Juventude |
Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil
A unidade na diversidade
<<
1/
>>
Imagem

O Conselho Diocesano de Pastoral Juvenil (CDPJ) reuniu-se no passado dia 26 de Outubro. Estiveram presentes cerca de 25 representantes de Movimentos Juvenis e Equipas Vicariais da Diocese de Lisboa, sob a presidência de D. Manuel Clemente.

 

Num primeiro momento, D. Manuel Clemente, apresentou, a partir de Gaudium et Spes 31, uma reflexão acerca das várias vertentes da pastoral juvenil e das implicações que a acção dos agentes têm na formação humana e espiritual dos jovens que cruzam o seu caminho – ter a palavra certa, estar presente e agir para que os jovens não se percam, como ovelhas sem pastor, mas tragam para fora o bem que têm e o desenvolvam em Cristo. “O grande aliado da pastoral juvenil é o coração humano”, observou o Patriarca de Lisboa.

A pastoral juvenil tem de “fazer” pessoas, não só gente culta, mas com forte personalidade, mas sempre sem perder de vista o objectivo de reproduzir em cada um a dimensão filial e fraterna de Jesus Cristo, que alargou a relação que tinha com o Pai aos outros. Mas em muitos aspectos estamos longe de atingir essa meta – gasta-se tempo em papéis e projectos, entretemos demais e convertemos de menos e passa para segundo plano a educação na oração cristã, o sentido de viver com os outros e para os outros.

No final, um desafio do nosso Bispo: que não passe este ano pastoral sem que cada grupo ou Movimento da nossa Diocese cresça mais na atenção ao próximo.

Foram ainda apresentados e comentados os resultados de um inquérito efectuado no último CDPJ sobre os desafios e objectivos do trabalho pastoral com os jovens, problemas ligados ao actual contexto que se vive, sugestões para melhorar a interacção entre os agentes de pastoral juvenil, entre outros.

Um dos objectivos deste Conselho é trilhar um caminho de comunhão diocesana entre as várias realidades que se dedicam à evangelização dos jovens no Patriarcado de Lisboa e, desta forma, gerar um crescimento no acolhimento recíproco e na procura de soluções conjuntas para as necessidades e desafios actuais da Pastoral Juvenil.

O CDPJ terminou com a apresentação do Programa anual de actividades do Serviço da Juventude para 2013-2014 e com a marcação da próxima reunião do Conselho para o dia 14 de Junho de 2014.

 

______________


Ecumenismo – Fórum Ecuménico Jovem reuniu em Lamego: Convite a permanecer em Cristo

 

No passado dia 9 de novembro, o seminário maior da Diocese de Lamego recebeu cerca de 300 jovens das igrejas Católica Romana, Lusitana, Metodista e Presbiteriana para o XV Fórum Ecuménico Juvenil (FEJ).

Sob o tema “Permanecei em Cristo” (Jo, 15,7) a parte da manhã foi preenchida pelo conhecimento reciproco das diversas realidades eclesiais, através da partilha de cada igreja presente.

A parte da tarde foi dedicada ao aprofundamento do tema. Em primeiro lugar com uma catequese do Bispo da Igreja Católica Romana, D. António Couto, Bispo da Diocese de Lamego. Partindo das palavras de Jesus “Eu sou a videira” (Jo 15, 7) convidou os presentes a fazerem uma viagem, atravessando dois textos do antigo testamento, o salmo 80, que intitulou a autobiografia de Israel ou a tribulações de uma videira, e o Texto de Isaías (5, 1-7) que intitulou o cântico da vinha ou a história de um amor não correspondido.

Depois os jovens participaram em workshops e terminaram o dia com uma celebração, onde se viveu, de forma particular, a unidade no ecumenismo.

 

foto por João Cláudio Fernandes

 

______________


Uma nova proposta para os jovens da Diocese de Lisboa: Terça.com Caridade e Serviço

 

No passado mês, os habituais encontros de jovens “terça.com” tiveram um momento especial. A proposta foi dedicar um dia aos que estão mais afastados, àqueles a quem o Papa Francisco apelidou de convidados VIP da Igreja. A Ana Margarida conta-nos como foi viver este dia.

 

“Porque não?” Foi o que pensei quando vi o convite para a Terça.com Caridade e Serviço que se iria realizar no dia 29 de Outubro, na Casa de Saúde do Telhal. Já tinha participado em outras Terça.com, mas este novo modelo foi uma novidade para mim.

Ao fim de um dia de faculdade encontrei-me com mais 10 jovens que, tal como eu, aceitaram o desafio. O Sr. Fernando, um dos dois assistentes espirituais da Casa de Saúde, recebeu-nos com um enorme sorriso que preenchia qualquer pessoa que ali chegasse e explicou-nos um pouco da história e serviço prestado pela instituição. Seguidamente deu-nos uns quantos conselhos práticos (e não só) para quando estivéssemos em contato com os doentes. O conselho que mais me impressionou foi o de sermos verdadeiros com as pessoas com quem íamos contactar e para não aceitarmos tudo por parte delas pelo simples facto de serem doentes, porque aquelas pessoas também são verdadeiras connosco, ou seja, se gostarem de nós mostram-no entusiasticamente mas se não gostarem da conversa não hesitam em verbalizar isso mesmo e deixar-nos ali a falar sozinhos.

Munidos destes preciosos conselhos fomos divididos, em grupos de dois ou três elementos, pelas unidades de Psicogeriatria, Santo António, Santo Agostinho e São Rafael.

Assim que cheguei à unidade de Santo António fui recebida, sem reservas, por um utente que me abraçou energicamente e me perguntou o nome. A unidade de Santo António é uma unidade de internamento de longa duração, onde se encontra quem tem uma doença ou deficiência psiquiátrica grave e, em alguns casos, com dificuldades em realizar muitas das suas atividades diárias. Ali há pessoas que fazem da Casa de Saúde do Telhal a sua casa há mais de 20 anos!

Conversámos um pouco com quem ia passando e nos abordava, mas o tempo não foi muito para conversar. Como estávamos próximos da hora do jantar, encaminhámo-nos para o refeitório. Ajudámos, em conjunto com os utentes, a pôr as mesas e a distribuir a refeição – uma tarefa difícil, uma vez, que estávamos sempre a ser chamados para conversar. Foi-nos pedido se podíamos ajudar a dar o jantar a quem tinha dificuldades. Com eles fizemos as limpezas ao refeitório e à sala de estar no final da refeição. Alguns prontamente perguntaram-me: “Então quando é que voltas?”, respondi, com alguma tristeza, que não sabia. A verdade, é que fiquei com vontade de voltar. Talvez seja um desejo um pouco egoísta porque, no fim de contas, sinto que demos muito pouco (só tivemos a conversar e a ajudar com as refeições e limpezas…) e que recebemos muito! Pelo menos eu recebi! Aqueles que lá encontrei são pessoas que necessitam de afeto, que ficam felizes apenas com a nossa visita e com o nosso sorriso, que se dão completamente naquilo que são e que apenas nos pedem isso mesmo, que nos dêmos verdadeiramente sem barreiras, sem estigmas, trazendo para a relação com eles tudo aquilo que somos, tanto o bom como o mau.

Muitos dos frutos desta experiência ainda não os conheço, mas sei que gostaria de lá voltar.

 

Terça.com – o que é?

São encontros destinados aos jovens da Diocese de Lisboa e é promovido pelo Serviço da Juventude, Pastoral Universitária e pela Pastoral Vocacional. Proporcionam um verdadeiro convite a uma paragem para a oração, partilha e reflexão, no meio das semanas agitadas que todos vivem.

Aqui ficam as datas dos próximos encontros, sempre às 21h30, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima (Avenida de Berna). Não é necessário inscrição; basta aparecer.

19 Novembro: terça.com Namorados

26 Novembro: terça.com Fé e Cultura

Convidado: Tomaz Morais; Tema: “O céu é o limite? A superação do limite e os limites da superação”.

 

Calendário completo e mais informações sobre estes encontros em: www.tercas.weebly.com

 

______________


Foram escolhidos os temas das próximas Jornadas Mundiais da Juventude

O Papa Francisco anunciou os temas das três próximas edições da Jornada Mundial da Juventude. Estes marcarão as etapas do itinerário de preparação espiritual que durante três anos conduzirá à celebração internacional com o Sucessor de Pedro prevista para Cracóvia (Polônia) em julho de 2016.

- XXIX Jornada Mundial da Juventude, 2014 "Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu" ( Mt 5,3)

- XXX Jornada Mundial da Juventude, 2015 "Felizes os puros de coração, porque verão a Deus" ( Mt 5,8)

- XXXI Jornada Mundial da Juventude, 2016 (Cracóvia) "Felizes os misericordiosos, porque encontrarão misericórdia" ( Mt 5,7)

Os três temas, extraídos das Bem-aventuranças do Evangelho. No Rio de Janeiro, o Papa Francisco pediu aos jovens, "de todo coração", que lessem novamente as Bem-Aventuranças para delas fazer um concreto programa de vida: "Olhe, leia as Bem-Aventuranças, que lhe farão bem!"

textos pelo Serviço da Juventude do Patriarcado de Lisboa
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Continuamos a ler os Atos dos Apóstolos, e a acompanhar Paulo e Barnabé no seu percurso: «Naqueles...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
A dor não é uma desgraça, mas uma experiência de amor que, ao unir-nos ao sacrifício de Cristo na Cruz, nos aproxima dos irmãos.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES