Missão |
Proposta da FEC para o Advento
“Caminhar ao encontro de Jesus… manter o olhar no irmão que sofre”
<<
1/
>>
Imagem

Todos os anos, ao preparar o nosso Natal, este tempo de caminhar e esperar alegremente por e em Jesus, somos desafiados a centrar a nossa atenção no que é essencial.

 

Essa é, muitas vezes, uma tarefa dificultada por todas as solicitações, inquietações, dificuldades que temos de enfrentar em cada dia, nas nossas casas, nas nossas famílias, nos nossos empregos… E, olhar para fora de nós, dos nossos próprios mundos é, muitas vezes, acrescentar uma dificuldade a todas as que já enfrentamos.

O Papa Francisco interpela-nos, diariamente, a ser cristãos mais comprometidos e de portas abertas para acolher os irmãos. Esta é uma atitude difícil de ter, principalmente porque enquanto seres humanos temos receio de acolher o desconhecido, temos preconceitos, temos um conjunto de impedimentos que nos obrigam a ponderar sempre uma série de condicionantes antes do acolhimento ao outro que sofre e que é na sua origem, raça, crença, cultura, língua ou religião, diferente de nós. Não nos podemos sentar e rezar sem nos arder o coração pelas provações por que passam os nossos irmãos, que muitas vezes vivem mesmo ao nosso lado.

 

Ensina-nos a cuidar da nossa Casa Comum

Nos tempos que vivemos é cada dia mais urgente que se faça uma paragem e uma reflexão sobre as questões relacionadas com o ambiente, o cuidado da nossa “casa comum” como é designada pelo Papa Francisco. Questões como o nosso contributo para o desenvolvimento global e para o cuidado que temos com o meio ambiente, no nosso dia-a-dia, os pequenos gestos e o nosso compromisso enquanto cristãos no cuidado diário da casa que partilhamos com os nossos irmãos, que temos como dever cuidar, preservar e promover esta casa que é de todos. Neste Advento (tempo de espera, preparação, esperança e compromisso) sugerimos a vivência em quatro etapas, sustentando-nos da liturgia proposta para cada domingo deste tempo e tendo como interpelação de fundo “Ensina-nos a cuidar da nossa Casa Comum”.

 

Cristãos comprometidos e atentos

Neste caminho de Advento, somos provocados e desafiados a ser cristãos mais comprometidos e atentos, empenhados em tornar não apenas o nosso pequeno mundo, mas sim este mundo enquanto aldeia global em que vivemos, um lugar mais justo, fraterno e aberto. Mais do que sugerir propostas de ação para este Advento, queremos catalisar um tempo de reflexão profunda na vida de cada um e na vida em sociedade. As bases de partida para esta reflexão são as leituras próprias da liturgia do Advento, sobre as quais apresentamos diferentes meditações a partir de diferentes perspetivas leigas e consagradas que se podem tornar luz neste tempo tão especial. Trata-se de um percurso em quatro etapas – os quatro Domingos do Advento. Para cada etapa sugere-se uma dimensão do encontro com este Deus amor. Com os olhos e o coração na liturgia de cada domingo de Advento, a FEC quer ser também canal de (re)nascimento em cada coração, lançando o desafio de quatro reflexões, quatro olhares, de leigos e consagrados, para ajudar nesta caminhada até ao coração deste Deus que é todo Ele amor!

 

_____________


O percurso do Advento 2015 pode ser consultado em: www.fecongd.org

texto por Catarina António, FEC – Fundação Fé e Cooperação
A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Se há característica que identifica o Cristianismo e os Cristãos, desde há 2000 anos, é o seu interesse pela vida Pública.
ver [+]

Tony Neves
O Papa Francisco, na Mensagem para o Dia Mundial da Paz, apresenta os três caminhos que conduzem à...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES