Na Tua Palavra |
D. Nuno Brás
Caminho em comum

Não basta que cada um reze por sua conta, pense por si e depois expresse aos demais as suas conclusões por mail. É óbvio que tudo se pode fazer desse modo. Tanto mais que as novas tecnologias ditas “da comunicação” permitem uma troca de informações quase instantânea, o que facilita o processo.

O facto, no entanto, é que “fazer caminho em conjunto” não é o mesmo que cada um fazer um percurso por si mesmo e, no fim, juntar os resultados de todos. O percurso em conjunto faz-se em conjunto. O Sínodo diocesano de Lisboa, reunido de 30 de Novembro a 4 de Dezembro na Casa de Espiritualidade do Turcifal, junto de Torres Vedras, mostrou isso mesmo.

Certamente: foi essencial o trabalho dos muitos grupos, pessoas e instituições que, durante dois anos, leram a Exortação Evangelii Gaudium e sugeriram o modo de a aplicar e viver no concreto da nossa diocese. Mas daí não surgiu – não poderia surgir – uma vontade comum: apareceram sugestões isoladas, mais ou menos repetidas (e isso é importante). Contudo, não foi “caminho em conjunto”.

Como é óbvio, da reunião do Sínodo diocesano não surgiu nenhuma novidade. Mal seria. A única novidade que os cristãos têm para dar ao mundo é a pessoa de Jesus Cristo, tal como Ele próprio se deu (e não como nós por vezes o queremos reinventar). Tem 2000 anos mas continua a ser a única verdadeira novidade. Tudo o resto são apenas diferenças, mais ou menos pequenas, do velho mundo, sempre rotineiro e sempre à procura de encontrar por si a salvação.

Mas espero que daquele Sínodo que marcará a história da nossa diocese de Lisboa, da sua oração comum e do seu pensar como um todo tenha saído também um querer comum que possa abrir caminhos para o anúncio do Evangelho à diocese que somos neste século XXI. É um dever dos cristãos, um direito dos homens e mulheres que connosco partilham a cidade.

A OPINIÃO DE
Isilda Pegado
1. Somos hoje, e desde há várias décadas, confrontados com leis e comportamentos que criam fraturas...
ver [+]

P. Duarte da Cunha
São cada vez mais as pessoas que perguntam o que é específico da fé cristã. Sobretudo à volta da época do Natal.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES