Família |
Familiarmente
Ser família é…
<<
1/
>>
Imagem

Convidámos alguns casais da nossa Diocese a refletir sobre o que é para si ser família. Partilhamos as suas ideias…

 

Ana e Artur: “Ser família é começar a construir uma casa com outra pessoa. É sermos o pilar um do outro, para sustentar o teto.”

 

Raquel e Bernardo: “Ser família é um desafio permanente. (…) A nossa natureza faz com que sejamos egoístas. Mas é também da nossa natureza, enquanto Filhos de Deus, vivermos mais o Amor. (….) Não há casal que sobreviva sem aquelas 3 coisas que o Papa pede – sem saber pedir perdão/desculpa, sem saber dizer obrigada e sem saber pedir com licença/se faz favor.” “Não há sociedade, comunidade, país, sem famílias. A família é semente. No nosso caso de famílias cristãs, é onde é lançado o 2bichinho” do amor por Jesus.” “Ser família é aquilo que mais nos realiza. Se a família não vai bem, o mundo não vai bem.”

 

Lúcia e Guilherme: “Ser família começa com o casamento – entre nós os 2 e com Deus.”

 

Mafalda e João: “Ser família é ser Comunidade. É expandir o nosso lar para fora e poder contar com os outros para constituir a nossa família.”

 

Maria José e João: “A família para nós é a base de tudo, é a base da sociedade. É onde se concentram as aprendizagens, a troca da afetividade, onde se ensina a partilha…Tudo. É a base. Não me imagino sem as várias famílias que me foram dando origem – os meus pais, os meus avós, os meus bisavós. É uma ideia que só poderia vir de Deus!”

 

Maria e Salvador: “Ser família é uma vida que começa a dois, com tudo o que isso implica, os filhos, os anos de vida, tudo isso.”

 

Raquel e Marcos: “A família é o lugar onde podemos viver de forma mais profunda o amor de Deus e onde o podemos também transmitir aos nossos filhos. A família é a nossa âncora.”

 

Clara e Pedro: “Ser família é viver em conjunto (…), comunicar uns com os outros, passar tempo juntos, conversar sobre tudo – as coisas boas e as coisas más – e seguir o caminho que Deus tem para nós.”

 

E para si, o que é ser família? Deixe o seu testemunho no nosso Facebook!

 

___________

 

Este domingo, 8 de Maio: Festa da Vida e da Família

 

É já neste Domingo, dia 8 de Maio de 2016, celebraremos a Festa da Vida e da Família (Jornada Diocesana da Família). A Festa decorrerá na Casa do Gaiato (Santo Antão do Tojal), sob o tema "Viu-o e encheu-se de compaixão" (Lc 10,33).

 

Este ano o Departamento da Catequese associa-se a esta celebração. Os adolescentes do 8º volume da catequese de toda a Diocese são convidados a celebrar a Festa da Vida na manhã de dia 8, na Escola João Vilaret no Infantado (Loures), e a participar na Festa da Família durante a tarde desse dia.

 

Programa da Festa

10h00: Acolhimento

10h30: Oração da manhã

11h00: Feira Familiar

13h00: Piquenique

14h00: Animação Musical e Testemunhos

16h30: Eucaristia com celebração das bodas matrimoniais

 

Feira Familiar

A partir das 11h estão disponíveis muitas atividades na Feira Familiar. Poderão, por exemplo, visitar a Quinta Pedagógica, participar nos jogos tradicionais e no Geocaching. Podem também visitar os stands informativos e o espaço de oração, participar num dos workshops ou assistir à apresentação de um livro. Haverão também atividades específicas para os mais novos.

 

Workshops

- Apreciação da fertilidade (Associação dos Enfermeiros Católicos);

- "A misericórdia na ligação emocional com os filhos" (Família e Sociedade);

-  “Como viver as obras da misericórdia na família” (CENOFA);

 - “O que é a Vida Eterna?” (Comunidade Emanuel);

- "A política como misericórdia" (Federação Portuguesa pela Vida);

- "Sinais de alerta no vida do casal" (Movimento das Famílias Novas - Focolares);

- Encontro Mundial das Famílias em Filadélfia - um testemunho (Elsa e Ricardo Irédio - SNPF);

-  “A fé em Família” (Equipas de Nossa Senhora);

-  “Comunicação na vida do Casal” (Encontro Matrimonial);

-  “Comunicar em família” (Equipa da Pastoral da Família da Vigararia de Sintra).

- Apresentação de um livro para crianças: “As minhas orações” (Booksmile);

- Apresentação do livro “A família gera o mundo” - catequeses do Papa Francisco sobre a família (Paulus);

 

Celebração das bodas matrimoniais

Todos os casais da Diocese que celebram 10, 25 e 50 e mais anos de casamento ao longo do ano 2016 são convidados a celebrar as Bodas Matrimoniais durante a Eucaristia da Festa da Vida e da Família.

 

Atividade de preparação – Dezenas de Famílias

Desafiamos as famílias da nossa Diocese a construir uma dezena do Rosário, e participar de uma novena pelas Famílias: 9 dias de oração pelo bem da Sua e de todas as famílias da Diocese.

A dezena construída servirá de suporte à oração da Sua família durante a novena e deverá ser levada para a Eucaristia da Festa da Família, onde será benzida e oferecida a outra família. Cada dezena deverá ser acompanhada por um boletim indicando “Dezena feita pela família….” e “Pedimos que rezem por…”.

Queremos construir uma corrente de oração. A Igreja é uma grande família de famílias!

 

___________


Última Catequese Preparatória para a Festa da Família: A Festa

 

Para melhor preparar a Festa da Família temos proposto algumas catequeses do Papa Francisco, que podem servir de base à oração familiar ou à reflexão em grupos. Hoje destacamos uma catequese sobre a Festa, proferida em 12 de agosto de 2015.

 

Diz-nos o Papa Francisco que fazer festa é muito importante! A festa é um dom de Deus. É essencial parar e dedicar tempo à contemplação e à fruição daquilo que foi bem feito! Tal como Deus descansou e contemplou a sua obra de criação, também nós somos convidados a ter um olhar amoroso e agradecido sobre a vida e a nossa colaboração com a obra criadora de Deus.

Segundo o Papa, “a família é dotada de uma competência extraordinária para compreender, orientar e promover o valor autêntico do tempo da festa”, pois os ritmos desregrados, por excesso de euforia ou de trabalho, são penalizadores do ser humano. Na verdade, a festa cristã não é indolente ou ébria. A alegria cristã brota de um coração agradecido pelas bênçãos que recebe – ela não depende dos nossos sucessos, das nossas riquezas, da nossa saúde mais ou menos débil, mas do reconhecer em cada situação e condição a mão de Deus que nos protege e acolhe.

A festa maior para os cristãos é a Eucaristia dominical, que “leva à festa toda a graça de Jesus Cristo: a sua presença, o seu amor, o seu sacrifício, o seu fazer-nos comunidade, o seu estar connosco... E assim cada realidade recebe o seu pleno sentido: o trabalho, a família, as alegrias e as dificuldades de cada dia, mas também o sofrimento e a morte; tudo é transfigurado pela graça de Cristo.”

Ciente da importância e beleza de fazer festa em família, a Igreja de Lisboa propõe a todas as famílias que se reúnam no domingo, dia 8 de maio, para celebrar a festa da Vida e da Família. Gozemos juntos a alegria de sermos famílias cristãs, enraizadas em Cristo!

 

texto por Catarina Luís Fortes

 

Poderá ler a catequese na íntegra em https://goo.gl/VnTtzx

 

___________


Comentário ao Relatório final do Sínodo dos Bispos (nº52 a 55): A família e a Igreja

 

Igreja e Família andam de mãos dadas, como um homem e mulher que passeiam apaixonados.

É um dom poder ter uma Família que está envolvida em algo maior que ela, que é a Família Igreja.

É muito importante a Igreja para a Família e a Família para a Igreja.

O que torna uma relação forte e segura, é o seu nível de compromisso.

Não que deixe de ter dificuldades por esse facto (embora ajude a ter menos), mas sim porque quando elas aparecem, temos a graça de termos algo seguro para nos levantarmos.

Muitas vezes, para além do casamento, temos de facto um compromisso com a Igreja e com a respectiva comunidade cristã, que de facto é algo baluarte da nossa vida.

Sentirmos pertença de algo maior que a minha família, faz-nos lembrar que pertencemos a algo ainda maior: Deus.

É missão da Igreja acompanhar situações, que infelizmente, culminam na separação do casal.

Quando isto é uma realidade, é importante garantir que tudo se fará para minimizar os danos próprios e colaterais.

É preciso, uma vez que o casal já não funciona como tal, assegurar que cada um não se destrua pessoalmente, bem como garantir que os filhos vão sofrer o menos possível. A Igreja àqueles que participam na sua vida de forma imperfeita, deve-lhes apresentar um caminho. Primeiramente de conversão, para ajudando-os, possam no futuro tomar uma escolha mais consciente e coerente.

Devemos pois acolher e acompanhar, independentemente da situação que nos "bata à porta".

A forma que melhor podemos aplicar, em casos de profunda dor familiar, é a Misericórdia, neste que é o Ano da Misericórdia.

E a Misericórdia é o anunciar a verdade com a alegria do amor.

Ou seja, nunca devemos deixar de dizer o que Jesus nos ensinou. Essa é a verdade é só a verdade salva.

Agora a forma como anunciamos e falamos da verdade é que é determinante para não perdermos a pessoa.

Daqui que quando falamos, tem que ser sempre com amor, pois nas situações onde há maior dor, o que as pessoas mais sentem falta é do amor que preenche: é do Amor de Deus.

 

texto por Bruno e Sofia de Jesus

 

___________


Próximas atividades


Formação de Agentes da Pastoral Familiar

O 3º e último módulo da formação tem como tema "Exemplos de Pastoral Familiar". Decorrerá no dia 28 de Maio de 2016, no Turcifal.

 

Retiro para Famílias – 18 e 19 de Junho

Nos dias 18 e 19 de Junho realiza-se um retiro para famílias sobre o tema A alegria de ser família, inspirado na nova exortação apostólica do Papa Francisco: A alegria no amor. Neste retiro, realizado em ambiente familiar, pretende-se reunir pais, filhos e avós. Todas as gerações são bem vindas e é graças ao seu convívio, na riqueza própria de cada idade, que este retiro é uma oportunidade imperdível. Podem inscrever a vossa família em http://familia.patriarcado-lisboa.pt.

textos pela Pastoral Familiar de Lisboa
A OPINIÃO DE
P. Manuel Barbosa, scj
1. Em setembro de 2008, cerca de 800 pessoas de todas as Dioceses de Portugal participaram em Fátima...
ver [+]

José Luís Nunes Martins
A vida é feita de inúmeras perdas. Todos os dias o nosso caminho segue enquanto há algo que temos de deixar para trás.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES