Especiais |
iVangelho apresenta novidades
Interpretar e desmistificar o Evangelho pela internet
<<
1/
>>
Imagem
Video

Este Domingo I do Advento marca o relançamento do iVangelho, um ‘projeto digital de evangelização’ que nasceu na paróquia de Monte Abraão. As novidades passam pelo redesign do logótipo, as reflexões feitas por leigos e pela versão multi-idioma. Ao Jornal VOZ DA VERDADE, a equipa recorda como tudo começou e aponta os novos desafios que, potenciados pela internet, passaram a ser de âmbito mundial.

 

Nasceu numa paróquia, na Diocese de Lisboa, e hoje é visto em ‘quase’ todo o mundo. Assim se pode sintetizar os cerca de dois anos do projeto iVangelho. Começou na ‘sala polivalente’ da paróquia de Monte Abraão, “com um lençol branco no fundo, e com as limitações próprias de falta de luz, contraste e falta de espaço”, como lembra ao Jornal VOZ DA VERDADE Pedro Jesus, coordenador do projeto. A internet aumentou-lhes a velocidade de propagação da mensagem e, hoje, nem conseguem saber com exatidão a quantas pessoas chegam os vídeos das dezenas de padres que, semanalmente, “interpretam e desmistificam” o Evangelho e lançam um desafio. “A ideia que está presente desde o início é de traduzir, para linguagem atual, o Evangelho de cada Domingo. Começámos por tentar resolver uma dificuldade que sentia no meu grupo de catequese: fazer passar para os adolescentes, que se preparavam para o Crisma, uma interpretação semanal do Evangelho”, conta Pedro Jesus.

 

Novos desafios

O Domingo I do Advento marca o início de um novo ano litúrgico e, com ele, o projeto da paróquia do Monte Abraão, na Vigararia da Amadora, renova-se e pretende responder a outros problemas e desafios que são agora mais abrangentes. “Passámos do âmbito paroquial para o ‘quase’ mundial. O público agora é um pouco diferente e pretendemos dar uma imagem um pouco mais profissional. Não de algo ‘caseiro’, mas olhar para o que se faz lá fora e ver como podemos fazer semelhante”, aponta Pedro Jesus.

Das novidades que são apresentadas, destacam-se a introdução de diálogos nos vídeos, a versão multi-idioma (que chegará na Quaresma e que vai permitir chegar a novos públicos) e as reflexões apresentadas por leigos. Segundo explica ao Jornal VOZ DA VERDADE o padre Abel Ferreira, pároco de Monte Abraão, esta última novidade vem acentuar mais o desafio proposto: “Na introdução dos leigos na reflexão, procuramos que exista alguma ligação concreta ao modo de vida de cada um, de forma a enriquecer a experiência. Esse é o grande desafio: mostrar o que o Evangelho diz a cada um, através da sua concretização prática”.

 

Surpresas

Os resultados das métricas disponibilizadas pelas plataformas onde estão alojados os vídeos e o site são “muito animadoras”, segundo os responsáveis pelo projeto, mas o resultado real vai ficando demonstrado em algumas surpresas que apontam para um extrapolar dos resultados. “Temos um universo de pessoas a quem não sabemos que chegamos. Sabemos que existem, pelo menos, dois colégios em Lisboa que passam os nossos vídeos todas as semanas. Um deles, sempre que nos atrasamos na divulgação, que é feita habitualmente à quinta-feira, avisa-nos, porque o vídeo serve de oração da manhã do dia seguinte. Mais recentemente, soubemos até que existe uma Missa com crianças da catequese, nos Açores, que é animada com o vídeo do iVangelho. As surpresas são todos os dias!”, refere, satisfeito, Pedro Jesus, que também apresentou alguns números (ver caixa) deste ‘projeto digital de evangelização’. “Percebemos que não é um trabalho para nós, é um trabalho para os outros. E por isso, quanto mais longe pudermos chegar, melhor”, aponta.

 

Em equipa

Desde janeiro de 2013 que este projeto se encontra a ser desenvolvido na paróquia de Monte Abraão, mas foi na Páscoa de 2014 que tomou uma dimensão extra paroquial. No primeiro episódio, no Domingo de Páscoa desse ano, o convite para a reflexão foi feito ao Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente. “O nosso Patriarca é um homem cheio de coragem e aceitou fazer o primeiro episódio!”, lembra, sorridente, o padre Abel, que é também o responsável por formalizar o convite aos sacerdotes que fazem a reflexão semanal. “No início convidámos padres de Lisboa, não só diocesanos mas também religiosos, que conhecia pessoalmente. Depois fomos convidando padres de fora da diocese”, refere o sacerdote.

Da equipa fazem parte, para já, sete elementos (ver foto) que trabalham desde a coordenação até à montagem do estúdio e transcrição dos textos. Além do padre Abel Ferreira e de Pedro Jesus, que faz a gravação e edição dos vídeos, Tiago Rodrigues e Ricardo Barata,  na função de assistentes de produção, garantem que a sala da paróquia esteja preparada para a gravação. Pedro Cachaldora foi o responsável pela construção do site (www.ivangelho.com) e gere atualmente a atualização dos vídeos do iVangelho na internet. A sua namorada, Catarina Marques, é quem faz a legendagem dos vídeos. A transcrição dos desafios e dos comentários dos sacerdotes é feita pela Elisabete Figueiredo.

Em equipa, no início de cada ano litúrgico, planeiam-se os cerca de 60 episódios que serão necessários gravar. Neste número, estão incluídos todos os Domingos, Solenidades, Quarta-feira de Cinzas e Quinta e Sexta-feira Santa. “Depois de tudo listado e identificadas as leituras, são listados os padres. Sempre que possível, são atribuídos quatro Evangelhos a cada sacerdote, que serão depois publicados espaçados entre eles”, explica Pedro Jesus.

 

Transpor o Evangelho para a vida

Pouco tempo após a chegada à paróquia de Monte Abraão, em 2012, o padre Abel deparou-se com a dificuldade que acabou por ter resposta no iVangelho. “Na catequese paroquial tínhamos de desmistificar, ou traduzir por linguagem atual, o Evangelho de cada Domingo. Começámos com uma gravação simples e caseira”, com a reflexão a ser feita pelo pároco, e só uns tempos mais tarde foi alargado o convite a outros padres. “Só uma pessoa a fazer isto ficava uma coisa muito caseira e até com pouco interesse”, justifica o padre Abel, lembrando-se, com alegria, da sua “inexperiência inicial” que o levou a ter que gravar 13 vezes o primeiro vídeo de apresentação do projeto.

Como catequista, Pedro Jesus sentia que os jovens que se preparavam para receber o sacramento da Confirmação tinham “pouco hábito de oração”. “A melhor forma de ajudar a ultrapassar isso era começar as sessões de catequese com uma oração, que era o Evangelho desse Domingo... mas explicar o Evangelho a jovens entre os 12 e 16 anos nem sempre é fácil e há alguns Evangelhos que são mesmo difíceis de transpor para as suas vidas. É complicado explicar-lhes como é que no dia-a-dia aquele Evangelho se aplica nas suas vidas e qual a resposta de Jesus aos seus problemas”, lembra o coordenador do iVangelho.

O projeto nasceu e “foi-se espalhando por outros grupos da paróquia”, num ambiente e estilo “muito paroquial”, categoriza Pedro Jesus. Depois surgiu a ideia de publicar os vídeos no YouTube (www.youtube.com/iVangelho) e o projeto “foi começando a desenvolver-se por aí”, recorda.

 

Estar onde estão as pessoas

Numa recente apresentação do projeto iVangelho ao clero da Diocese de Lisboa, que esteve reunido em Jornada Sinodal, o padre Abel apresentou este projeto como “uma ferramenta que temos disponível e ao serviço da catequese e dos grupos de jovens, que utiliza uma linguagem simplificada, com desafios que sejam concretos e que possam ser executados, fazendo sentido na vida dos mais novos”, descreve, justificando que “não se trata de uma aula de teologia”.

Dos seus colegas sacerdotes e de religiosas chegam “ecos muito positivos” e que mostram que o problema que deu origem ao iVangelho é também o problema sentido por muitos no seu apostolado. “Há uns dias encontrei uma religiosa, ligada ao ensino, que me veio dar os parabéns. Ela contou-me que tinha um problema que era tentar, no seu colégio, uma solução eficaz para que os diretores de turma explicassem o Evangelho às crianças. Segundo a religiosa, a partir do momento em que apareceu o iVangelho, isso ficou resolvido”, relata o padre Abel.

Para o futuro, o padre Abel Ferreira está convencido de que a “falta de recursos financeiros” será um desafio para o projeto que “tem sido feito com a generosidade das pessoas envolvidas”. No entanto, está seguro de que este projeto responde aos desafios do Papa Francisco para toda a Igreja. “Estar onde estão as pessoas. É uma Igreja de portas abertas. Para os adolescentes e jovens, pode funcionar como um chamariz porque andam à procura de qualquer coisa... e encontram... encontram algo cujo produto final até tem bom aspeto, tem conteúdo e pode chegar a quem está mais longe, na internet, onde toda a gente pode consultar, desfrutar e ser tocada no coração, de forma a provocar a conversão”, deseja o sacerdote.

  

__________________


Alcance

Os vídeos disponibilizados online (www.ivangelho.com) contam com cerca de 80.000 visualizações, somando quase 200.000 minutos. Cada vídeo tem, em média, 600 a 800 visualizações, sendo que 80% dessas visualizações provém de Portugal, 10% do Brasil e a restante percentagem é dividida por mais de 20 países. 

 

__________________


O iVangelho com leigos

A partir deste Domingo I do Advento (29 de novembro), e ao longo do ano litúrgico, o iVangelho irá apresentar um redesign do logótipo, um novo site, a introdução de diálogos nos vídeos e também as reflexões apresentadas por leigos. Na Quaresma, está prevista a versão multi-idioma.

  

__________________


APP Missas em Lisboa com vídeos do iVangelho

No início do próximo mês de dezembro, a atualização da APP ‘Missas em Lisboa’, disponível para smartphones iOS e Android, terá disponível a funcionalidade de visualização dos vídeos semanais do iVangelho.

 

__________________


A equipa que produz o iVangelho (Foto 2)

Da esquerda para a direita: Tiago Rodrigues, padre Abel Ferreira, Ricardo Barata, Pedro Jesus, Pedro Cachaldora, Catarina Marques e Elisabete Figueiredo.

texto por Filipe Teixeira, fotos por Filipe Teixeira e iVangelho
A OPINIÃO DE
Pe. Alexandre Palma
A ecologia parece um assunto novo. Ampliado pelo actual sobressalto ambiental, o termo e o tema determinam hoje muito da nossa agenda pública.
ver [+]

Pedro Vaz Patto
De entre os episódios de violência e perseguição contra cristãos, têm vindo em particular evidência nos últimos tempos os ocorridos na Nigéria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES