, desculpem a ausência de oito meses mas o Senhor tinha que trazer este coração de pedra até ao Brasil para aqui lhe mostrar o Seu amor.

Termino, pedindo a vossa oração pela JMJ Rio2013 e pelos “vasos de barro” que transportam a boa-nova e que querem responder ao apelo de Jesus - “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19).

 

Filipe Teixeira

JMJ Rio2013

filipe.tex@gmail.com

 

______________


Crianças peruanas com deficiência física estrelam musical na JMJ

 

Um grupo formado por 13 crianças peruanas com deficiência física, a maioria em cadeiras de rodas, será uma das atrações do Festival da Juventude da JMJ Rio2013. Protagonizado por alunos do colégio La alegría en el Señor de Lima, Peru, o musical “Yo puedo” transmite a mensagem de esperança, superação e amor à vida.

 

O projeto é uma iniciativa das irmãs da congregação Servas do Plano de Deus. Elas contam que nos sete meses de ensaios muitas crianças tiveram progressos significativos na recuperação. Um dos meninos, que tinha os braços paralisados, passou a mexê-los durante os ensaios.

“Estamos muito contentes de poder apresentar esta obra na JMJ. Eu creio que é um milagre. É um milagre que a obra seja realizada por tudo que ela implica, por todo esforço exigido; é um milagre maior, no entanto, que eles possam estar na JMJ”, diz Ir. Elizabeth Sanches.

A viagem para participar do Festival da Juventude da JMJ Rio2013 será a primeira de avião das crianças. Devido aos poucos voos adaptados, eles precisarão viajar separados em diversos horários durante dois dias.

“No começo eu não me sentia tão inspirado, mas pouco a pouco fui me dando conta que podia dar muito mais. Por isso eu me inscrevi pela segunda vez para participar do musical. E quando eu entrei, surpreendi a mim mesmo por minha capacidade. Agora só tenho dois sonhos. Um é mostrar que um deficiente pode fazer muito. E o meu sonho pessoal é conhecer o Papa e mostrar também a ele o que todos deficientes podem fazer”, conta André, um dos protagonistas do musical.

“É tão bonito como os jovens realizam seus sonhos, como dançam, como se movem, como surpreendem, que nos ensinam que não há nenhum limite para nada. Eu queria ir para a JMJ e me parece muito melhor ir assim”, diz Davi, de 17 anos que atua com os jovens deficientes no musical.

 

Fonte: www.rio2013.com

 

______________


Caixa - contagem p/ JMJ

Hoje, 21 de Julho, faltam 2 dias para a JMJ Rio2013! Oremos!

Na Tua Palavra
De que nos havemos de gloriar?
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1 – A Teresinha está a ajudar o “tio” a colocar as compras na passadeira da caixa do supermercado.
ver [+]

P. Duarte da Cunha
Há já muitos anos que se tem visto que aos poucos a maneira de compreender a vida e até o modo de estar diante dos desafios da vida estão a mudar.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES