Vocações |
Desafia Papa Francisco
Igreja em Portugal precisa de jovens que deem resposta a Deus
<<
1/
>>
Imagem

O Papa considera que “a Igreja em Portugal precisa de jovens capazes de dar resposta a Deus que os chama, para voltar a haver famílias cristãs estáveis e fecundas, para voltar a haver consagrados e consagradas que trocam tudo pelo tesouro do Reino de Deus, para voltar a haver sacerdotes imolados com Cristo pelos seus irmãos e irmãs”.

 

As afirmações, proferidas a 7 de setembro, no Vaticano, foram diretamente dirigidas aos bispos da Conferência Episcopal Portuguesa que participaram na visita “ad limina”.

“Precisamos de conferir dimensão vocacional a um percurso catequético global que possa cobrir as várias idades do ser humano, de modo que todas elas sejam uma resposta ao bom Deus que chama”, vincou Francisco.

Referindo-se ao “vazio na oferta paroquial de formação cristã juvenil pós-Crisma”, o Papa expressou a sua preocupação pela “debandada da juventude, que tem lugar precisamente na idade em que lhe é dado tomar as rédeas da vida nas suas mãos”.

“Perguntemo-nos: a juventude deixa, porque assim o decide? Decide assim, porque não lhe interessa a oferta recebida? Não lhe interessa a oferta, porque não dá resposta às questões e interrogativos que hoje a inquietam? Não será simplesmente porque, há muito, deixou de lhe servir o vestido da Primeira Comunhão, e mudou-o? É possível que a comunidade cristã insista em vestir-lho?”, questionou Francisco.

 

Como responder aos desafios

O Sector de Animação Vocacional do Patriarcado de Lisboa vai responder a estes desafios com um programa para 2015/16 composto por mais de 60 atividades, distribuídas entre as que se realizam pontualmente e as que acompanham o calendário mensal.

Entre estas, destaca-se a continuação da iniciativa “Terça.com”, que visa aprofundar percursos específicos de resposta ao chamamento de Deus: vocação para rapazes (primeira terça-feira do mês), vocação para raparigas (na segunda terça-feira), para namorados (terceira) e, para todos, uma sessão que cruza a Palavra bíblica, a fé e a cultura (quarta terça-feira).

No primeiro sábado do mês reúne-se o Grupo Mais Além 2, destinado a raparigas do 12.º ano de escolaridade e universitárias, organizado graças à colaboração dos institutos de vida consagrada feminina.

Ao nível das iniciativas anuais, a equipa de Animação Vocacional assume, nos dias 31 de outubro e 2 de abril, a organização dos encontros de animadores paroquiais das vocações, com oração, catequese e partilha.

Também ao nível da transmissão de conteúdos, a agenda prevê a realização de dois encontros de formação vocacional, a 21 e 22 de fevereiro, bem como entre 30 de abril e 1 de maio.

A anteceder as datas das ordenações diaconais e presbiterais no Patriarcado de Lisboa, no primeiro domingo do Advento e no domingo mais próximo da solenidade dos apóstolos São Pedro e São Paulo, o Sector prepara vigílias de oração, marcadas para 27 de novembro e 24 de junho.

O Grupo Mais Além 1, constituído por raparigas que frequentam o 9.º, 10.º e 11.º ano de escolaridade, reúne-se a 17 e 18 de outubro, 13 e 14 de fevereiro e, ainda, 14 e 15 de maio.

Este projeto conta com a animação de membros de institutos de vida consagrada feminina, que também colaboram com o Sector de Animação Vocacional do Patriarcado nos campos vocacionais para raparigas, que decorrem de 19 a 22 de dezembro, na Casa do Oeste (Luzeiro de Natal), 12 e 15 de março, no mesmo local (Luzeiro de Páscoa), e 13 a 17 de julho, em espaço a definir (Luzeiro de Verão).

Uma das componentes mais importantes na pastoral vocacional é a animação das próprias comunidades e famílias cristãs para a alegria de viver a vida da fé em atitude vocacional: escutar a voz de Deus e responder-lhe, dia a dia, segundo a sua vontade, a qual se concretiza de modo diferente na vida de cada um. Neste sentido, pensamos constituir equipas de visita às comunidades, para nos encontrarmos com jovens e adultos, crianças e idosos, pais e catequistas e outros animadores juvenis. Tais equipas serão constituídas por sacerdotes e seminaristas animadores do Pré-Seminário, juntamente com consagradas e outras animadoras do Sector de Animação Vocacional; a programação destas visitas será feita por combinação entre o Pré-Seminário, o Sector de Animação Vocacional e as comunidades cristãs que as queiram receber.

O programa destes encontros, que valoriza o testemunho dos pré-seminaristas e a sua disponibilidade para responderem às perguntas e inquietações colocadas por adolescentes e outros membros da paróquia, inclui encontros específicos com jovens, bem como com pais e catequistas, a par da participação nas Eucaristias.

Além destas atividades, o Sector da Animação Vocacional assinala o Dia dos Seminários, a 15 de novembro, que conclui a Semana respetiva, e o Dia do Consagrado, a 2 de fevereiro, enquadrado pela Semana que acontece entre os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

O Dia Mundial de Oração pelas Vocações, a 17 de abril, precedido por uma Semana de reflexão, a Festa da Família (8 de maio), o Dia de Oração pela Vida Contemplativa (22 de maio) e a Jornada de Oração pela Santificação dos Sacerdotes (3 de junho) vão ser igualmente datas a celebrar.

O planeamento da equipa do Sector de Animação Vocacional compreende, ainda, a participação no Fórum das Vocações, organizado pela Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios, a 23 e 24 de outubro, e o encerramento do Ano da Vida Consagrada, a 2 de fevereiro.

 

 

_____________


Animação Vocacional nas Famílias e Comunidades Cristãs

 

Refere-nos o Santo Padre:

(…) Hoje a nossa proposta de Jesus não convence (…) Infelizmente o pensamento dominante actual (…) tem dificuldade em aceitar o conceito de vocação, no sentido alto de um chamamento que chega à pessoa vindo do Criador do seu próprio ser e vida.

 

Pois bem:

- Sacerdotes, consagrados e leigos, damos testemunho, nas comunidades, de um vivo e fecundo encontro pessoal com Cristo?

- Nas comunidades, ensinamos a escutar a voz de Deus e ajudamos a discernir a resposta? Ou ensinamos, apenas, a decorar Jesus e a pronunciar o Pai-Nosso?

- De que nos vale o número de jovens na catequese e em preparação para o Crisma se esse número não aprendeu a escutar e a dar resposta ao Bom Deus que chama?

- Aumento de famílias não estruturadas? Investimos no acompanhamento vocacional dos jovens ou contentamo-nos com bons profissionais cristãos?

- Nós procuramos sacerdotes, consagrados e consagradas mas Deus ainda aguarda uma resposta de quem não foi ensinado a escutar… Mais uma vez, ensinamos a escutar?

Eis a resposta do Santo Padre: “Precisamos de conferir dimensão vocacional a um percurso catequético global que possa cobrir as várias idades do ser humano, de modo que todas elas sejam uma resposta ao bom Deus que chama”.

 

Como?

Apostando numa pastoral vocacional presente e fecunda nas comunidades e na formação de animadores paroquiais das vocações. No dia 31 de outubro, o sector de animação vocacional da Diocese de Lisboa aguarda os vossos animadores.

 

Fonte: Discurso do Papa Francisco aos Bispos da Conferência Episcopal de Portugal em visita "Ad Limina Apostolorum", Sala Clementina, 7 de Setembro de 2015

  

_____________


Fórum das Vocações

Dias 23 e 24 de Outubro, a começar pelas 18h e a terminar também pelas 18h, para animadores vocacionais, juvenis e catequistas, em Fátima, dinamizado pela Comissão Episcopal Vocações e Ministérios.

Informações sobre o programa e inscrições em breve em www.vocacoesxpto.net

textos pela Pastoral das Vocações do Patriarcado de Lisboa
A OPINIÃO DE
Pe. Alexandre Palma
A ecologia parece um assunto novo. Ampliado pelo actual sobressalto ambiental, o termo e o tema determinam hoje muito da nossa agenda pública.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
De entre os episódios de violência e perseguição contra cristãos, têm vindo em particular evidência nos últimos tempos os ocorridos na Nigéria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES