Editorial |
P. Nuno Rosário Fernandes
A Páscoa que acontece e dá vida
<<
1/
>>
Imagem

Celebrar a Páscoa é celebrar a passagem da morte à vida, a Ressurreição de Jesus Cristo que, morto na Cruz para dar a vida por nós, ao terceiro dia, ressuscita para que possamos fazer a experiência da vida, em abundância. “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10, 10). Trata-se de uma vida nova, livre da escravidão do pecado e da morte, porque Jesus na Cruz livra-nos do pecado e vence a morte. Uma morte que tantas vezes nos afasta dos outros, de Deus e até de nós próprios, porque vivemos encerrados na nossa própria vida e não somos capazes de acolher a Vida e dar vida. Por isso, celebrar a Páscoa é também a oportunidade para ser vida.

Trazemos esta semana exemplo do que significa acontecer a Páscoa na vida de quem pode estar ‘morto’. O apostolado desenvolvido pela instituição ‘O Ninho’, que está a celebrar o seu cinquentenário, é testemunho do acontecer dessa passagem da morte à vida, trazendo ou devolvendo vida a quem, por qualquer motivo, a possa ter perdido. A Páscoa não são os ovos ou os coelhos, os folares ou as bôlas, mas é manifestação do amor de Deus que não abandona o seu povo e que, depois de caminhar com ele pelo deserto – e são tantos os desertos da vida –, o faz chegar à Terra Prometida para uma vida nova. Antes de chegarmos à Páscoa, precisamos de passar pela Cruz, acolher e amar a Cruz, naquilo que são ou podem ser os nossos sofrimentos, as nossas angústias, as nossas dores. Mas amando e aceitando a Cruz, que é a Cruz que o próprio Cristo carregou e onde padeceu para dar a vida por nós, alcançamos também nós uma vida de santidade em plenitude. A Cruz não é lugar de morte, mas de vida oferecida para uma vida maior, por um amor maior.

Ao longo deste ano pastoral temos vindo a trazer, até si, em vídeo e com transcrição neste jornal, o testemunho de muitos leigos, sobretudo, do que significa viver a Palavra de Deus e como esta é vivida, também com a Cruz. O ‘Bible Challenge – o desafio da Bíblia’, é uma iniciativa do nosso jornal, realizado em parceria com a Paulus Editora, e tem difusão nos nossos canais nas redes sociais (Facebook e YouTube) e também no canal de televisão católico ‘Angelus TV’. É uma forma diferente de falar da Palavra de Deus, através do testemunho que temos vindo a provocar. Vamos percebendo que os intervenientes que são desafiados sentem o peso da responsabilidade do testemunho, mas agradecem-nos por isso mesmo, porque obriga a testemunhar. Contudo, é preciso que este testemunho tenha a oportunidade de chegar a todos. Embora este seja um desafio no âmbito do tema do ano pastoral da nossa diocese, ‘Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a fé’, o testemunho da Palavra vai mais longe do que isso. Agradecemos, por isso, à Paulus Editora pela parceria que tem tido connosco, e à ‘Angelus TV’ que nos solicitou autorização para a sua difusão e assim faz chegar mais longe, fazendo entrar por muitas casas, a Palavra de Deus vivida.

Desta forma, e pelo testemunho da Palavra, também pode acontecer Páscoa na vida. Não fechemos os nossos corações e sejamos instrumentos para que possa acontecer Páscoa na vida de cada um, porque o Senhor já viveu a sua Páscoa por nós. Santa Páscoa para todos.

 

Editorial, pelo P. Nuno Rosário Fernandes, diretor

p.nunorfernandes@patriarcado-lisboa.pt

Na Tua Palavra
O “lado certo” do progresso
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
«A Anunciação a Maria» de Paul Claudel (1868-1955), traduzida para português por Sophia de Mello Breyner...
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Decididamente, a história de São Marcos Kitien Siang não é comum. De certo modo, este toxicodependente...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES