Entrevistas |
Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima
Uma presença de serviço junto a Maria
<<
1/
>>
Imagem

O presidente da Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima entende que a associação só existe para servir a Mãe de Deus. Em entrevista ao Jornal VOZ DA VERDADE por ocasião dos 90 anos desta associação, José António dos Prazeres Santos, que é servita desde 1983 e presidente desde 2012, realça ainda a aposta no rejuvenescimento que tem sido feito pelos servitas.

 

A Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima está há 90 anos junto de Nossa Senhora. Que presença é esta?

É uma presença de serviço. A associação só existe para servir, não é para se servir do Santuário de Fátima, nem das instituições que lá estão. Servir Nossa Senhora! Foi isso que Ela nos pediu. Não vamos ao santuário com a finalidade de estarmos em destaque, mas para servir. E isto tem sido uma luta muito grande que eu tenho tido, porque presenciei pessoas que em certas alturas gostavam de se colocar perto das câmaras ou perto disto e daquilo para aparecer. Quando começam as peregrinações aniversárias, na noite de dia 12 com a procissão das velas, até ao regresso de Nossa Senhora à Capelinha, no dia 13, após o almoço, passa tudo pela nossa mão, graças a Deus. O santuário sempre reservou isso e ainda recentemente, numa reunião com o reitor do santuário, o padre Carlos Cabecinhas me disse que sem os servitas eles não conseguiam trabalhar e que a Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima faz parte do santuário.

 

Essa presença concretiza-se de que forma?

De maio a outubro, estamos todas as semanas presentes em Fátima. Aos fins-de-semana estamos na parte do posto de socorros e lava-pés, com uma equipa de cerca de 10 servitas. Nos dias 12 e 13, com as peregrinações aniversárias das aparições, a equipa costuma ter 200 pessoas!

 

Como começou a associação?

Quando a associação foi fundada, por D. José Alves Correia da Silva, em 1924, os primeiros servitas começaram por acolher os peregrinos e ajudar nas celebrações. O desejo era ter uma associação de hospitaleiros semelhante à do Santuário de Lourdes.

 

Qual é o perfil dos atuais servitas?

Em Portugal somos perto de 420 servitas, dos quais cerca de 280 a trabalhar. Os restantes já ultrapassaram a idade dos 70 anos e estão num regime especial. Temos desde o homem do campo até ao doutor engenheiro… somos todos leigos, homens e mulheres. Há servitas em todo o país, havendo inclusivamente um espanhol, sendo que porventura metade dos servitas são de Lisboa. Os estatutos dizem que nós, servitas, devemos servir dentro da Igreja em tudo: na paróquia de cada um, uns servitas são catequistas, outros colaboram noutras áreas da pastoral, mas praticamente todos estão integrados na vida das suas paróquias.

 

Qual a importância da Mensagem de Fátima na vida de um servita?

A Mensagem de Fátima na vida de um servita é essencial! Porque quando pegamos naquilo que a Jacinta, o Francisco e a Lúcia experienciaram, e quando refletimos sobre isso, vivemos com grande importância o saber perdoar, acolher e servir…

 

Que momentos marcantes destacaria destes 90 anos, em especial no Santuário de Fátima?

Todos os meses das aparições são marcantes! Cada mês tem uma coisa sempre diferente da outra. Sempre. Até a cura de uma espanhola já me passou pela mão. Estava a fazer serviço na admissão de doentes e ela não andava até que de um momento para o outro levantou-se da cadeira de rodas e começou a andar. Entre as visitas papais, destacam-se as de João Paulo II, que esteve três vezes em Fátima e cujas presenças deram muito trabalho.

 

E entre as visitas da Imagem de Nossa Senhora de Fátima a Lisboa?

Desde logo, a procissão pelas ruas de Lisboa durante o Congresso Internacional para a Nova Evangelização, em 2004. Foi uma multidão nunca vista! Antes disso, no ano 2003, o Terço Vivo, no Estádio Nacional, de homenagem aos 25 anos de papado de João Paulo II e que contou também com a presença da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima.

 

Anseiam a presença do Papa Francisco em 2017, no Centenário das Aparições?

Claro que sim! Do Papa Francisco ou do seu sucessor. Já estamos inclusive a preparar essa visita. Vamos pedir a Nossa Senhora que nos acompanhe e nos ajude nestes três anos que faltam.

 

Que desafios para a Associação dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima?

Rejuvenescer a associação. Trazer juventude, homens e mulheres, de qualquer zona do país, que estejam dispostos a fazer cinco anos de formação, para depois fazerem o juramento e tornarem-se servitas de Nossa Senhora de Fátima. 

 

________________


Boletim

O último número do Boletim dos Servitas de Nossa Senhora de Fátima é dedicado aos 90 anos (1924-2014) da Associação.

Informações: boletim@servitasdefatima.org

  

________________


“A família é a base da sociedade”

O Arcebispo de Goa e Damão, na Índia, presidiu à peregrinação aniversária de outubro das aparições de Fátima, enaltecendo o papel da família na promoção de “uma cultura da vida”. Considerando, na celebração de dia 13, que o conceito de família está em causa, D. Filipe Neri Ferrão referiu: “Basta a família cristã ser um pouco de fermento para ser um sinal luminoso da presença de Cristo e do Seu amor aqui na Terra”, sublinhou. Na noite do dia 12, na abertura da peregrinação, o prelado pediu a Nossa Senhora de Fátima proteção para o povo português.

entrevista por Diogo Paiva Brandão; fotos por Arlindo Homem
A OPINIÃO DE
Pedro Vaz Patto
De entre as muitas mensagens que recebi sobre a pandemia do Covid-19, uma reteve especialmente a minha...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Onde está a Igreja nesta guerra mundial, que é a pandemia do coronavírus? Está, como sempre esteve, na...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES