JMJ Lisboa 2022 |
Lisboa recebe a Jornada Mundial da Juventude em 2022
“O protagonismo é dos jovens”
<<
1/
>>
Imagem
Video

“A próxima Jornada Mundial da Juventude vai decorrer em Portugal”, revelou o prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, cardeal Kevin Joseph Farrell, no final da Missa de envio da JMJ Panamá 2019. No regresso a Lisboa, após participação na JMJ, o Cardeal-Patriarca garantiu que, em 2022, “vai ser uma Jornada dos jovens para os jovens”.

 

Quando a palavra “Portugal” foi pronunciada, às 14:43 horas do passado Domingo, 27 de janeiro, foram audíveis e visíveis manifestações de alegria dos cerca de 300 portugueses presentes no Campo São João Paulo II, no Panamá. Bandeiras portuguesas ao vento, braços no ar, abraços entre os jovens. Era o final da Missa de envio da JMJ no Panamá e, junto ao altar, o Papa cumprimentava o Cardeal-Patriarca, D. Manuel Clemente, e também D. Joaquim Mendes, Bispo Auxiliar de Lisboa, e dez jovens do Serviço da Juventude do Patriarcado, de t-shirt verde vestida e segurando a bandeira lusitana, faziam festa.

O anúncio de que Lisboa vai receber a próxima JMJ foi também acompanhado, neste país da América Central, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, e pelo presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, que em conferência de imprensa desejou que a capital portuguesa organize, em 2022, “as maiores, melhores e mais vibrantes Jornadas Mundiais da Juventude”.

No final da celebração no Panamá, o Cardeal-Patriarca disse acreditar que a Jornada Mundial da Juventude que Lisboa vai organizar em 2022 “será um motivo de beleza, de coisa construtiva que nos fará bem a todos”. “Lisboa, a cidade de onde partiu tanta coisa, voltará a ser um cais de embarque, desembarque e retorno. É uma cidade de todos para todos”, acrescentou D. Manuel Clemente, em conferência de imprensa. Já o presidente da autarquia lisboeta garantiu que é com “imensa alegria e grande orgulho” que “a capital vai reunir milhões de jovens de todo o mundo, unidos pela sua fé e pelos seus valores da dignidade humana”. Fernando Medina lembrou que Lisboa “é uma cidade aberta, que acolhe pessoas de todo o mundo e se afirma pela liberdade”.

 

Jovens, os grandes protagonistas

Dois dias depois do anúncio de que Lisboa vai receber a JMJ em 2022, o Cardeal-Patriarca foi recebido em clima de festa, no aeroporto de Lisboa, e manifestou o desejo de que os jovens sejam os protagonistas da próxima Jornada Mundial da Juventude. “O grande objetivo é corresponder a esta disponibilidade juvenil, de que temos aqui uma pequeníssima amostra, mas que de tantas maneiras me tem chegado e já me ‘empurrava’ a mim e aos meus colegas bispos neste sentido. Não podia ser de outra maneira. Há aqui um ponto muito importante e que vem muito na sequência do último Sínodo dos Bispos sobre os jovens: o protagonismo é deles. Isto não vai ser uma Jornada organizada pelos bispos para os jovens, vai ser uma Jornada dos jovens para os jovens e que nós apoiamos, mas que é deles”, frisou D. Manuel Clemente, aos jornalistas, na chegada do Panamá, na tarde da passada terça-feira, 29 de janeiro.

O grupo de jovens que recebeu o Cardeal-Patriarca no aeroporto foi mobilizado pelo Serviço da Juventude de Lisboa, e fez-se ouvir durante largos minutos, entoando, entre outros, um dos gritos mais ouvidos na JMJ: ‘Esta é a juventude do Papa’. D. Manuel Clemente confessou que o seu “coração está muito contente e com muita vontade de corresponder” ao entusiasmo dos jovens católicos portugueses. “Em termos mundiais, confessionais ou não, não há nada desta dimensão. Por vezes, as jornadas têm atingido mais de dois milhões de jovens de todo o mundo e quem participa encontra uma variedade conjugada de disposição juvenil para fazer um futuro melhor muito grande e era isso que os bispos portugueses queriam proporcionar a Portugal”, sublinhou o Cardeal-Patriarca, na chegada a Lisboa, lembrando que esta iniciativa da Igreja vai ‘mexer’ com todo o país. “Terá a beleza da cidade e das cidades, porque as jornadas propriamente ditas realizam-se numa semana, com o Papa nos últimos dias dessa semana, mas começa muito antes e isso vai acontecer em todo o país, com variadíssimas atividades que eles proporcionarão aos jovens que vêm de toda a parte. Dos cinco continentes que encontrei no Panamá, há muita vontade de vir, mas Lisboa aguentará este embate porque, certamente, é uma coisa que ultrapassará os dois milhões”, considerou D. Manuel Clemente. “Vamos fazer à portuguesa, com aquelas notas que nos caraterizam em termos de acolhimento”, assegurou o Cardeal-Patriarca de Lisboa, a propósito da organização da JMJ Lisboa 2022.

 

Novo site JMJ Lisboa 2022

http://jmj.patriarcado-lisboa.pt

 

_____________


Vídeo promocional da JMJ Lisboa 2022: “Sejam bem-vindos”

Poucos minutos depois do anúncio de que Portugal vai receber a Jornada Mundial da Juventude, em 2022, a Câmara Municipal de Lisboa divulgou um vídeo promocional onde dá as boas vindas aos jovens de todo o mundo. Disponível no endereço http://bit.ly/videojmjlisboa2022, o vídeo tem início com diversas imagens da capital portuguesa e também de jovens, percorrendo a cidade. “Sejam bem-vindos a Portugal, jovens de todo o mundo!”, diz então o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Segue-se o Primeiro-Ministro, lembrando que “há séculos que Portugal constrói pontes de amizade entre povos e entre culturas”. “Gostamos de receber quem nos visita. Gostamos de acolher quem quer viver entre nós. Sejam bem-vindos a Portugal”, conclui António Costa. Já o presidente da autarquia lisboeta, Fernando Medina, destaca que “Lisboa é uma cidade alegre e vibrante”. “Vamos receber-vos a todos com grande alegria em 2022. Bem-vindos a Lisboa”, salienta. O vídeo termina com uma mensagem do Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente: “Em 2022 estaremos juntos em Lisboa, com o Papa Francisco, celebrando a fé e enviando ao mundo uma mensagem de paz e de esperança”.

 

_____________


JMJ Lisboa 2022 no Parque Tejo

A Jornada Mundial da Juventude 2022 vai realizar-se no Parque Tejo, na margem norte do Rio Tejo, junto ao Mar da Palha, em Lisboa. A informação foi revelada pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa, durante a conferência de imprensa no Panamá. D. Manuel Clemente diz que esta é a localização “mais que provável” para o evento. “O Rio Tejo, quando chega a Lisboa, faz um ‘mar’, a que chamamos o Mar da Palha. Tem esta circunstância especial: o respetivo perímetro é praticamente o perímetro do Mar da Galileia, por onde Jesus andou”, referiu o Cardeal-Patriarca. “Melhor não podia ser”, acrescentou.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, a zona foi escolhida por ser “muito bem servida do ponto de vista de acessibilidades”. Com vias ferroviárias e rodoviárias junto ao terreno e a somente cinco quilómetros do aeroporto, o “amplo terreno” é o sítio escolhido para receber os peregrinos em 2022, salientou Fernando Medina. O terreno compreende o Parque Tejo, um parque urbano ribeirinho com cerca de 90 hectares, junto à Foz do Trancão, inserido na Freguesia do Parque das Nações, mas gerido pela Câmara de Lisboa, devendo a JMJ ocupar também uma zona do concelho de Loures.

texto por Diogo Paiva Brandão; fotos por Filipe Teixeira e JMJ Panamá 2019
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
Guilherme d'Oliveira Martins
Pode dizer-se que as Bem-Aventuranças correspondem a um dos textos centrais da civilização moderna....
ver [+]

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
No passado dia 11 de Fevereiro, festa de Nossa Senhora de Lourdes, completaram-se doze anos sobre o...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES