Na Tua Palavra |
D. Nuno Brás
Nada justifica a violência

Todos os dias têm morrido, às mãos dos radicais islâmicos, várias centenas de cristãos e de muçulmanos, na Síria, no Iraque e noutros países do mundo, com frieza, maldade, fanatismo e violência. Não apenas num dia mas, infelizmente, ao longo de há tantos anos a esta parte. Os seus jornais são silenciados, as suas igrejas queimadas, as suas vidas destruídas.

Todos os dias morrem, vítimas do aborto, tantas crianças inocentes que não chegam a ver a luz. E tantas outras violências marcam o nosso quotidiano.

Sobre todos eles impera o silêncio de quem desvia o olhar como se nada fosse.

dias, morreram 12 jornalistas. Eram europeus e jornalistas. O seu jornal era blasfemo em relação à de cristãos, muçulmanos ou qualquer tipo de religião. Mas eram europeus e jornalistas. E o mundo indignou-se porque nada, absolutamente nada, justifica aquele acto. Nada justifica a frieza, a maldade, o fanatismo, a violência. Nada, rigorosamente nada. E, muito menos se realizado em nome de um deus – um deus criado nas mentes perturbadas daqueles que o inventam. Nada, nem sequer a blasfémia pode justificar a morte de alguém.

E, do mesmo modo, nada justifica a blasfémia, a ofensa ao outro nas suas convicções mais profundas. Nem a arte nem a liberdade.

E nada, absolutamente nada, justifica o silêncio diante da morte de tantos inocentes. Nada, absolutamente nada pode justificar o silêncio das conveniências internacionais e os anos que já passaram com a passividade de Estados, organizações internacionais, meios de comunicação social.

Nada, absolutamente nada justifica que andemos todos a viver de consciência tranquila como se nada fosse. Esperemos que todo este movimento criado a propósito da morte daqueles 12 jornalistas possa ser um grito de atenção para todos os outros que sofrem violência.

A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Há dias, o Cardeal D. José Tolentino Mendonça afirmou no Seminário do Instituto Camões sobre Cooperação...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Todos os anos, a Igreja católica prepara-se para a festa da conversão de São Paulo, a 25 de Janeiro,...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES