Lisboa |
Dia de São Jorge reúne 5200 ‘escutas’ da Região de Lisboa nas Caldas da Rainha
Escuteiros convidados a redescobrir “a beleza da comunidade cristã”
<<
1/
>>
Imagem

Os escuteiros da Região de Lisboa foram desafiados a levar a “alegria e a força” da juventude às paróquias. O Dia de São Jorge, nas Caldas da Rainha, reuniu, no dia 28 de abril, mais de 5200 ‘escutas’.

 

“Redescobri a beleza da comunidade cristã, apesar das suas fragilidades e caminhai com ela, levai-lhe a alegria e a força da vossa juventude. Não há comunidades perfeitas, nem paróquias perfeitas, assim como não há famílias perfeitas, nem cristãos perfeitos. Somos todos discípulos em caminho, em conversão permanente, ajudando-nos uns aos outros a conhecer melhor o Senhor, a reconhecer os sinais da sua presença, a crescer na fé e a abraçar a missão que Ele nos dá de sermos sinais e portadores do seu amor no mundo, testemunhas da sua misericórdia”, frisou D. Joaquim Mendes, Bispo Auxiliar de Lisboa, na Eucaristia final.

No Parque Dom Carlos I, nas Caldas da Rainha, a Região de Lisboa do CNE celebrava o Dia de São Jorge, patrono dos escuteiros, e a homilia do Bispo Auxiliar focou-se na importância da comunidade cristã. “É na comunidade que encontramos Jesus ressuscitado que nos liberta e nos transforma; nos cura da incredulidade, nos consola na tristeza e nos dá força para seguir adiante sonhando com um horizonte sempre novo.  Ele vive e isso é uma garantia de que o bem se pode tornar o caminho da nossa vida, e de que as nossas fadigas servirão para alguma coisa”, apontou ainda D. Joaquim Mendes.

 

“Jesus não desiste de nós”

‘LISPOWER – Academia do Poder’ foi o tema do São Jorge deste ano, que decorreu no dia 28 de abril, Domingo da Divina Misericórdia. De manhã, após a cerimónia de abertura, tiveram início as atividades de secção, que terminaram pelas 15h30. A I Secção, dos Lobitos, desenvolveu toda a sua atividade no Parque D. Carlos I, enquanto as restantes secções (Exploradores, Pioneiros e Caminheiros) saíram à descoberta das Caldas da Rainha. “Por mais que tenhamos traído Jesus como Pedro e o tenhamos abandonado como os onze apóstolos; por mais que nos afastemos dele com medo de sermos identificados e apontados como seus discípulos, seus amigos, Jesus ressuscitado não nos abandona, não desiste de nós. Ele está presente e vem ao nosso encontro para nos devolver a esperança e nos ajudar no caminho da fé”, assegurou o Bispo Auxiliar de Lisboa, aos cerca de 5200 escuteiros que participaram no São Jorge 2019.

 

_____________


Padre Marcos Castro nomeado assistente regional de Lisboa do CNE

O Cardeal-Patriarca nomeou o padre Marcos Daniel Ramos e Castro assistente regional de Lisboa do Corpo Nacional de Escutas (CNE), Escutismo Católico Português. O sacerdote, de 33 anos, era assistente regional adjunto de Lisboa do CNE, desde 2015, sendo também pároco da Bobadela.

fotos por CNE - Núcleo Oriental
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Foi há alguns dias que, na espaçosa capela de um colégio, presenciei uma cena que me deu que pensar.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Celebram-se este ano cem anos do nascimento de Sophia de Mello Breyner, um sinal muito português e universal de talento, sensibilidade e sabedoria.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES