Família |
Familiarmente
Festa da Família
<<
1/
>>
Imagem

No dia 16 de Junho de 2019, no parque da Quinta das Conchas em Lisboa, celebraremos a Festa da Família, este ano com o tema “Família: Lugar de Encontro com Deus”.

 

Nesta 6ª Festa da Família, à semelhança dos anos anteriores, haverá a oportunidade de celebrar as Bodas Matrimoniais (10º, 25º e 50º ou mais aniversários do Matrimónio), na qual, os casais que celebrem estes jubileus matrimoniais receberão a bênção do exmo. sr. Patriarca de Lisboa. O nosso objetivo é chegar aos 1000 casais que celebram este ano a suas bodas matrimoniais!

Para podermos organizar esta celebração, solicitamos a inscrição de todos os casais que celebram as suas bodas matrimoniais durante o ano 2019 até ao dia 9 de Junho através do site http://familia.patriarcado-lisboa.pt.

 

Programa da Festa Diocesana da Família

·         10h00: Acolhimento e Informações

·         10h30: Oração da manhã

·         11h00: Percursos – “famílias encontram família”: cada uma das realidades eclesiais mais presentes na Vigararia IV de Lisboa orientam um pequeno percurso pelo Parque da Quinta das Conchas, onde vão abordar de uma forma dinâmica e criativa cada uma das temáticas abaixo descritas.

o   Família, Santuário Vivo

o   Família e Transmissão Fé

o   Família e Educação

o   Família e Amor conjugal

o   Família e Comunidade

o   Família e Periferias

o   Família e sociedade

·         11h00: Feira Familiar: alguns dos movimentos, associações e projetos ligados à pastoral da família dão-se a conhecer com algumas atividades no espaço da feira familiar.

·         11h00: Espaços de Oração e Reconciliação

·         13h00: Piquenique

·         14h00: Festival da Família: José Pedro Cobra modera um tempo de testemunhos de famílias, que será intercalado com a e atuação do grupo Figo Maduro e com de uma fadista surpresa.

·         15h30: Palavra do Senhor Cardeal Patriarca às famílias e aos casais jubilares

·         16h00: Eucaristia com a celebração dos jubileus matrimoniais

 

____________

 

Ícone da família

Este ano a Festa Diocesana da Família será organizada em colaboração com a vigararia IV de Lisboa. Para dinamizar e envolver as famílias destas paróquias, o ícone da Sagrada Família está a percorrer cada uma destas paróquias. Para ajudar nesta dinamização, a vigararia IV criou um pequeno oratório com o intuito de ajudar e as famílias e os casais jubilares na vivência deste tempo. Ficam aqui alguns ecos destas visitas.

 

A família de Nazaré foi o exemplo desta peregrinação, pois também ela foi peregrina fora do seu próprio país. Uma família que foi encontrando famílias ao longo da sua vivência e que com o seu testemunho de vida vai transmitindo que existe uma nova esperança para todos. Encontrar-se com a família de Nazaré era e é encontrar-se com Deus. Também hoje Deus se quer dar a encontrar através da família cristã. Deste modo simbólico a família de Nazaré percorre as paróquias da Vigararia, transportada, acolhida e adorada por famílias, congregando e animando a participar nesta jornada de louvor por este grande dom de Deus que é a família.

Nesta caminhada de preparação, no dia 31 de Março, o ícone chegou à paróquia de Nossa Sra. da Penha de França trazido pela paróquia de Nossa Sra. de Fátima. Foi solenemente apresentado à comunidade paroquial na Eucaristia dominical. Fez parte do cortejo de entrada e depois de colocado em local de destaque foi explicada a sua presença e objetivo. Teve uma relevância acrescida por se celebrarem as bodas de ouro de um casal da paróquia, muito feliz, rodeado pela sua família. No final da Eucaristia foi distribuído um pequeno oratório como proposta de oração para ser feita em casa em família e pela família.

O ícone esteve presente durante toda a semana nas atividades e celebrações da comunidade, como por exemplo, na oração do terço, na profissão de pé e proclamação do “Pai-nosso” por duas neófitas na sua preparação para o batismo. Durante esse período a comunidade foi convidada a rezar pelas famílias presentes e pelas ausentes, bem como por aquelas que sofrem por alguma fragilidade, como o desemprego, o excesso de trabalho, a violência, a toxicodependência, o abandono e solidão, a pobreza, etc.

No fim de semana seguinte, o ícone continuou a sua peregrinação, sendo levado por um casal à paróquia do Espírito Santo.

texto por Carlos Araújo

 

____________


Oração em Família

 

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

 

Introdução

Reunimo-nos aqui hoje, para agradecer a Deus o dom da nossa Família;

Agradecer uns aos outros os pequenos detalhes que nos fazem crescer como família

 e o modo como Deus se nos revela nesses mesmos detalhes.

 

Leitura 1 – Família, santidade e prática dos pequenos detalhes

“A vida comunitária, na família, na paróquia ou… compõe-se de tantos pequenos detalhes diários. Assim acontecia na comunidade santa formada por Jesus, Maria e José, onde se refletiu de forma paradigmática a beleza da comunhão Trinitária. E o mesmo sucedia na vida comunitária que Jesus transcorreu com os seus discípulos e o povo simples.

Lembremo-nos como Jesus convidava os seus discípulos a prestarem atenção aos detalhes:

·         o pequeno detalhe do vinho que estava a acabar numa festa;

·         o pequeno detalhe duma ovelha que faltava;

·         o pequeno detalhe da viúva que ofereceu as duas moedinhas que tinha;

·         o pequeno detalhe de ter azeite de reserva para as lâmpadas, caso o noivo se demore;

·         o pequeno detalhe de pedir aos discípulos que vissem quantos pães tinham;

·         o pequeno detalhe de ter a fogueira acesa e um peixe na grelha enquanto esperava os discípulos ao amanhecer.

A comunidade (a família) que guarda os pequenos detalhes do amor, e na qual os membros cuidam uns dos outros e formam um espaço aberto e evangelizador, é lugar da Presença do Ressuscitado que vai santificando segundo o projeto do Pai. (ver Gaudete et Exsultatae,nºs 143 a 145)

 

Leitura 2: Família, templo onde Deus habita

“A vida de todos os dias é também o vosso templo e a vossa religião. Ao entrardes nele, levai convosco todo o vosso ser. As coisas que modulastes por necessidade ou por gosto. E, se quereis conhecer a Deus, não vos preocupeis muito em resolver enigmas ou em debitar orações. Olhai também à vossa volta e vê-Lo-eis brincando com os vossos filhos, sorrindo nas flores, dançando nas árvores, estendendo os braços nos amigos” (Gibran)

Espaço para ressonância das leituras…

 

Reflexão…

Como valorizamos nós em família os pequenos detalhes? Eles estão ausentes ou presentes na nossa família? A sua prática faz crescer em humanidade, no amor, no cuidado recíproco, na delicadeza; na alegria; no afeto; desenvolve o sentido do outro, o altruísmo, a gratuidade a corresponsabilidade e o dom de si. Os pequenos detalhes criam um clima de bem-estar e bem-querer, geram laços de ser profundos e tornam-nos semelhantes a Jesus, que também praticou os pequenos detalhes. Uma Família onde os pequenos detalhes estão ausentes, é uma família sem alegria, sem humanidade.

 

Dinâmica: oração da gratidão

Material: Pequenos cartões, tantos quanto o número de elementos que constituem a Família. Cada cartão contém o nome de um elemento.  Cada um tira um cartão, à sorte, no qual está inscrito o nome de um dos membros da família.

 

Três tarefas:

1. Identifica o nome e num clima de oração, cada elemento é convidado a agradecer a Deus tudo o que, a família, recebe desse membro.

2. Depois de todos partilharem, dão as mãos, inclinam-se e rezam juntos: “Meu Deus eu Vos amo e Vos agradeço todos os Vossos benefícios” (3 vezes)

3. Cada elemento ao longo da semana vai surpreender o membro por quem rezou, com pequenos detalhes…

 

Oração conjunta:

Sagrada Família de Nazaré,

tornai também a nossa família

lugar de alegria, partilha e comunhão;

lugar de respeito e gratidão.

Templo onde Deus se faz presente e se revela, nos pequenos detalhes.

Que o seu testemunho, a todos leve a Vida que vence a Morte,

Jesus ressuscitado.

Ámen

 

Terminam a oração abraçando-se calorosamente… agradecendo uns aos outros.

 

____________


12 a 19 de Maio: Semana da Vida

A celebração da Semana da Vida é uma decisão dos Bispos portugueses, tomada em 1994, em resposta ao apelo de S. João Paulo II, a quando do encerramento do Sínodo da Europa, em 1991.

Este ano celebraremos a 26ª semana. Para que a divulgação e a celebração da Semana da Vida sejam uma realidade conhecida e vivida nas nossas comunidades, propomos o seguinte:

- Expor o cartaz em lugares públicos e estratégicos,

- Envolver neste processo as comunidades: famílias, estruturas da Pastoral Familiar, outros grupos de pastoral

- Recorrer aos meios de comunicação locais, boletins paroquiais, facebook e outros

- Propor e promover momentos de oração nos vários lugares de culto ou locais públicos

- Criar momentos de formação e reflexão com base nas Exortações Apostólicas do papa Francisco: "Amoris Laetitia", "Evangelii Gaudium", "Laudato si'", ...

 

A Comissão Episcopal do Laicado e Família oferece-nos alguns materiais para ajudar na divulgação, oração e reflexão. Podem encontrá-los em http://leigos.pt.

·         CARTAZ: Anúncio e divulgação. Destinatários: todos os lugares de culto e sítios públicos estratégicos.

·         GUIÃO: Um guia, com textos suporte e propostas para a Celebração da Semana da Vida. Destinatários: párocos, estruturas da Pastoral Familiar, outros grupos de pastoral.

·         ORAÇÃO: para entregar a todos os participantes nas Eucaristias dos dias 12 e 19 de Maio.

textos pela Pastoral Familiar de Lisboa
Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
António Bagão Félix
Na semana passada li uma entrevista com um candidato a deputado (cabeça-de-lista) pelo circulo eleitoral do Porto.
ver [+]

P. Manuel Barbosa, scj
Com “missão nas férias” não quero propor programas de férias missionárias, nem dizer que a missão está de férias.
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES