Lisboa |
Papa nomeou cardeal D. José Tolentino Mendonça
“Oportuna criação cardinalícia”, considera Cardeal-Patriarca
<<
1/
>>
Imagem

O Cardeal-Patriarca de Lisboa saudou a nomeação cardinalícia de D. José Tolentino Mendonça, destacando o percurso do arcebispo madeirense no campo cultural.

“O Papa Francisco sabe muito bem como a evangelização e a nova evangelização têm uma fortíssima vertente cultural, isto é, requer uma compreensão profunda da mentalidade atual, não só na Europa, mas pelo mundo além. O senhor D. José Tolentino é muitíssimo bom e capaz, neste setor e neste sentido, de uma nova evangelização e da sua necessidade cultural”, assinalou D. Manuel Clemente, à Agência Ecclesia, sublinhando ser uma “grande felicidade” para a Igreja Católica portuguesa “esta oportuna criação cardinalícia”. “Agradecemos muito ao Papa Francisco e contamos muito com o trabalho, com a inteligência, com a sabedoria do nosso caríssimo D. José Tolentino”, terminou o Cardeal-Patriarca, a propósito da nomeação do arquivista e bibliotecário da Santa Sé, conhecida no passado dia 1 de setembro.

A Conferência Episcopal Portuguesa manifestou também “grande regozijo” pela criação de D. José Tolentino para “este relevante serviço à Igreja Universal colaborando junto do Santo Padre como Cardeal, serviço que certamente exercerá com a humildade, a sabedoria, a competência e a dedicação que lhe são reconhecidas”. “É uma alegria para a Igreja em Portugal contar neste momento com cinco Cardeais no Colégio Cardinalício: D. José Saraiva Martins, D. Manuel Monteiro de Castro, D. Manuel Clemente, D. António Marto e D. José Tolentino Mendonça”, salienta um comunicado.

Já o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sublinhou a “excecional relevância do novo cardeal como filósofo, pensador, escritor, professor e humanista”, manifestando a intenção de estar presente no Consistório que vai ter lugar a 5 de outubro, no Vaticano, e onde o Papa Francisco vai criar 13 novos cardeais, entre os quais D. Tolentino Mendonça.

Na Tua Palavra
Não nos separemos d’Ele!
por D. Nuno Brás
A OPINIÃO DE
P. Gonçalo Portocarrero de Almada
Outubro ficará na história da Igreja em Portugal por dois principais motivos: a entrada, para o colégio cardinalício, de D.
ver [+]

Guilherme d'Oliveira Martins
Se houve nas últimas décadas uma cristã militante social da maior relevância, exemplo do compromisso...
ver [+]

Visite a página online
do Patriarcado de Lisboa
Galeria de Vídeos
Voz da Verdade
EDIÇÕES ANTERIORES